Correio Paulinense

Paulínia, 24 de abril de 2024
STF suspende eleição suplementar em Paulínia, mas Dixon segue afastado

Última atualização em 21 de novembro de 2018

Uma liminar concedida à defesa de Dixon Carvalho (Progressistas), pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (20), suspendeu a realização de eleição suplementar em Paulínia. A decisão provisória é válida até o julgamento final do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) da AIME (Ação de Impugnação de Mandato Eletivo), que cassou o mandato do prefeito da cidade. 
No entanto, pela decisão divulgada no site do STF, Lewandowski não autorizou o retorno de Dixon (Progressistas) à prefeitura da cidade, o principal pedido da defesa ao ministro, que mandou comunicar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Veja decisão
“Isso posto, defiro a liminar para determinar que a realização de eleição suplementar ocorra somente após decisão colegiada do Tribunal Superior Eleitoral em última ou única instância, independentemente do julgamento de eventuais embargos de declaração. 

Comunique-se ao Tribunal Superior Eleitoral e ao Tribunal Regional do Estado de São Paulo. 

Encaminhe-se à Procuradoria-Geral da República para que se manifeste sobre o mérito da reclamação. Publique-se”.
Foto: Reprodução

<imagem1>Lewands-525×350.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima