Correio Paulinense

Paulínia, 24 de abril de 2024
Paulínia corre atrás do prejuízo causado pela pandemia na aprendizagem escolar

Última atualização em 15 de julho de 2023

Somente nesta sexta-feira (14), a Prefeitura de Paulínia (PMP) informou que desde a segunda quinzena de maio a Secretaria de Educação (SME) está aplicando o Programa para Recuperação de Aprendizagem – PARA/Saberes, na rede municipal de ensino. “O objetivo é oferecer apoio aos estudantes com dificuldades de aprendizagem do Ensino Fundamental I”, afirmou a PMP. 

Focado nas disciplinas de português e matemática, o programa deverá atender mais de 800 alunos até o término deste ano letivo, segundo informou Angela Duarte, secretária municipal de Educação, por meio da assessoria de imprensa.


Secretária de Educação, Angela Duarte – Foto: Correio Imagem/Arquivo

“O PARA/Saberes vem sendo desenvolvido, visando ampliar as oportunidades de aprendizagem, articuladas em formas e metodologias ativas, que favoreçam o desenvolvimento dos alunos que apresentam dificuldades”, explicou ela.


De acordo com a Agência Brasil, durante a pandemia de Covid-19 a rede pública de ensino brasileira suspendeu as aulas presenciais por 287,5 dias, em média. “Já existem evidências, ainda que preliminares, do impacto negativo do período de isolamento vivido devido à pandemia, na aprendizagem dos estudantes. Por isso, realizamos um levantamento nas unidades escolares de Ensino Fundamental I e estruturamos esse Programa de apoio aos alunos”, disse Angela.

Já a diretora pedagógica da SME, Andréa Patapoff Dal Coleto, pontuou: “O estudante participa tanto da recomposição de aprendizagem no período em que estuda como da recuperação paralela no contraturno”. A PMP afirmou ainda que o PARA/Saberes está priorizando os alunos que apresentam maior defasagem de aprendizagem. 

Alfabetização de crianças

 

Além de implantar o PARA/Saberes, a Secretaria de Educação (SME) de Paulínia também aderiu ao Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, do Governo Federal, cujo objetivo é garantir que, ao final do 2º ano do ensino fundamental, 100% das crianças brasileiras estejam alfabetizadas, que é a 5ª meta do Plano Nacional de Educação (PNE).

“Com essa adesão, reforçamos o nosso compromisso de buscar sempre o que há de melhor para a formação e o desenvolvimento dos nossos alunos”, concluiu a secretária, Angela Duarte.

Mizael Marcelly
Fotos: Divulgação/PMP e Correio Imagem/Arquivo

<imagem1>parasaberes_Paulínia_SP.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima