Correio Paulinense

Paulínia, 19 de maio de 2024
Pela primeira vez, em 20 anos, Paulínia não elege vereadoras

Última atualização em 17 de novembro de 2020

Apesar de 92 mulheres terem disputado as eleições para a Câmara Municipal de Paulínia (CMP) este ano, e juntas conquistado quase 7 mil votos, a partir de janeiro de 2021 as quinze cadeiras legislativas da cidade serão ocupadas por homens. Atualmente, Paulínia tem apenas uma vereadora: Fábia Ramalho (Podemos). Ela foi a segunda mulher mais bem votada no domingo (15), com 653 votos, entretanto, não conseguiu se reeleger. 
Primeira colocada entre as mulheres com 852 votos, a ex-vereadora Angela Duarte (Podemos) perdeu a única cadeira conquistada pelo partido para Flávio Xavier, que obteve apenas dez votos a mais do que ela. A ex-vereadora Simeia Zanon também tentou voltar para o Legislativo, dessa vez filiada ao PTB, mas terminou a disputa feminina em terceiro lugar, com 464 votos. Entre as candidatas novatas, Rosangela Carnieli, do PL, foi a campeã de votos: 437. De todas as mulheres que disputaram, somente dezesseis receberam 100 votos ou mais, cada. 
Elas na Câmara
A representatividade feminina na Câmara Municipal de Paulínia (CMP) começou em 1988, quando a cidade elegeu a primeira vereadora de sua história: a dentista Sonia Prado de Oliveira, na época filiada ao PMDB, que depois passou a se chamar MDB.  Em 1992, além de reeleger-se, a Doutora Sonia, como ficou conhecida, ganhou a companhia de Maria Silvia de Arruda Ferro, na época filiada ao PDT, a segunda paulinense eleita para o Legislativo. 
Nas eleições de 1996, Doutora Sonia concorreu à vice-prefeita da cidade, na chapa encabeçada pelo ex-prefeito Dude Vedovello, e foi a primeira mulher eleita para o segundo cargo mais importante do Poder Executivo local. Já a então vereadora Maria Silvia disputou a reeleição, mas não conseguiu continuar na Câmara, que ficou sem representação feminina na legislatura seguinte.
Em 2000, com o término do mandato na prefeitura, e sem ainda existir reeleição para os cargos de prefeito e vice-prefeito, Doutora Sonia conseguiu voltar para a Câmara, sendo a única mulher eleita naquele ano. De lá para cá, o município elegeu mais quatro vereadoras: Simone Moura, em 2004; Simeia Zanon, em 2008 e 2012; Angela Duarte, em 2012; e Fábia Ramalho, em 2016. 
Fotos: Reprodução/Redes Sociais

<imagem1>mulheresmaisvotadas_Paulínia.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima