Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
Representação contra Sandro Caprino (PRB) rumo ao arquivo da Câmara; Leitura aguardada para hoje não vai acontecer; Procuradoria Jurídica da Casa deve optar pelo arquivamento.

Última atualização em 29 de outubro de 2013

[imagem] Boa taaaaaaaaaarde meus amores. Esta terça-feira promete mais uma Sessão da Câmara com bafos e babados imprevisíveis. Diante das baixarias ocorridas nas últimas sessões é inevitável perguntar: desta vez, quem será escalado para dar trabalho ao Presidente Marquinho Fiorella (PP), Polícia Militar e Guarda Municipal hein? Quem, quem? Quem quiser assistir os trabalhos deve chegar uma hora antes (a sessão começa às 18h) e pegar uma senha. 

Deve também passar pelo detector de metal na entrada principal da Câmara, para evitar que algum fanático entre com um “trezoitão” escondido na cintura. Claro que essas medidas preventivas adotadas por Fiorella (PP) não seriam necessárias se algumas pessoas protestassem de forma pacífica e não descontroladas, a ponto de quase agredirem até vereadores. Fiorella (PP) está certíssimo em garantir a segurança da população, funcionários e vereadores – certíssimo.  Só um adendo: a passagem pelo detector de metais, em minha opinião, deve ser controlada por um funcionário da Câmara, para ninguém ser colocado pra dentro sem passar pelo aparelho, como correu o zum-zum-zum que aconteceu na última sessão. Fiquem de olho nisso!
Entre os quatro projetos de Leis que serão votados pelos vereadores apenas um o de nº 035/2013 é de autoria de Moura Junior (PMDB), alterando o artigo 5º da Lei 3.295/2012. Fora isso, os vereadores também votarão, em discussão única, um Veto do prefeito ao PL nº 21/13, de autoria do aliado Zé Coco (PTB), que quer tratamento igual para todos os usuários da saúde pública e privada da city. Os demais PL’s na pauta de hoje são os de nºs 34/2013 e 36/2013, de autoria dos vereadores Edilsinho Rodrigues (PPS) e Fábio Valadão (PROS), respectivamente. 
A leitura da Representação contra o vereador e líder de governo Sandro Caprino (PRB), aguardada para a sessão de hoje não acontecerá. O documento está nas mãos da Procuradoria Jurídica da Câmara, para parecer favorável ou contrário. Apurei que o destino da Representação deve ser mesmo o arquivamento.  Na sessão do dia 1º Caprino xingou manifestantes de “bobos e vagabundos”, causando revolta e a paralisação dos trabalhos, por cinco minutos. O vereador pediu desculpas, disse que se excedeu, mas não foi o suficiente para evitar a Representação, que pede inclusive a abertura de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para apurar uma suposta quebra de decoro parlamentar. 
Particularmente, acredito que a Representação não chegue nem a ser lida. Não vejo os vereadores aceitando uma CEI que pode até cassar o mandato de um colega. Consultando a minha memória jornalística lembro que apenas o ex-vereador Mário Lacerda teve o mandato cassado pela Casa, mas conseguiu reverter e terminou a legislatura (1997/2000). Caso não dê em nada mesmo, no Legislativo, uma fonte me assegurou que Itamar Maciel, autor da Representação, acionará o Ministério Público. “Um vereador de Sumaré teve o mandato cassado só por ter chamado um munícipe de bêbado”, comentou minha gaivota. Pois é, pois é!
Falando em Sandro Caprino (PRB), o vereador apoiou o popular Mestre Domingos para Presidente do Bairro João Aranha. O líder da capoeira foi eleito com 55 votos, contra 40 da sua concorrente, a dona de casa Carmem Rute da Costa, moradora do bairro há 35 anos. Entretanto, o resultado  ainda vai dar o que falar. Dona Rute procurou o Correio Paulinense Online para denunciar supostas irregularidades ocorridas no pleito, entre elas o encerramento da votação antes do horário  (13hs) determinado no edital. Leia matéria! Morador do João Aranha, o secretário de Defesa Civil Paulo Mota também deu o seu voto.  
Falando no Mestre Domingos, segundo informações, parece que a associação de capoeira, comandada por ele  e que presta relevantes serviços pode passar a funcionar no prédio onde até julho passado funcionava a Padaria Artesanal do Caco, dentro da famosa lagoa do bairro. Será? Oxe!  Tentei confirmar a suposta mudança com o Mestre, mas não consegui contato com ele. Por outro lado, a Diretora da Promoção Social, Clélia Moraes, disse na Câmara que a padaria do antigo Caco voltaria a funcionar. Deve ter alguma coisa errada nisso, só pode. Ah, mas disseram também que todos os projetos do Caco e da AIJ trucidadas por Moura Junior (PMDB) seriam absolvidos pela Prefeitura. Foram?
Falando nisso, segundo a Assessoria de Imprensa da Câmara, o secretário Jurídico Arthur Augusto de Campos Freire afirmou na reunião com os vereadores, quarta-feira, dia 23, que o Caco acionou a Justiça para a Prefeitura pagar as indenizações dos trabalhadores demitidos e por isso a administração não podia fazer mais nada. Aiiiiiiiiiiiiii misericóóóóóóóóórdia! Quando penso que este cidadão já atingiu o nível mais alto de cara de pau (politicamente falando) ele vem e prova que não. MENTIRAAAAAAAAA! Quem vai entrar (se é que já não entrou também, assim como fez no caso da AIJ) na Justiça, para garantir os direitos dos trabalhadores traídos pelo governo “cortador de subvenções”, é o Ministério Público do Trabalho (MPT). Aliás, a ação é contra o próprio Caco e a Prefeitura. Ah vá! Sem chance pra esse povo viu! É muito cinismo, falta de vergonha na cara e respeito às famílias, às entidades e aos vereadores. Dá licença!
Os servidores podem esquecer abono no holerite deste mês. O projeto continua parado na Câmara, à espera das respostas de Moura Junior (PMDB) aos questionamentos feitos pela vereadora Ângela Duarte (PRTB), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento. A boa notícia é que o abono pode ser pago em novembro, retroativo a outubro. Já os médicos e professores devem se contentar apenas com metade do abono, pois Moura Junior (PMDB) negou abonar todo mundo por igual. E não adianta espernear pois “quem manda é ele”.
Cadê a Saúde de 1º mundo, em 180 dias? Ontem, o Jornal da EPTV/Globo mostrou mais uma vez que esta possibilidade ainda nem saiu do outro lado do atlântico. Pessoas esperando mais de 7 horas por atendimento, um médico apenas para atender a população, falta de medicamentos, e segundo a reportagem, além de impedir a EPTV de filmar nas salas de atendimento, a Assessoria de Imprensa de Moura Junior (PMDB) ainda disse que os problemas foram decorrentes do feriado dos servidores públicos.  Então devemos entender que Paulínia está em feriado permanente, pois o caos mostrado ontem acontece todos os dias, sem exceção. 
O tomógrafo do Hospital Municipal que o secretário de Saúde Renato Cardoso prometeu consertar em 3 dias (isso foi dia 02 deste mês) até hoje continua do mesmo jeito: QUEBRADO. E aí? Cadê os defensores ferrenhos da Saúde Pública de Paulínia, que até antes de Moura Junior (PMDB) assumir e prometer “milagre”, mesmo não tendo nada de santo, viviam indignados nas redes sociais e jornais locais? Estão caladinhos por quê?

Hipócritas e defensores dos próprios interesses (cargos comissionados com salário mínimo de R$ 3.250,00), esta é a verdade. A Saúde no governo Pavan estava ruim sim, mas esqueçam o espirituoso, pois o prefeito agora é Moura Junior, que prometeu fazer de Paulínia uma Cleveland e já se passaram mais de 100 dias e a Saúde está pior, bem pior do que ele encontrou. Estou mentindo? Ah, dá licença. Esse assunto me irrita, profundamente.

Para encerrar fiquei sabendo que dois Secretários Municipais devem ser trocados, ainda este ano. Será que um deles será o de Saúde? Comenta-se nos bastidores que Renato Cardoso e o ex-titular da pasta Doutor Almério não se entendem um tiquinho sequer. Como Almério, que hoje recebe um salário de quase R$ 9 mil de Paulínia, como Assessor Especial de Moura Junior (PMDB), mas dá expediente no Centro Médico de Campinas, é mais chegado de Moura pai será que ele vai voltar? E mais: será que com ele vem também a Home Care? 

Por hoje é só. Beijos em todos os corações e uma semana iluminada por NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, que nunca nos desampara e protege sempre. Au revoir! 

<imagem1>0078e80edf687bbbb351e6f46f744f04.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima