Correio Paulinense

Paulínia, 5 de março de 2024
PETROLEIROS PARAM; Tem “FUNCIONÁRIO FANTASMA” no RH da Prefeitura? Secretários, Diretores e Assessores Especiais de Dixon estão com os “TANQUES CHEIOS”?

Última atualização em 28 de maio de 2018

Boaaaaaaaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaaaaaaarde, meus amooooooooooooooooores!!! No dia 4 de abril o advogado Daniel Menezes Mattar foi nomeado (Portaria 217/2018) Chefe de Gabinete da Secretaria de Recursos Humanos. No entanto, segundo fontes do RH,ele nunca apareceu na secretaria. Averiguando melhor o assunto, encontrei essa matéria da assessoria de imprensa da PMP, apontando Mattar como Chefe de Gabinete da Secretaria de Saúde. Seria, por isso, que ele é chamado de “funcionário fantasma” do RH? Pesquisei eventual alteração na portaria de nomeação do advogado e não encontrei. 
A cada dia que passa, cresce em todo o país o apoio popular aos caminhoneiros, parados desde segunda-feira (21). Ontem (27), centenas de paulinenses se juntaram ao movimento da categoria. Hoje (28), os petroleiros da Replan cruzaram os braços, segundo um funcionário da refinaria, para advertir o governo federal sobre uma possível greve da classe, por tempo indeterminado, a partir de quarta-feira (30). “Se não mexer na lógica dos preços. Se não mexer na privatização do sistema Petrobras, vamos parar por tempo indeterminado”, disse um dos organizadores do movimento à CBN Campinas.
Apesar do desabastecimento que ainda atinge boa parte dos setores da economia, as pessoas abraçaram a causa dos homens que carregam o país estradas e rodovias afora, porque ELES MERECEM, SIM, MAIS RESPEITO E VALORIZAÇÃO DOS GOVERNANTES. A maioria dos caminhoneiros ganha uma miséria, enquanto os donos das cargas que eles transportam fazem fortunas, e, o governo arrecada bilhões em impostos, cuja boa parte escoa pelo ralo da corrupção.
E falando em governo, o Dixon Carvalho (Progressistas) informou, sexta-feira (25), que o estoque de combustíveis (gasolina, álcool e diesel) nos tanques do barracão da Prefeitura garante o abastecimento da frota municipal (viaturas, ambulâncias, carros oficiais e do Corpo de Bombeiros) durante sete dias. No entanto, o transporte escolar não está funcionando hoje e as aulas foram suspensas. Como será amanhã (29) a Prefeitura ainda não informou nada. Já as aulas das escolinhas da Secretaria de Esportes estão suspensas até sexta-feira, dia 1º. 
O que chama a atenção é o prefeito Dixon ainda não ter recolhido a ruma de carros oficiais utilizados por secretários, diretores e assessores especiais para serviços administrativos, e, até particulares, como todo mundo sabe. Obviamente, esses veículos continuam abastecendo no barracão da Prefeitura, ou seja, utilizando os combustíveis que deveriam ficar reservados, exclusivamente, para a frota dos serviços essenciais, até a situação se normalizar. Ainda dá tempo. Outra coisa, um passarinho me contou que a Prefeitura está devendo cerca de R$ 300 mil em combustível e pode ter o fornecimento cortado. Além da greve, mais essa.
É necessário o governo Dixon (Progressistas) explicar à população a possível despesa de quase TRÊS MILHÕES E MEIO DE REAIS com máquinas e veículos para manutenção do sistema viário da city. Em que serviços a Secretaria de Obras utilizará os objetos da licitação que acontecerá no próximo dia 12? Seria em recapeamento asfáltico, por exemplo? 
Falando em recapeamento, até o dia de hoje (28), a Versátil Engenharia, empresa contratada até julho para operação “tapa-buracos” no município já recebeu R$ 2.359.087,01 (dois milhões, trezentos e cinquenta e nove mil, oitenta e sete reais e um centavos) somente este ano – no ano passado, de julho a dezembro, foram outros R$ 2.396.013,30 (dois milhões, trezentos e noventa e seis mil, treze reais e trinta centavos). E aí?
Já para a Educação, o prefeito comprou um software de gestão educacional por quase UM MILHÃO E SETECENTOS MIL REAIS, no entanto, os funcionários das secretarias das escolas participaram, no último dia 3, de um treinamento sobre o sistema SED (Secretaria Escolar Digital) oferecido de graça pelo governo do Estado. Afinal, que programa será utilizado pela rede municipal de ensino? 
Até hoje, o prefeito Dixon e nem o secretário Luciano Ramalho explicaram o que o milionário programa de gestão educacional tem que o SED não tem. Aliás, estou apurando a informação que o dono da empresa vencedora da milionária licitação do software é grande “chegado” de um alto funcionário da secretaria de Educação. Qualquer novidade, voltarei ao tema.
Encontra-se no Departamento de Consultoria Geral da Prefeitura um protocolo solicitando a REGULAMENTAÇÃO DO ABONO PROVISÓRIO de R$ 1 mil, concedido aos servidores públicos municipais em 2004 (Lei 2686/2004). Procurei Luciano Carrer, secretário de Negócios Jurídicos, para entender o que pode acontecer. “Vou verificar e lhe dou um retorno até o final da tarde”, prometeu o doutor. Vamos aguardar!!!
E a pergunta que continua ecoando: QUANDO O HOSPITAL SERÁ ENTREGUE, hein? Numa das últimas sessões da Câmara, a vereadora Fábia Ramalho (PMN) cobrou, do “jeitinho” dela, uma posição sobre o HMP. Se não estou enganado, ela frisou que a administração terminou as obras, mas faltam equipamentos. Pois é!!!
Por conta da greve dos caminhoneiros, o funcionamento do Poder Judiciário Estadual, também, foi alterado. Audiências e prazos processuais estão suspensos. “Especialmente o desabastecimento de combustível dificulta o acesso às unidades jurisdicionais pelas partes,  advogados e agentes públicos”, afirmou o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Fernando da Silva Borges.
Por hoje, é isso. Uma semana abençoada por NOSSO SENHOR JESUS CRISTO e que ELE nos PROTEJA DE TODO O MAL, Amém! Muuuuuuuuuuuuuuuitos beeeeeeeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaços. Au revoir!!!

Foto: Facebook/Reprodução

<imagem1>paulinenesapoioamcaminhoneiros.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima