Correio Paulinense

Paulínia, 20 de maio de 2024
Secretário de Saúde “PEDE DESCULPAS” à mãe do adolescente que teve rompimentos no rim e no baço; Governo Dixon (PP) usa Marcelo D2 como “MOLEQUE DE RECADO”; Caso “Camila”!!!

Última atualização em 23 de junho de 2017

Boaaaaaaaaaaa taaaaaaaaarde, meus amooooooooores!!! A comunidade católica local comemora hoje (23) o Sagrado Coração de Jesus, Padroeiro de Paulínia City, que está precisando de BENÇÃOS, maaaaaaaaaaaas do que nunca, diante de tantos coisas ruins, ultimamente. A festa do Sagrado começou no último dia 03, com quermesse bombando todos fins de semana na Praça da Matriz, e termina dia 02 de julho, com o “Mega Show de Prêmios Amigos do Coração”, que distribuirá R$ 30 mil em dinheiro. Bingooooooooooooooooo!!!

O governo Dixon (PP) “escalou” o vereador Marcelo D2 (PROS) para uma “Nota de Esclarecimento à População”, sobre a saída do Doutor Benedito, divulgada em primeira mão pelo Correio, dia 03 deste mês. “Quero deixar uma nota de esclarecimento à população. Que o senhor Benedito, ele não abandonou o filho em momento algum, e a pedido do filho, ele, a própria esposa, mãe do prefeito, quebrou o fêmur em um acidente, e que senhor Benedito está em casa com ela, tendo cuidados com ela, e também cuidando da sua própria saúde que daqui uns dias vai passar por uma cirurgia no olho”, transmitiu o vereador, na sessão da Câmara, terça-feira (20).
A cada dia que passa, a administração pepista mostra o quanto é péssima e incompetente, até no quesito Comunicação Social. Embora tenha pelo menos três jornalistas nomeados na Imprensa Municipal, o governo Dixon (PP) preferiu “usar” o vereador aliado, Marcelo D2 (PROS), como “moleque de recado” de um esclarecimento que caberia somente a ele (o governo) prestar. FEIO PARA O EXECUTIVO, HORROROSO PARA O LEGISLATIVO, que já foi usado, para esse mesmo “fim”, no caso da “Resposta ao Correio” sobre os remanejamentos de verbas da Educação. Bizarro!!!
“O HOSPITAL TEM OUTRA VIDA”, disse Dixon (PP), enquanto o caos na Saúde só piora.  Na polêmica mais recente envolvendo o Hospital Municipal, uma mãe desabafou sobre o filho acidentado, enquanto treinava bicicross. Segundo Marilene Moreira, o adolescente de 15 anos foi levado ao HMP, e lá tiram foi feito um raio-x e prescreveram Diclofenaco, para o paciente tomar em casa. “Sai de lá, direto pro hospital Samaritano, onde foi constatado rupturas de 2 cm no rim esquerdo e outra de 2/5 no Basso. Como pode profissionais da área ter tanto descaso com alguns pacientes? Se eu não tivesse convênio estaria correndo o risco de perder meu filho que só tem 15 anos. Gente, pelo amor de Deus, vamos amar mais e cuidar mais do próximo. Pessoas morrem por descaso da nossa saúde. Senhores profissionais coloquem mais amor no que faz, vocês só têm a ganhar com isso !!!! Meu filho está na UTI”, publicou Marilene, em sua página no Facebook.
Compartilhado por internautas, o caso bombou nas redes sociais, e chegou ao conhecimento da administração Dixon (PP). Ontem (22), Adriana Baron, representante da Secretaria de Saúde, escreveu pela pasta no post compartilhado que seria levantado o que de fato aconteceu. Hoje (23), consegui falar com ela e perguntei o que foi apurado, até agora.  “A Secretaria de Saúde teve conhecimento do caso ontem. O secretário de Saúde (Claudio Ernani Marcondes de Miranda), o prefeito e a superintendência do hospital foram comunicados, e estamos apurando os fatos, através de levantamento de informações concretas de ambas as partes. Ontem, fiz contato com o responsável do Samaritano, buscando informações do estado de saúde do adolescente. O paciente passa bem, mas não podemos informar mais detalhes e assim preservar seu espaço. Nos colocamos a disposição da família em todas as questões pertinentes a esse caso. Hoje (23), visitamos a mãe no hospital, e o secretário de Saúde pediu desculpas. Já estamos apurando e responsabilizaremos os responsáveis, seja quem for. Como representante da secretaria, estarei acompanhando e dando o apoio referente a medicações e no que for necessário”, respondeu Adriana. 
Outro caso que repercutiu muito mal na city foi a suposta negligência no atendimento médico de Camila Couto, de 25 anos, falecida dia 13 de maio, no Hospital Municipal da City. Esta semana, segundo informações, a família da jovem recebeu o laudo que apontou a causa da morte: apendicite, considerada uma doença não grave, mas, se não tratada a tempo e como se deve, leva a óbito, como levou Camila. Muito triste, tudo isso.

CORREÇÃO: A informação (acima) recebida por esta coluna, de que um laudo teria concluído que Camila Couto teria falecido em decorrência da uma “apendicite” acabou não se confirmando. Portanto, a causa continua desconhecida.  
Bem meus amoooooores, por hoje, é só. Um fim de semana ABENÇOADO E PROTEGIDO POR DEUS para todos nós. Muuuuuuuuuitos beeeeeeeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaços!!!

Foto: Facebook/Reprodução

<imagem1>adolescentebicirossPaulínia.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima