Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
Paulínia pode pagar quase R$ 2 milhões por programa de “gestão educacional” oferecido de graça pelo Estado

Última atualização em 10 de março de 2018

Dois editais de licitação lançados pelo prefeito Dixon Carvalho (PP) não chamam a atenção apenas pelo valor total da despesa, R$ 4.658.208,34 (quatro milhões, seis e cinquenta e oito mil, duzentos e oito reais e trinta e quatro centavos), mas, principalmente, pelos produtos que a administração pepista pretende comprar: dois softwares (programas de computador), um de “gestão educacional” (Pregão Eletrônico nº 20/2018) e outro de “criação de aulas e apresentação multimídia” (Pregão Eletrônico nº 21/2018).
O programa de “gestão educacional” licitado pela Prefeitura de Paulínia deverá oferecer, entre outros serviços, o armazenamento e a disponibilização de todos os dados escolares dos alunos, como notas, históricos, frequência, além de informações sobre as escolas (endereços, telefones, atividades, entre outras). No entanto, o Correio levantou que o governo do Estado disponibiliza gratuitamente o sistema SED (Secretaria Escolar Digital), uma plataforma que disponibiliza toda a vida dos alunos matriculados na rede municipal paulista.
Desenvolvida e administrada pela Secretaria Estadual de Educação, a plataforma SED está disponível para pais, alunos e professores e tem como objetivo principal facilitar a comunicação e acompanhamento da vida escolar, de forma gratuita e personalizada para cada usuário. Considerado único, moderno, prático e seguro, o sistema armazena as informações de todos os estudantes, sem risco de os dados caírem em mãos de terceiros. 
Calendário escolar, notas, lista de turmas, frequência do estudante, agenda de atividades e informações das unidades ficam disponíveis dentro da plataforma. Além disso, a SED oferece o módulo “Transportes”, onde a escola identifica os alunos que precisam utilizar o transporte escolar do município, e o módulo “Concluintes”, onde é possível o estudante receber o certificado de conclusão do Ensino Médio. 
“A orientação e suporte para o uso da plataforma são feitos pelo CVESC (Centro de Vida Escolar) e do CPLIS (Centro de Planejamento e Integração de Sistemas)”, informa a Secretaria Estadual de Educação. Segundo informações, algumas escolas da rede municipal de Paulínia já utilizam a plataforma SED. 
O pregão eletrônico para aquisição de programa de “gestão educacional”, requisitado pela Secretaria Municipal de Educação (SME), está marcado para o dia 22 deste mês, com lances em tempo real pelo site da Caixa Econômica Federal. Em janeiro deste ano, uma licitação para compra do mesmo programa foi lançada e depois revogada por determinação do prefeito Dixon (PP).

De acordo com o edital da licitação, a solução tecnológica (programa) será utilizada por 2.403 professores, em 77 unidades da rede municipal de educação (escolas, departamentos, etc), que, atualmente, possui 16.487 alunos. 

Aula Digital
O pregão da compra de programa de computador  para criação de aulas e apresentação multimídia, também acontecerá no próximo dia 22. Segundo fontes ouvidas pelo Correio, existem vários softwares de alta qualidade e funcionalidade, disponíveis gratuitamente na rede mundial de computadores (internet). “Até universidades brasileiras utilizam esse tipo de plataforma gratuita em suas atividades educacionais”, disse uma fonte.
A despesa com a compra de uma plataforma exclusiva para Paulínia está estimada em  R$ 2.699.541,67 (dois milhões, seiscentos e noventa e nove mil, quinhentos e quarenta e um reais e sessenta e sete centavos). Por ser sábado, não conseguimos contato com a Prefeitura Municipal de Paulínia. 

Foto: Arquivo

<imagem1>dixon_AUTORIZA_plataformasdigitais.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima