Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
Prefeitura diz que “pagamentos estão regulares”: Passaredo e LLC não quiseram comentar a informação

Última atualização em 10 de novembro de 2016

Pela quinta vez este ano, funcionários da Viação Passaredo, que transporta cerca de 30 mil passageiros/dia, e da LLC Transportes, responsável por parte do transporte escolar de Paulínia, cruzam os braços, segundo o sindicato da categoria, por falta de pagamento dos salários. Na manhã de hoje (10), o Correio pediu informações à Prefeitura de Paulínia sobre os pagamentos às empresas prestadoras dos serviços. 
A assessoria de imprensa municipal informou que, devido à audiência de conciliação marcada para esta sexta-feira (11), na Procuradoria Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, não seria possível fornecer as informações solicitadas por nossa reportagem – datas e valores dos últimos pagamentos realizados à Passaredo e LLC, bem como de eventuais parcelas em atraso. “Porém, informamos que os pagamentos estão regulares”, afirmou a Prefeitura.
Procuradas pelo Correio, as empresas não confirmaram e nem desmentiram a regularidade dos pagamentos, afirmada pela Prefeitura. “Não vamos comentar sobre isso. Tudo será esclarecido durante a audiência de amanhã”, disse o representante da Passaredo e LLC, por telefone. Ele, também confirmou que 100% das duas frotas – coletivo e escolar – estão na garagem.  Na Procuradoria do Trabalho, empresas, sindicato e Prefeitura tentarão um acordo para pôr fim à greve. 
Outra paralisação da Passaredo, em junho deste ano, durou seis dias e prejudicou milhares de pessoas. Na ocasião, os funcionários reivindicavam 14% de reajuste salarial, conseguiram 9,8% e não tiveram os dias parados descontados pela empresa.
Foto: Internet/Reprodução

<imagem1>grevepassaredo_junho2016.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima