Correio Paulinense

Paulínia, 20 de maio de 2024
Polêmica das “palmeiras” faz Valadão (PROS) pedir à Moura Junior (PMDB) cópias dos documentos de aquisição das árvores

Última atualização em 13 de dezembro de 2013

[imagem] O plantio de uma grande quantidade de palmeiras em algumas avenidas e ruas de Paulínia, como a José Lozano de Araújo, onde se localizam o complexo Rodoviária Shopping, o Polo Cinematográfico, a sede da Prefeitura e o Teatro Municipal “Paulo Gracindo”, tem gerado várias polêmicas e especulações nas redes sociais e também nas ruas da cidade.

A substituição de árvores antigas e outras plantadas recentemente pelas palmeiras e quanto teria custado cada uma das novas plantas aos cofres públicos são os pontos mais polêmicos das discussões. Segundo especulações, a unidade da palmeira teria custado R$ 11 mil aos cofres públicos. Até o presente momento a Prefeitura não confirmou e nem desmentiu a informação. Um vídeo postado no Facebook mostra um caminhão à serviço da Prefeitura supostamente arrancando mangueiras do canteiro central da Avenida José Lozano de Araújo, para a colocação de palmeiras.
Diante de tanta polêmica e falta de esclarecimentos por parte da administração Moura Junior (PMDB), o vereador Fábio Valadão (PROS) pediu oficialmente ao prefeito todas as informações relativas a aquisição das palmeiras, através do Requerimento 339/2013, apresentado e aprovado na sessão ordinária de terça-feira (10). “Requeiro informações sobre a licitação e contrato que envolve a compra de Palmeiras para o Município e que foram/serão colocadas na Avenida José Lozano Araújo. Documentos que esclareça o orçamento e despesas com esse ato, bem como quantidade e preço unitário”, diz o Requerimento de Valadão (PROS).
“Existem muitas dúvidas em relação a suposta compra dessas palmeiras e que precisam ser esclarecidas. Como a Prefeitura não se manifestou até agora sobre o assunto, confirmando ou desmentindo tudo o que foi publicado ou postado sobre isso, o meu Requerimento visa justamente sanar todas as questões e prestar os devidos esclarecimentos aos contribuintes paulinenses”, disse Valadão (PROS) à nossa reportagem.
O prefeito Moura Junior (PMDB) tem prazo de 30 (trinta) dias para apresentar ao vereador e presidente municipal do PROS as cópias dos documentos solicitados.
Fotos: Lucas Rodrigues/CP Imagem

<imagem1>a995854bceeaac86fd72605a1fe01fb1.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima