Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
Tiguila Paes teve a inelegibilidade acatada pela Justiça e não o mandato cassado: o vereador continua na Câmara.

Última atualização em 11 de junho de 2013

[imagem] Na tarde desta terça-feira a Juíza Eleitoral Substituta de Paulínia, Marcia Yoshie Ishikawa, decidiu cassar o diploma do atual prefeito José Pavan Junior e da Vice-Prefeita Vanda Camargo por abuso de poder econômico, nas eleições municipais do ano passado.  Já os outros envolvidos no processo, o jornalista Mizael Marcelly, o dono do Jornal O Cromo, Djalma Moda e  o dono do jornal Correio Paulinense, Tiguila Paes, foram punidos com a inelegibilidade.
Através de suas assessorias, Pavan, Vanda e Tiguila Paes informaram que vão recorrer da decisão de primeira instância. O jornalista Mizael Marcelly informou que  por não ter pretensões políticas futuras a decisão não mudará em nada a sua rotina, mas vai recorrer para garantir o seu direito constitucional de liberdade de expressão.. Já Djalma Moda, de “O Cromo”, não foi encontrado para comentar o assunto.
Amanhã, você confere todos os detalhes sobre esta decisão da Justiça Eleitoral de Paulínia, na coluna “Deixem-me Falar…”.
Foto: 

<imagem1>d37d4adf942d8673f940355dcaf18414.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima