Correio Paulinense

Paulínia, 20 de maio de 2024
VOTAÇÃO FINAL do “PL do Menezes” só deve acontecer dia 2 de setembro: amanhã (19) será votada apenas a LEGALIDADE; Moura pai comanda reunião com CC’S e rasga elogios à Mônica Trigo!

Última atualização em 19 de agosto de 2014

[imagem] Boa nooooooooite meus amoooooores! A sessão da Câmara de amanhã (19) promete bafos imperdíveis. O principal debate será sobre a criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), para investigar supostas sujeiras escondidas embaixo do tapete da Educação Municipal. Custódio Campos (PT), autor da proposta, o colega dele Doutor João Mota, Angela Duarte (PRTB) e Fábio Valadão (PROS) já assinaram a favor da CEI, mas, provavelmente, a proposta será derrubada pela maioria mourista.  Se até o vereador Danilo Barros (PCdoB), que teve o saudoso irmão Felipe homenageado com o seu nome em uma das creches fechadas pela administração Moura Junior (PMDB), deve votar contra a CEI da Educação imaginem os demais vereadores controlados pelos “dois prefeitos”. A jogada deve caminhar na seguinte linha: impedem a investigação na Educação, mas derrubam o “PL do Menezes”, para não ficar “tão feio na fita” com a população. 
Falando no “PL do Menezes”, é preciso deixar uma coisa muito clara, principalmente para os maiores interessados no assunto. Amanhã, a Câmara votará apenas a LEGALIDADE do projeto. Esta votação não é a que define se o financiamento especial do 3º Módulo do Pazetti, para as famílias do Acampamento Menezes, foi aprovado ou não. A votação que decide isso é a do MÉRITO (leia matéria), que deve acontecer na 16ª Sessão Ordinária, dia 2 de setembro, ou em Sessão Extraordinária, caso o presidente Fiorella (PP) convoque. Na tarde de hoje, falei com Fiorella e ele garantiu que, até o presente momento, não existe nenhuma Extraordinária prevista, para terminar a votação do “PL do Menezes”. Ficarei atento e qualquer coisa aviso, imediatamente.
Chico Sardelli (Estadual PV), Campos Machado (Estadual PTB), Jaiminho (Federal PSC) e Baleia Rossi (Federal PMDB), Paulo Skaff (Governador PMDB/SP) e Dilma (Presidente/PT) são os candidatos dos Moura (pai e filho), nas eleições deste ano. Quem falou foi o próprio Moura pai, durante a reunião com os Cargos de Confiança de Moura filho, sábado (16), no chiquérrimo Hotel Vitória, de Campinas. Segundo uma fonte minha, in loco, o pai determinou que todos os cargos façam campanha para os candidatos dele e avisou que vai acompanhar quem está fazendo o “serviço direito”. No dia seguinte, os CC’s já começaram postar seus candidatos nas redes sociais. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. 
Aliás, o filho “prefeito”, que falou quase nada, mais parecia um mero “convocado”, entre todos, já que o pai comandou tudo. Para não correr o risco de ser gravado ou fotografado, conduzindo a reunião, que caberia ao filho conduzir, Moura ordenou que todos os celulares fossem desligados. Além do secretário de Segurança, Cícero Brito, seguranças particulares contratados garantiram a “privacidade” do faraônico. Muitos cargos foram à reunião com os “fiofós” nas mãos (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas), pois o que se falava e ainda se fala é que alguns seriam ou serão exonerados. Pelo menos, no sábado, ninguém foi. Moura pediu ao grupo mais união e menos fofocas. Dizem que nunca se viu tanta gente querendo puxar o tapete do outro, naquela Prefeitura. 
Falando em exoneração, é quase certo que o secretário de Saúde Renato Cardoso foi mesmo exonerado da pasta. O assessor de imprensa Silvio Motta me disse que ainda não existe nada oficial, mas deixou escapar que a saída de Cardoso deve ser publicada no próximo Semanário Oficial do Município. Bem, caso Moura pai tenha mesmo mandado Moura filho levantar o cartão vermelho para Cardoso, protegido do poderoso deputado federal José Mentor (PT-SP), não vai melhorar em nada a Saúde da city. Saí um, entra outro que também não terá autonomia para decidir ou executar nada. 

Evidentemente, os culpados por tudo que está acontecendo na Saúde são os “dois prefeitos”, que não estão nem aí com nada. Cardoso só serviu para segurar as “buchas” em público e sair como o incompetente da história. E assim acontece com os demais secretários, exceto, o dos Negócios Jurídicos, Arthur Augusto Campos Freire, que tem carta branca dos Moura, para deitar e rolar, inclusive, em cima do resto do Secretariado. Uma gaivota me contou que, agora, Arthurzinho mirou no também “nada fácil” Eduardo Ferreira, de Obras. Os dois andam em pé de guerra e quase indo às “vias de fato”. Misericórdia! Se rolar um MMA, aposto na habilidade militar de Eduardo (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). E se ele “baixar” a “Mônica Trigo”, então, Arthur tá condenado ao nocaute, no 1º round (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). 
Para encerrar, por enquanto, o assunto Cardoso, não minha visão, ele foi ou ainda é conivente com a administração Moura Junior (PMDB), mas responsabilizá-lo diretamente pelo estado de calamidade pública em que se encontra a nossa Saúde, ai já é injusto. Vamos esperar se ele deixou mesmo o governo e depois voltaremos neste babado, pois desconfio que muitos bafos de bastidores virão à tona. 
A agitada Mônica Trigo foi praticamente reverenciada pela “raposa” Moura pai, que não economizou elogios à Secretária de Cultura.  O que uma “comida de rabo” lá de cima não faz hein (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)? Segundo minha “gaivota”, no Vitória, o “prefeito de fato” confirmou que Mônica pertence ao PT Federal e que ela tem sido muito importante para a administração dele e do filho. Todo mundo pode até ter engolido as lorotas de Moura pai, menos a “homenageada”, que de “tapada” não tem nada (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).
Embora com menos purpurinas, o diretor de Finanças Sami Goldstein também foi elogiado pelo faraônico. Segundo apurei, o alvo de Sami na administração Moura Junior (PMDB) era a Presidência do Pauliprev, mas Moura pai preferiu Mário Lacerda para o cargo. Agora, dizem que o ex-rabino cobiça a cadeira do pastor Marcelo Barraca. Será mesmo? Misericórdia! Enquanto isso, Sami comemora nas redes sociais o PEN (Partido Ecológico Nacional) no grupo de partidos aliados ao falido mourismo, com o queridíssimo Carlos Amorim (ex-PTC) na presidência e a controvertida pastora Sara Ben à frente da ala afrodescendente da legenda. 
Essa pastora é a mesma que durante a campanha eleitoral de 2012 transformou o púlpito da sua igreja, no São José,  em palanque político para o então candidato ficha-suja Edson Moura. Corre por aí que ela disputará à vereadora nas próximas eleições municipais, assim como a diretora do PAS Aristeia Rodrigues, atendendo um suposto pedido de Moura pai. Caso essas especulações acabem se confirmando em 2016, as campanhas das “irmãs” de “mourismo” serão as mais barulhentas da história, com direito a rounds e bafões imperdíveis  (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).
Vou ficando por aqui. Uma semana iluminada, cheia de bênçãos para todos nós e sempre COM A PROTEÇÃO E MISERICÓRDIA DO NOSSO DEUS. Muitos beijos e abraços. Au revoir!

Foto: Aline Arruda

<imagem1>8974010d864c10bb4a139d09fa23e8e0.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima