Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
Relator vota contra “cargos”, mas pedido de vista adia decisão para quarta-feira (15)

Última atualização em 9 de fevereiro de 2017

O desembargador Paulo Dimas Mascaretti, presidente do TJSP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), pediu vista do processo e o julgamento do recurso do prefeito Dixon Carvalho (PP) contra  a proibição de novas nomeações de cargos comissionados na Prefeitura de Paulínia, marcado para a tarde de ontem (8), foi adiado para a próxima quinta-feira, dia 15. 
O relator do caso, desembargador Péricles Piza, votou pela manutenção da liminar (decisão provisória) que impede novas nomeações até o julgamento final da ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade), da Procuradoria-Geral de Justiça estadual, contra as leis municipais que criaram as vagas de confiança no serviço público de Paulínia, entre os anos de 1997 e 2014.
Dificuldades
Impedida de nomear diretores, chefes de serviços e assessores, a administração municipal, que conta apenas com o auxílio de secretários nomeados dia 1º de janeiro, alega que o funcionamento da máquina pública tem sofrido enorme prejuízo, por falta de pessoal. Atualmente, Paulínia tem mais de 5 mil servidores de carreira.

Foto: Estadão/Reprodução

<imagem1>desembargadorpaulodimas.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima