Correio Paulinense

Paulínia, 2 de dezembro de 2023
SOCO NO ESTÔMAGO: bem ao lado de Moura Junior (PMDB), Bonavita diz: “homem público que não cumpre o que fala, o homem público que não tem responsabilidade com as palavras, está fadado à derrota"!

Última atualização em 6 de junho de 2014

[imagem] E ontem (5) Prefeito e Vice (cassados) de Paulínia City inauguraram o Comitê Político, no município, do poderoso deputado estadual Campos Machado (PTB), candidato ao 7º mandato na Assembleia Estadual, nas eleições deste ano.  O espaço amplo e confortável foi escolhido a dedo para o grupo mourista pedir votos não apenas para o presidente petebista estadual, mas também para a esposa dele, Marlene Machado, pré-candidata ao Senado Federal.

Só uma curiosidade: quem vai pagar a conta deste comitê, hein? Na época em que o partido esteve com a família Valadão Nasário (leia-se Geraldo e Kika) e depois com o “terrível” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas) João Natanael de Souza, o Nata, eu até sabia. Mas e agora? O próprio partido tenho quase certeza que não é. A estrutura é excelente, bem na região central da city e deve custar os olhos que “qualquer cara” não tem. Parabéns, pois o local está lindo. 

 
Do jeito que anda ocupado com a Justiça Eleitoral e devido à sua falta de experiência em pedir voto (ele foi eleito com os votos do pai),não sei se Moura Junior (PMDB) conseguirá encher o casal petebista de votos. Já Bonavita, presidente do partido na city, vai ter que se virar nos trinta e garantir um caminhão de eleitores, principalmente, para o deputado que o indicou para o cargo de Vice-Prefeito. Se não fosse Campos Machado, o cearense tinha levado uma rasteira política de Moura pai, que estaria na lona até hoje (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Mas o foco de hoje não é esse. O babado é o discurso do mais ilustre petebista municipal da atualidade, durante a entrega do segundo módulo do Residencial Pazetti, sábado passado, no teatro municipal.
Como disse na coluna de segunda-feira, acompanho a carreira política de Bonavita do primeiro ao último mandato dele de vereador, de 1993 à 2012. Ou seja, há mais de 20 anos. Neste longo período, ouvi 99,9% dos discursos do cearense e, consequentemente, escrevi sobre eles. Sem sombras de dúvidas, FRANCISCO ALMEIDA BONAVITA BARROS escreveu uma história política marcada pelo seu jeito franco (sim ou não) es “tiradas” que deixavam qualquer “caboclo” desconcertado. Assim como a grande maioria dos políticos, Bonavita também trocou de partidos (PTB/PMDB/PTB/PMDB e agora voltou para o PTB) e de “chefes políticos” (foi Edson Moura, depois virou Dude Vedovello, virou Pavan, depois voltou para Edson Moura, depois virou, outra vez, Pavan, e por fim voltou para Edson Moura), o que não diminui em nada a sua trajetória de homem público.
Ao longo do tempo (20 anos de Câmara, sendo dois deles na Presidência) Bonavita foi evoluindo na oratória, principalmente no quesito desenvoltura, porém, sem abandonar a contundência, franqueza e transparência de sempre.  Maaaaaaaaas, ao ouvir a gravação das falas do, hoje, Vice-Prefeito, na entrega do Módulo II do Residencial Pazetti, não posso dizer que ele foi impecável, assim como disse em outras ocasiões, porque NÃO FOI. Nem passou perto do Bonavita que sempre ouvi.

E não digo isso porque ele está, outra vez, sob as ordens de Moura pai, pois na ocasião de sua volta para o fracassado “mourismo”, disse pessoalmente: “Foi a maior burrada de sua vida política”. Ele voltou para um “terreno político”, sabendo muito bem que é pura areia movediça.  Imagino perfeitamente os perrengues que ele está passando nas mãos do pai, que continua o “mesminho” de 1900 e lá vai cacetadas, e do filho que está começando agora e pior: manchando também a imagem política de Bonavita, com as atrocidades político-administrativas que vem cometendo na city. Duvidooooooo que particularmente o cearense, por exemplo, concorde com as maldades de Moura Junior (PMDB) contra as entidades da city. Duvidoooooooooo. Agora, politicamente falando, ele tem que manter-se calado, como vem fazendo, o que, infelizmente, o coloca na posição de coautor de todas as atrocidades do “chefe”. Aí, politicamente já viu né?

Infelizmente, o que vi e ouvi foi um Bonavita cansativo, demagogo, arrogante e, sobretudo, incoerente com tudo o que sempre pregou: transparência, verdade e responsabilidade. Comentarei alguns pontos do discurso, que você confere inteiro no vídeo gravado exclusivamente para mim (adooooooooooooooooooooooooooooro…  gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).

 
Após relatar os “feitos” de Edson Moura pai na Habitação da city, Bonavita protestou: “E nós temos que conviver, isso não me incomoda, mas me aborrece, ter que ouvir comparativos de quem fez por Paulínia. Conviver com mentiras, calúnias, adjetivos baixos com relação ao que nós fizemos pela cidade”. Primeiro, foi de uma arrogância desmedida Bonavita achar que os governos “mouristas” são incomparáveis. Quem eles pensam que são? Depois, o vice “esqueceu” de falar que de 2000 a 2008, o ex-governo Moura pai não construiu uma casa sequer na city. Detalhe: após fazer as pazes com o ex-prefeito, Bonavita foi presidente da Câmara, entre 2007 e 2008, e poderia muito bem ter cobrado habitação para quem precisa. Concordam? Foram oito anos sem uma casa popular. Somente obras faraônicas, cinema, cinema, cinema e cinema, tudo aprovado pela Câmara, que o cearense presidiu. 
“Temos problemas? Lógico que temos e sambemos disso. Nós pegamos o município de Paulínia agora, neste último mandato, há pouco mais de 10 meses, e nós não somos o salvador da pátria, como muitos acreditam, como muitos pensam”. Além de exageradamente demagogo, Bonavita quis inverter os papéis. Quem se apresentou para a população como “OS SALVADORES DA PÁTRIA” foram eles, prometendo um CHOQUE DE GESTÃO com Saúde, Educação e Segurança de primeiro mundo, em 180 dias; Mais Paz de R$ 1.380,00; Ônibus de graça para todo mundo, isso e aquilo outro. Entretanto, o que a população está sentindo na pele não são apenas “problemas”, como ele mesmo reconheceu que existem. A cidade está mergulhada no pior caos político-administrativo da história. Está ou não? 
“Saquearam do nosso governo, sete meses. Passaram a mão em quem foi para as ruas, ganhou uma eleição com a verdade, mostrando ao povo o porquê queríamos voltar a governar Paulínia”. Gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Primeiro, devemos entender que a Justiça Eleitoral roubou 7 meses do mandato Moura Junior (PMDB) e Bonavita (PTB)? Sim, porque foi a Justiça Eleitoral, daqui e de São Paulo, que cassaram o registro do então candidato Moura Junior, por fraude eleitoral, e determinaram que Pavan (PSB), segundo colocado, fosse empossado no cargo. 
Oxi! Então se agora, que eles estão governando a city por força de uma liminar judicial (depois de duas cassações de seus mandatos e direitos políticos), a Justiça Eleitoral tirá-los das cadeiras em definitivo, vão mandar prender juízes e desembargadores ou atear fogo no Fórum, no TRE (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)? Depois, dizer que ganharam a eleição com a verdade é no mínimo estarrecedor, do ponto de vista político. Seria com a “verdade” distribuída por pai e filho no quarto daquela residência, lá no Bom Retiro, durante a campanha, ou com o Mais Paz, Tarifa Zero, Saúde de Primeiro Mundo, em 180 dias? Se foi com essas “verdades”, concordo em gênero e grau. 
“De setembro para cá, Paulínia deixou de arrecadar mais ou menos ou até mais de R$ 25 milhões. Sendo bonzinho, 20 milhões. E ainda temos que ouvir que nós não temos compromisso, que não temos projeto para a cidade, que estamos brincando de fazer política. Quem quiser admitir isso, que admita, mas eu não vou admitir, pela experiência que tenho na cidade como homem público”. Com todo e verdadeiro respeito ao vice-prefeito, as pessoas estão se lixando se ele admite ou não o que elas pensam sobre a “dobradinha” dele com Moura Junior (PMDB), na Prefeitura. 
Por outro lado, parece que agora a culpa de todas as coisas ruins que estão acontecendo na city não é mais do ex-prefeito Pavan (PSB), mas sim da suposta crise financeira, pela qual Bonavita disse que o município está passando. Ufa!!! Pelo menos o espirituoso vai poder respirar um pouco (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Seguindo, não tem projeto para a city não, até porque nem deu tempo Moura Junior (PMDB) projetar alguma coisa. Foi apresentado candidato na noite do dia 6, eleito com os votos e a foto do pai no dia 7 e impugnado pela Justiça Eleitoral no dia 26, tudo no mês de outubro de 2012. Como o “bichinho” ia ter tempo, gente? Foi nas coxas mesmo e pronto. Para mim, Bonavita não estar brincando de fazer política, até porque os Moura (pai e filho) nem dão espaço para ele “brincar”. Já o prefeito de direito, esse tá brincaaaaaaaaaaando e muito. Pena que todas as “brincadeiras” dele, no cargo, são de extremo mau gosto. 
“Se Deus quiser nós vamos cumprir com a nossa proposta, com o nosso compromisso com vocês e sabem por quê? Porque o homem público que não cumpre o que fala, o homem público que não tem responsabilidade com as palavras, está fadado à derrota e eu não estou e nosso grupo também não está”. Misericórdia! Sem querer, Bonavita deu um verdadeiro soco nos estômagos do próprio chefe Moura Junior e do secretário Jurídico Arthur Augusto Campos Freire, que prometeram duas ou três vezes pagar os funcionários do Caco e da AIJ e não pagaram; que iriam desenvolver todos os projetos desenvolvidos pelas entidades e não desenvolveram; que resolveriam o problema da APAE e não resolveram; sem contar as promessas de campanhas, como a tão famosa “Saúde de 1º Mundo em 180 dias”. Eita peste! Prefeito e Secretário devem estar sentindo dores até hoje. 
Agora eu pergunto: como é possível não rebater um discurso tão infeliz como este? Ainda mais no meu caso, que sempre admirei quando Bona pegava o microfone para falar, distribuindo “pauladas” coerentes, verdadeiras e responsáveis, no “quengo” de meio mundo de gente? Sinto muito, mas não dá. Tudo bem e perfeitamente natural ele fazer o papel de defender o grupo e a administração dos quais faz parte. Maaaaaaaaaaaaaas, NÃO PRECISAVA EXAGERAR tanto, bastava ser ele mesmo. Toda a história tem dois lados, inclusive na política. Espero que o cearense retome a sua velha e boa forma nos próximos “olhos nos olhos” com a população. A minha nota para o discurso do vice-prefeito é….é…..
Beijos e abraaaaaaaaaaaaaaaaços meus amores. Um fim de semana espetacular, daqueles repletos de bênçãos e felicidades e que NOSSO PAI CELESTIAL NOS GUARDE E NOS LIVRE DE TODO O MAL, AMÉM. Au revoir! 

Foto: Reprodução/Vídeo

<imagem1>a450b3926a0b146ea5054ca1ba4f0460.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima