Correio Paulinense

Paulínia, 19 de maio de 2024
Rhodia: 80 anos de participação na construção de Paulínia

Última atualização em 17 de março de 2023

Entre 1939 e 1945, o planeta viveu o maior conflito da história da humanidade: a II Guerra Mundial, marcada pelo holocausto (extermínio de judeus pelas tropas do nazista Adolf Hitler) e o lançamento das bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki, no Japão. Segundo historiadores, nesse período, morreram entre 60 e 70 milhões de pessoas no mundo inteiro.

Em 1942, ou seja, 23 anos depois de chegar ao Brasil, em 1919, e 22 anos antes do nascimento do Município de Paulínia, em 1964, o grupo Solvay, dono da Rhodia, comprou a antiga Fazenda São Francisco da Barra, onde plantou cana-de-açúcar e produziu, em 1944, os primeiros 15 mil litros de álcool que abasteceram suas fábricas em Santo André durante o conflito mundial.

Abaixo, a própria empresa conta mais sobre uma história que já dura 80 anos.


“Catorze anos depois (da primeira produção de álcool), em 1958, a cana começaria a ceder espaço para as primeiras unidades industriais.


Foto: Rhodia/Divulgação

Atualmente, o conjunto industrial produz milhares de toneladas de produtos químicos por ano, além de sediar o Centro de Pesquisa e Inovação de Paulínia, um dos polos globais de Pesquisa e Inovação do Grupo. Operando num sistema de plataforma industrial, como um condomínio, a Rhodia de Paulínia fábrica especialidades industriais e especialidades para produtos de consumo, além de produtos como fenol e solventes. Com seus diferenciais, o complexo de Paulínia tem atraído novas empresas que se instalam nesse condomínio industrial, beneficiando-se da infraestrutura proporcionada pela Rhodia.  Atualmente, são nove empresas de diferentes setores de atividade, entre eles produtos veterinários, agroquímicos, insumos farmacêuticos e látex. 


A Unidade Química de Paulínia é um exemplo de valorização e preservação do meio ambiente. Certificada pela norma ISO 14000, um dos sistemas mundiais mais rigorosos de gestão em Responsible Care, possui uma série de projetos ambientais e também mantém em patamares de excelência os indicadores de segurança industrial e higiene ocupacional. A Rhodia de Paulínia é respeitada, ainda, por sua transparência no relacionamento com a comunidade e pelo seu compromisso em contribuir para o seu desenvolvimento por meio de projetos sociais como o Alquimia Jovem”.

Homenagem

A Rhodia de Paulínia completou 80 anos no dia 12 de dezembro do ano passado e, no dia seguinte, a Câmara Municipal (CMP) homenageou a empresa aprovando, por unanimidade,  uma “Moção de Aplausos e Congratulações”, de autoria do vereador Pedro Bernarde (Cidadania).

“Ao longo de toda a sua trajetória, a Rhodia mudou a vida de muitos paulinenses e beneficiou grandemente a nossa cidade. Nessa jornada, vocês auxiliaram no desenvolvimento tecnológico, financeiro, social e ambiental de nossa cidade”,  diz um trecho da Moção, entregue à empresa no último dia 10.


Foto: CMP/Divulgação

Além de Bernarde, participaram da entrega (foto acima) os vereadores Edilsinho Rodrigues (Solidariedade), Messias Brito (PL) e Dr. Grilo (MDB), respectivamente, presidente, vice-presidente e 2º secretário da Mesa Diretora da CMP. “São anos investindo em Paulínia, apostando no desenvolvimento e no potencial da nossa cidade. A homenagem é muito merecida”, comentou o presidente. 

Mizael Marcelly (com texto institucional da Rhodia) 
Foto Principal (PB): Austero Penteador (postada por Roberto de Castro no perfil “Paulinenses da Gema”).

<imagem1>FazendaSãoFrancisco.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima