Correio Paulinense

Paulínia, 19 de maio de 2024
Pizzaiolo acusado de matar a mulher pode pegar até 30 anos de prisão

Última atualização em 3 de maio de 2021

Paulínia acordou neste domingo (2) em choque com a morte de Roberta dos Santos Alves, 28 anos, moradora do bairro Edith C. Fávero, o popular Morro Alto. De acordo com a polícia, a vítima faleceu no hospital municipal da cidade em decorrência de vários socos na região abdominal, desferidos pelo homem com quem estava casada há um ano. 
A jovem foi levada para o HMP pelo próprio agressor, o pizzaiolo desempregado Johney Henrique Torres Teixeira, de 22 anos. A gravidade dos ferimentos chamaram a atenção da polícia, que resolveu ouvir o marido da vítima. Alícia Mattos, irmã da dona de casa, declarou à imprensa que Roberta era frequentemente agredida por ele, mas que nunca contou nada à família, que ficava sabendo das supostas agressões por terceiros. Não há informações se ela denunciou o marido à polícia, antes de ser brutalmente agredida e morta. 
Segundo a Polícia Civil de Paulínia, o acusado apresentou três versões diferentes, mas depois acabou confessando o crime e preso em flagrante por feminicídio, cuja a pena pode chegar até 30 anos de prisão.  Teixeira foi encaminhado para o 2º Distrito Policial de Campinas, passará por audiência de custódia e, se confirmada sua prisão, ele será encaminhado para um presídio da região. 
Foto: Divulgação

<imagem1>feminicídio_Paulínia.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima