Correio Paulinense

Paulínia, 30 de maio de 2024
“Vocês podem confiar, pois estamos aqui para brigar e não deixar que isso aconteça”, afirma Du Cazellato contra o “PL 37”.Se todos cumprirem, o PL será derrubado por 11 a 3?!?

Última atualização em 1 de setembro de 2014

[imagem] Boaaaaaaaaaaa nooooooite meus amoooooooooooores!!! Os outros bafos que fiquem esperando na fila, pois hoje o assunto é um só: A VOTAÇÃO, amanhã (02), do Projeto de Lei 37/2014, o tão famoso “PL do Menezes”, durante a 16ª Sessão Ordinária da Câmara da City. O projeto é muito polêmico, porque mexe com o sonho da casa própria de centenas de famílias, tanto do Acampamento Menezes como do Residencial Pazetti, e coloca em discussão a IGUALDADE DE DIREITOS, que 11 vereadores – Tiguila Paes (PRTB), Edilsinho Rodrigues (PPS), Gustavo Yatecola (PTdoB), Marquinho da Bola (PSB), Du Cazellato (PP), Angela Duarte (PRTB), Simeia Zanon (PROS), Fábio Valadão (PROS), Danilo Barros (PCdoB) e Custódio Campos (PT) – assumiram compromisso público de defender. 

No dia 19 de setembro do ano passado, no Plenário da Câmara da City, a Associação de Moradores do Pazetti, presidida por Bruno Pereira, realizou uma assembleia para discutir a, até então, intenção do prefeito Moura Junior (PMDB) de destinar as casas do terceiro e último módulo  do residencial aos moradores do Acampamento Menezes, em condições especiais: sem entrada, sem pré-obra e em 360 parcelas, de meio salário mínimo vigente.  

A notícia, dada na “surdina” pelo prefeito aos moradores do acampamento e de outras duas áreas invadidas (Fazendas Paraíso e Santa Terezinha”) no dia 8 de setembro passado (veja o vídeo), pegou todo mundo de surpresa, provocou uma série de protestos dos compradores dos dois primeiros módulos do Pazetti  e a reação dos 11 vereadores, acima citados, contra  as condições diferenciadas, para os futuros compradores do último módulo.  Hoje, quase um ano depois, a Câmara se prepara para votar, em definitivo, o PL 37/14, que, na prática, muda as regras de aquisição no Residencial Pazetti, determinadas na Lei Municipal 3.283/2012. Trocando em miúdos: “com entrada, pré obra e prestação de até 1.200 reais, para uns” (os primeiros compradores do Pazetti) e “sem entrada, pré-obra e prestação de meio salário mínimo, para outros” (futuros compradores do residencial).


Além de ignorar a lei do Pazetti e, consequentemente, os direitos de mais de 600 famílias que já haviam comprado suas casas no residencial, e colocar, premeditadamente, a Câmara Municipal numa situação delicada perante todas as famílias envolvidas, o governo Moura Junior (PMDB) ainda transformou a votação do “PL 37 “em uma luta entre os Poderes Executivo e Legislativo – luta esta, que o prefeito não aceita perder. E para mostrar que quem manda nos vereadores é ele, Moura Junior (PMDB) conta, dentre outras “armas”, com o empenho do seu líder na Câmara, vereador Sandro Caprino (PRB), que tem a missão de garantir a maioria para aprovar o “PL do Menezes”. Como já disse outras vezes, se o projeto for aprovado os Moura (pai e filho) conseguem cumprir a promessa eleitoral que fizeram ao pessoal do Menezes e Caprino (PRB) garante uns “bom votinhos” para as próximas eleições.

É verdade que, hoje, Moura Junior (PMDB) conta com o apoio político da maioria dos vereadores. Entretanto, no caso específico do PL 37, se todos os vereadores cumprirem o compromisso assumido com os compradores do Pazetti, em setembro do ano passado, o projeto será derrubado por 11 votos a 3 (sem o voto do presidente Fiorella) ou 11 votos a 4 (com o voto favorável de Fiorella), com a ausência do vereador Gustavo Yatecola (PTdoB), que está em férias nos Estados Unidos.
Meu “cinegrafista amador” gravou o pronunciamento de cada vereador durante a Assembleia do Pazetti na Câmara. Hoje, ouvi atentamente a gravação e destaco a seguir as principais falas de sete deles, em apoio ao direito de igualdade. Os vídeos completos você confere no links abaixo.
“O que está acontecendo é muito triste. Está sendo colocado povo contra o povo e o povo contra essa Casa de Leis”. FÁBIO VALADÃO (PROS).
“A Câmara, este vereador e com certeza a bancada petista está do lado de vocês. Podem contar comigo na luta de vocês, um grande abraço e até a vitória”. CUSTÓDIO CAMPOS (PT)
“Agora vão doar as casas a 300 reais. Vocês podem confiar, pois nós estamos aqui para brigar e não deixar que isso aconteça”. DU CAZELLATO (PP)
“Sei do sofrimento que vocês estão passando e assim como os meus companheiros estarei aqui para ajudar que o problema seja resolvido da melhor maneira possível”. MARQUINHO DA BOLA (PSB). 
“Existe uma legislação pro residencial Pazetti. E a legislação é feita para ser cumprida. Estamos hoje aqui numa casa de Leis e a função do vereador é fazer as leis”. EDILSINHO RODRIGUES (PPS). 
“A manobra política não está nesta Casa, muito pelo contrário. Deu para perceber no vídeo (o vídeo da reunião do prefeito Moura Junior com os moradores do Menezes, dia 8 de setembro, no Theatro Municipal Paulo Gracindo) que a coisa foi feita assim: você quer ficar aqui, construir aqui ou quer no residencial Pazetti? É lógico que por meio salário mínimo (a vereadora não completou a fala). Aprovamos na legislatura passada a lei do Residencial Pazetti e defendo a igualdade. Todos vocês já tinham comprado suas casas”. SIMEIA ZANON (PROS).
“Hoje a lei está do lado de vocês e eu vou lutar pelo lado de vocês. Podem contar comigo. Meu gabinete está aberto, para mobilizar, ir às ruas, fazer o que for preciso”. DANILO BARROS (PCdoB). 
“Hoje, nós somos os seus defensores, somos o para-choque de todos vocês. Se vier para a Câmara este projeto nós estaremos em total apoio, ao lado de vocês. Nós temos certeza da lei e a lei garante os seus direitos, podem ter certeza disso”. TIGUILA PAES (PRTB).
Bem meus amores, seria impossível terminar a coluna de hoje sem deixar, para reflexão de todos, a fala marcante do atual vice-prefeito Bonavita (PTB), dita, justa e curiosamente, na entrega das casas do segundo módulo do Residencial Pazetti, dia 31 de maio deste ano.  “homem público que não cumpre o que fala, o homem público que não tem responsabilidade com as palavras, está fadado à derrota”.
Um beijo enorme em vossos corações e que a nossa semana seja mais uma abençoada e protegida PELO NOSSO PAI, TODO PODEROSO! Au revoir!

ASSISTA OS OUTROS VÍDEOS: DANILO BARROSSIMEIA ZANONCUSTÓDIO CAMPOS 

Foto: Lucas Rodrigues/CP Imagem

<imagem1>3ef5a2184f523e9266c03cc669dd2f8a.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima