Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
R$ 3 milhões e 500 mil foi o custo da “RETOMADA” DO DESPERDÍCIO DO DINHEIRO PÚBLICO, com o V Festival Paulínia de Cinema.

Última atualização em 20 de dezembro de 2013

[imagem] Oláaaaaa meus amores! Quem um dia na vida já não viu a vaca ir pro brejo por causa do bendito ‘MAS”?Veja bem, você tem um curriculum excelente, mas… (vaza)”; “até que gostei de você, do seu jeito de ser, mas… (não dá pra encarar)”; “olha, não duvide do meu amor, mas… (vaza)”.; linda essa lingerie é sensual, seu corpo fenomenal, mas… (brochei)”. E por aí vai. Ô três letrinhas da besta fubana pra gostar de estragar a festa viu!!! Misericórdia! Dá licença! Pela mãe do guaaaaaaaaaaaaaaaaarda!!!
Pois justamente elas fizeram a diferença no discurso de Moura Junior (PMDB), na abertura do V Festival Paulínia de Cinema, no fim de semana passado. “O nosso governo tem o compromisso de atender bem a população na Saúde, Educação, Segurança, Assistência Social, embelezamento e cuidado da cidade, MASSSSSSSS (os outros “s” são por minha conta) tem o compromisso de dar continuidade ao Polo Cinematográfico”, disse o prefeito. Já o pai dele, o ex-prefeito Edson Moura (PMDB), afirmou: “O projeto é construir um Hollywood Brasileira, ou seja, que Paulínia seja para o Brasil e para a América Latina, o que Hollywood é para os Estados Unidos”. 
Pensem comigo. Se para realizar um “festival” de quatro dias, com exibição de filmes, workshops, palestras e desfile de famosos os “dois prefeitos” gastaram R$ 875.000,00 (oitocentos e setenta e cinco mil reais) por dia e R$ 3.500.000,00 (três milhões quinhentos mil reais) no total, segundo jornal O Globo, quanto vocês imaginam que os eles gastarão dos cofres públicos com essa ideia maluca de querer transformar a city numa coisa que ela nunca, nuuuuuuuuuunca será? Paulínia vai falir antes do petróleo acabar e aí nem petróleo, nem cinema e nem um drive-in salvará a Terra de José Paulino (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Só por Deus!
Agora vamos analisar juntos o MAS que separa o ATENDIMENTO À POPULAÇÃO do ATENDIMENTO 5 ESTRELAS AOS ARTISTAS, PRODUTORES, CINEASTAS E CLARO DO EGO DE MOURA PAI, o “idealizador” do Polo Cinematográfico. A Saúde está dez mil vezes pior do que antes, até fio de sutura estamos pedindo emprestado à Cosmópolis, MAS o cinema tem que continuar. A Segurança nunca foi tão insegura, MAS o cinema tem que continuar. A Educação está uma deseducação, creche fechando, para conseguir vaga só na Justiça, escolas continuam caindo aos pedaços, MAS o cinema tem que continuar. A Prefeitura está com mensalidades de estudantes bolsistas atrasadas, ainda não reembolsou quem já pagou do próprio bolso, MAS o cinema tem que continuar.  Falta todo tipo de remédio no Hospital e nas UBS, MAS o cinema tem que continuar. Continua faltando médicos para atender a população, MAS o cinema tem que continuar. 
O tomógrafo do HMP está quebrado, MAS o cinema tem que continuar. O Projeto Paulínia Ao Vivo, que atendia mais de 1000 crianças foi fechado, MAS o cinema tem que continuar. O Caco e a AIJ foram fechados para economizar, MAS o cinema tem que continuar. A Secretaria de Esporte não tem dinheiro para pagar sequer o lanche dos atletas, uma van ou um ônibus para eles competirem fora da cidade, MAS o cinema tem que continuar. Até hoje nenhuma família carente que acreditou no + PAZ de R$ 1.380.00 (mil trezentos e oitenta reais), depois de R$ 678,00 (seiscentos e setenta e oito reais) prometido pelos “dois prefeitos”, recebeu um centavo a mais do que o PAS deixado pelo ex-prefeito Pavan (PSB), MAS o cinema tem que continuar. MAS, MAS E MAS.. São tantos MAS!!!   
O respeitado cineasta Toni Ventura, em um ato político (como ele próprio afirmou), entregou à Secretária de Cultura Mônica Trigo um “manifesto de apoio ao Polo de Cinema de Paulínia, assinado por 244 das mais importantes personalidades da indústria do audiovisual brasileiro”. Muito emocionante. Quando ouvi a declaração de Ventura, no site do festival, quase afoguei em lágrimas (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Já a amada Cláudia Mantovani Ianguas disparou no Facebook: “Eles tem mais é que fazer manifesto mesmo. Vivem choramingando pelo país que é muito difícil conseguir patrocínio da iniciativa privada, aí encontram uma Prefeitura MILIONÁRIA disposta a bancá-los, não dá pra perder uma boca dessa de jeito nenhum. Queria ver se a população fizesse um manifesto CONTRA se ia ter o mesmo valor”. Eita peste! Essa é a “Mizael” de “longo prêt-à-porter” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). 
Desde o primeiro Festival, ainda na gestão de Moura pai, nunca disse que sou contra investir na Cultura e desafio alguém provar o contrário. O cinema brasileiro é um patrimônio cultural muito rico, com grandes estrelas e fitas de bilheterias milionárias. Agora, se é para investir em Cultura comecem investindo nos artistas locais. Quantos talentos vivem nesta city, pagam impostos, contribuem para o desenvolvimento local e nunca receberam UM REAL de incentivo da prefeitura? 

Nem direito a usarem um espaço público para difundir a cultura hip-hop, por exemplo, eles têm. Emprestar ginásio de esporte para um trambiqueiro aplicar o golpe da “casa ecológica” na população humilde eles emprestam. Dá estúdios, teatro, carro, combustível, telefone, funcionários, hotel cinco estrelas, passagens aéreas, canapés de caviar e muito chandon francês, tudo pago com o dinheiro do povo, eles dão. E não estou falando apenas da gestão Moura Junior (PMDB) não.

Estou me referindo TAMBÉM a ex-administração Pavan (PSB).  A diferença é que pelo menos, o espirituoso caiu na real e acabou com este desperdício do dinheiro público, antes de deixar o governo. Já o governo que ai está gastou em quatro dias TRÊS MILÕES E MEIO com um “festival meia-boca”, feito às pressas, imaginem então com o Festival Internacional que pretende realizar o ano que vem. Misericórdia! A conta será cobrada do povo em EUROS, pois dólar (canadense ou americano) não dará conta (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas). Não duvido nada  Brad Pit e Angelina Jolie como mestres-de-cerimônia. 

E pra encerrar este assunto é de uma pretensão desmedida o ex-prefeito Edson Moura querer transformar Paulínia na “MÃE DA INDÚSTRIA CINEMATOGRÁFICA BRASILEIRA”. Nem o GOVERNO FEDERAL tem bala na agulha para isso. Ah, me poupe! É muita maluquice para uma pessoa só. MAS…

Bem meus amores esta é a primeira parte da coluna no jornal impresso deste mês, o último de 2013, que já está chegando em vossas casas, recheado de outros babados e notícias. Por isso “sumi da net” esta semana (gargalhaaaaaaaaaaaaadas). Leiam e depois me contem…

MAS, acima deste governo calamitoso, cheio de mágoas e desejos de vingança está o VERDADEIRO GOVERNO DE DEUS, que jamais será páreo para meros belzebus mortais. FELIZ NATAAAAAAAAAAAAAAAL!! FELIZ ANO NOOOOOOOOOOOOVO MEUS AMOOOOOOOOOOOOORES. Beijos em seus corações e abraços apertadíssimos. Au revoir!

<imagem1>176eacadb078eb477d18fc3cd7a80050.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima