Correio Paulinense

Paulínia, 11 de dezembro de 2023
Vereadores destacam “golpe da casa ecológica” e aliados “isentam” Moura Junior (PMDB) do “esquema; Baderneiro “boca de aluguel” é expulso da Câmara e sessão segue calma até o fim!

Última atualização em 12 de dezembro de 2013

[imagem] Bom dia meus amooooooores! Hoje, não tem frescuras. Vamos direto aos bafos e babados. Contratado pela mixaria que vale para provocar e atacar EXCLUSIVAMENTE os vereadores Fábio Valadão (PROS), Tiguila Paes (PRTB) e a vereadora Ângela Duarte (PRTB), Rodrigo Pavane, morador e eleitor de Campinas, mais conhecido como “boca de aluguel”, foi expulso da última sessão da Câmara pelo presidente Marquinho Fiorella (PP), sob protesto do “comparsa” paulinense Amilton Cezar, o Cezinha, e aplausos da maioria absoluta da plateia presente. Este baderneiro de quinta categoria, “importado” por um salafrário, safado e sem-vergonha, mil vezes pior que ele, vinha transformando a Casa de Leis Paulinense em um verdadeiro “bordel de beira de estrada”, onde a maioria das noites quase sempre termina em tiros, feridos e mortos. Graças ao nosso Bom Deus o pior não chegou a acontecer.

Na coluna de terça-feira, dia da sessão, pedi ao presidente Fiorella (PP) que não deixasse o “tranqueira” Rodrigo Pavane (tranqueeeeeeeeeeeeeeeira), seu “comparsa” Cezinha (compaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaarsa), que teve o descaramento de defender o pilantra de Campinas e atacar Fiorella no Facebook, além de Zé Nilton, fazerem o que bem entenderem na sessão. O “pai do Seninha” não apareceu. Em compensação, o “boca de aluguel” e o “espírito de porco” Cezinha estavam lá, prontos para aterrorizar, outra vez. E se dependesse do Secretário de Segurança, Cícero Luiz de Brito, essas almas sebosas não teriam deixado os vereadores trabalharem (falo sobre isso mais adiante).
Já no início da “Palavra Livre”, o “boca de aluguel”, importado de Campinas pelo comparsa salafrário, safado e sem-vergonha – logo REVELAREI NOME E SOBRENOME DESTE “IMPORTADOR” CRISTÃO DE ARAQUE (me aguardem) – chamou Valadão de “Valadrão”, sugeriu que o vereador desse um título de cidadão ao recém-falecido Nelson Mandela, chamou o vereador Tiguila de “cassado e sujo na Justiça” e disse “lá vem”, quando a vereadora Ângela Duarte (PRTB) usou a palavra, entre outros insultos ao tripé de oposição ao governo. 
Foi a gota d’água! “Eu vou aceitar o manifesto popular, provocação não. Se continuar vou pedir para as pessoas se retirarem, pois os trabalhos desta Casa merecem respeito”, disse Fiorella. O “tranqueira” de Campinas, que recebe do “lobo em pele de cordeiro” a mixaria que vale, teve o descaramento de citar a Constituição Brasileira para justificar o seu comportamento rodapé. 
[parêntese] E este bandoleiro da pior espécie ainda tem a audácia de pronunciar o meu nome em sua boca fétida. “RODRIGO PAVANE, NÃO SOU DA SUA LAIA SEU TRANQUEIRA. NÃO O CONHEÇO E NEM QUERO TER O DESPRAZER DE CONHECÊ-LO, ASQUEROSO. CONHEÇO QUEM ESTÁ LHE PAGANDO E LOGO VOU DESMASCARÁ-LOS PARA A CITY INTEIRA. NÃO TENHO MEDO DE VOCÊ, DE SEU ‘IMPORTADOR’ E MUITO MENOS AINDA DOS ‘DOIS PREFEITOS’, À QUEM O SEU ‘PAGADOR’ SERVE. E EU QUERO LÁ SABER SE ÉS AMIGO, POR EXEMPLO, DO DIRETOR DE MARKETING DE MOURA JUNIOR (PMDB), SILVIO ROGÉRIO DE OLIVEIRA, VULGO SILVIO MOTA, COM QUEM VOCÊ FOI FLAGRADO CONVERSANDO DEPOIS DE SER EXPULSO DA SESSÃO, OU DE CEZINHA? VOCÊ PODE SER AMIGO DA BESTA FUBANA. ENTÃO, VOU TE DÁ UMA DICA: VAI ENCONTRAR TUA LAIA NAS ESQUINAS DA ‘PQP’, POIS A MINHA “CALÇADA “FALA FRANCÊS: AVENUE CHAMPS-ÉLYSÉEES”. 
Voltando. Indiferente a “observação” de Fiorella (PP), o “boca de aluguel” insistiu em continuar tumultuando, enquanto o “lobo em pele de cordeiro” sorria, discretamente, em sua cadeira. Neste momento, o queridíssimo Alexandre Mane soltou o grito que estava preso em muitas gargantas presentes: “Cala a boca cara, deixa de ser bobo. Vai embora daqui, para de encher o saco. Você é um idiota, medíocre. Vagabundo, imbecil  e medíocre. Você nem aqui mora. Vagabundo, sem-vergonha”, disparou o conhecido Naja. Fiorella mandou o “pau mandado” do “lobo em pele de cordeiro” sair e ele disse que não sairia. ‘VAI SAIR SIM”, determinou o presidente.
Tão absurdo quanto a ousadia do “boca alugada”, que nem sequer mora ou vota em Paulínia, foi a postura passiva do Secretário de Segurança, Cícero Luiz de Brito, diante dos dois pedidos feitos pelo presidente Fiorella (PP). “Secretário por gentileza tome providências para que os trabalhos continuem”, apelou o presidente, duas vezes. Sentado estava, sentado continuou o Secretário, enquanto Rodrigo Pavane continuava desafiando a ordem. Muito próximo ao baderneiro de Campinas tinha pelo menos 10 Guardas Municipais, aguardando um sinal do secretário Cícero.  Ah dá licença!
Ao primeiro pedido de Fiorella (PP) Cícero tinha que ter levantado a “buzanfa” da cadeira e colocado Rodrigo Pavane pra fora, imediatamente, afinal, quem paga o altíssimo salário do Secretário de Segurança é o povo de Paulínia e não um “importado”, programado por um “lobo em pele de cordeiro”, para desestabilizar não apenas o trabalho dos três vereadores alvos, mas, sobretudo, os trabalhos da INSTITUIÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DE PAULÍNIA. 
Jamaaaaaaaaaaaais Alexandre Mane, um paulinense nato, cidadão de bem e empresário deveria se retirar da sessão. Jamais. O único “lixo” que deveria ter saído saiu e se quisesse companhia a pessoa mais indicada seria o seu “comparsa” Cezinha, outro tranqueira à serviço de uma administração chinfrim, que sequer lhe deu um cargo de “mínima confiança”. É descer muito baixo…affffffffffffff!!!!
E outra: Fiorella (PP) precisaria mesmo pedir providências ao Secretário Cícero ou poderia ter pedido diretamente para a GM retirar aquele asqueroso do recinto? O Presidente é a autoridade máxima do Legislativo, portanto, no meu entender pode acionar diretamente força policial para garantir a ordem da Casa.  Bastava Fiiorella (PP) determinar que a GM retirasse o “boca de aluguel” de Campinas e pronto. Ou estou equivocado? Acho que não, pois vamos imaginar que na próxima sessão aconteça outro furdunço e o Cícero não esteja:  FIORELLA (PP) VAI FAZER O QUÊ?
Muito mais por ter mandado aquele mequetrefe desinfetar o ambiente da última sessão, Fiorella (PP) está de parabéns por ter mostrado que a CÂMARA DE PAULÍNIA NÃO É UM BORDEL DE BEIRA DE ESTRADA. O LEGISLATIVO PAULINENSE TEM COMANDO SIM SENHOR e daqui por diante RODRIGO PAVANE, CEZINHA E ZÉ NILTON terão de ficar pianinho, caso contrário: IH, RUAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!! Depois da expulsão do baderneiro, a sessão transcorreu em absoluta santa paz, até Fiorella (PP) finalizar e convocar a próxima.
Durante (ao fotografo Lucas Rodrigues) e depois (ao vereador Tiguila Paes) da sessão de terça-feira, o diretor de Marketing do prefeito Moura Junior (PMDB), Silvio Rogério de Oliveira, o Silvio Mota, disse que queria falar comigo e coisas e “tals”. Lóooogico que o bipei no Nextel, para saber do que se tratava. Depois do “prossiga” ele disse admirar o meu trabalho, mas que eu estava levando para o lado pessoal, por ter o chamado de incompetente, outro dia. Esclareci que a incompetência era profissional, como a falta do acento agudo no nome da city em plena chamada da NOTA DE ESCLARECIMENTO de Moura Junior (PMDB), sobre o “golpe das casas ecológicas”. Silvio reconheceu o erro e disse que ao estruturar a nota junto com o secretário Jurídico Arthur Augusto de Campos Freire, o “detalhe” passou despercebido.
Quanto a Capivara, o jornalista CC7, disse que o “cowboy” teria enganado a assessoria de imprensa e também o Prefeito. “Ele enganou todo mundo”, disse Silvio.  Eita peste! O vereador Fábio Valadão (PROS) pediu, através de Requerimento, para o prefeito Moura Junior (PMDB) informar quais as verdadeiras ligações do governo com a FDDIP. Sandro Caprino (PRB), líder de Moura Junior PMDB) na Câmara, e Zé Coco (PTB) saíram em defesa do prefeito. “O prefeito não tem nada a ver com isso”, disseram. 
De acordo com Valadão (PROS), pelo menos 7 (sete) moradores do Jardim Leonor depositaram R$ 200,00, cada um, de taxa de adesão na conta da FDDIP. Sinto muito em dizer, mas se lascaram. Agora vejam que loucura. O Prefeito e o Secretário de Habitação visitam o “projeto” das casas ecológicas dia 24 de outubro; no dia 25 a sua assessoria de imprensa divulga que “Paulínia se prepara para instalação de casas sustentáveis” e no dia 29 do mesmo mês Moura Junior (PMDB) cede o ginásio de esportes do João Aranha para Capivara e sua comitiva “aplicarem o golpe” nas pessoas humildes.

Eu,  coloquei “o meu diretamente na linha de tiro”, denunciando o golpe dia 02 deste mês, exigi que Moura Junior (PMDB) prestasse esclarecimento à população e mesmo depois de tudo isso a FDDIP continua fazendo “inscrições” para as tais casas. Alguma coisa tá errada. Pois se a Prefeitura sabe que é golpe por que não acionou a Polícia e o Ministério Público para fechar as portas desta associação fajuta, assim como fez Americana, onde tudo começou. Concordam? 
Preocupado com este golpe, Fiorella (PP) disse que ligou para Danilo Garcia, Secretário de Habitação, e foi informado que a Prefeitura  teria entrado com um processo contra a FDDIP. Sinto muito, mas o presidente da Câmara deve ter entendido errado ou aplicaram o golpe da informação nele, pois pelo o que eu sei não existe nenhum processo do governo Moura Junior (PMDB) contra a associação de Capivara. Diante de uma denúncia tão grave, que atinge apenas e tão somente as pessoas mais humildes de Paulínia, o prefeito Moura Junior (PMDB), a Polícia Civil e o Ministério Público têm que agirem IMEDIATAMENTE. Vamos continuar acompanhando.
Bem meus amores, por hoje é só. Tenham todos uma quarta-feira abençoada e protegida pelo REI DOS REIS. Muitos beijos e abraços. Au revoir!

<imagem1>7fdf75e4fb07063bc9d8ee99af154536.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima