Correio Paulinense

Paulínia, 22 de abril de 2024
Paulínia pode integrar consórcio para compra de vacinas

Última atualização em 2 de março de 2021

Com o Programa Nacional de Imunização (PNI) a passos lentos e novas variantes do coronavírus em alta velocidade país afora, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou estados e municípios a comprarem vacinas contra a Covid-19, caso o Ministério da Saúde (MS) não cumpra as metas do PNI, ou se as doses destinadas aos entes federativos sejam insuficientes para imunizar a população.
Após a decisão da suprema corte, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) iniciou movimento visando a formação de um consórcio de municípios, para compra de vacinas contra a doença causada pelo novo coronavírus. De acordo a FNP, presidida pelo ex-prefeito de Campinas Jonas Donizette, as vacinas serão adquiridas, preferencialmente, com recursos do Governo Federal. Entretanto, a entidade não descarta a possibilidade de os municípios consorciados comprarem imunizantes com recursos próprios, ou transferidos por organismos internacionais e pela iniciativa privada. Ainda segundo a FNP, o consórcio deve estar legalmente formado até o fim de março.
 
Nesta segunda-feira (1), o prefeito Du Cazellato (PL) e o secretário de saúde Fábio Alves participaram da primeira reunião virtual promovida pela FNP, para prefeitos e prefeitas manifestarem interesse em participar do consórcio. “Estamos empenhados em buscar todas as alternativas cabíveis para que toda a população de Paulínia seja vacinada o mais rápido possível”, postou Cazellato
A campanha municipal de vacinação contra a Covid-19 começou em 21 de janeiro, ou seja, quatro dias após a liberação da CoronaVac pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Naquela ocasião, Paulínia recebeu 1.120 doses da vacina do Butantan, em parceria com a chinesa Sinovac. 
De lá para cá, segundo apurou o Correio, o Governo do Estado enviou à cidade pelo menos mais 2.660 vacinas, entre CoronaVac e Oxford/AstraZeneca, totalizando 3.780 doses. De acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 2.998 pessoas, entre idosos e profissionais de saúde, foram imunizadas até o dia 16 de fevereiro. 
Foto: Divulgação/PMP

<imagem1>SecretárioAlves_PrefeitoCazellato.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima