Correio Paulinense

Paulínia, 5 de março de 2024
Passaredo e LLC recebem R$ 800 mil e Corpus R$ 2 milhões, segundo comunicado da Prefeitura no início da noite

Última atualização em 7 de dezembro de 2016

No início da noite e por meio de comunicado à imprensa, a Prefeitura de Paulínia divulgou o pagamento de R$ 800 mil às empresas Viação Passaredo, responsável pelo transporte urbano,  e LLC Transportes, que responde por um sexto do transporte escolar da cidade. Com isso, a administração municipal espera que os serviços interrompidos à população sejam retomados totalmente. Uma fonte ouvida pelo Correio confirmou que a empresa recebeu o valor anunciado pela Prefeitura.
Ainda segundo nossa fonte, o repasse municipal será complementado pelas empresas para pagar a folha salarial de novembro, vencida segunda-feira (5).  No entanto, ainda não foi definido como e quando serão pagos o vale-refeição e o 13º dos trabalhadores. Já a volta do transporte coletivo, parado desde domingo (4), será decidida nas primeiras horas desta quinta-feira (8), durante mais uma assembleia sindical na garagem da Passaredo.
No mesmo comunicado, a Prefeitura de Paulínia informou ainda um pagamento de R$ 2 milhões à empresa Corpus, responsável pela limpeza urbana e coleta de lixo da cidade. Por falta de pagamento, os funcionários também cruzaram os braços nesta quarta, mas os serviços foram retomados no período da tarde. Não conseguimos contato com a Corpus para comentar o assunto. 
LEIA O COMUNICADO DA PREFEITURA DE PAULÍNIA
 
A Prefeitura de Paulínia, na tentativa de restabelecer 100% do transporte municipal, pagou nesta quarta-feira, dia 7, R$ 800 mil às empresas Passaredo e LLC, que são do mesmo grupo e responsáveis pelo transporte coletivo urbano e parte do transporte escolar (um sexto do total) do município. Desde a sexta (2), já foram R$ 1,050 milhão.
 
Esse pagamento foi, inclusive, antecipado em relação à proposta feita em audiência no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de Campinas nesta terça (6), de fazê-lo dividido até os dias 9 e 14. Mesmo assim, o sindicato da categoria se mostrou insensível à medida e também ao apelo da população para a retomada do serviço de transporte.
 
A Prefeitura de Paulínia já informou ao TRT dessa situação, inclusive com provas de que, na data de hoje, foi descumprido a ordem de garantir, no mínimo, 50% da frota em operação nos horários de pico (das 6h às 9h e das 17h às 19h) e 30% da frota nos demais horários, e aguarda uma manifestação.
 
O pagamento ocorreu nesta data em razão dos repasses do governo estadual, oriundos da receita com o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). A este processo administrativo é que o município aponta sua regularidade quanto aos pagamentos dos seus fornecedores.
 
É fato para todo brasileiro de que o país vive uma crise econômica. Essa crise reduziu a arrecadação dos municípios, incluindo Paulínia. Mas o governo municipal não tem medido esforços para o equilíbrio das contas. Todas as ações legais previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal estão sendo tomadas.
 
Dessa forma, a Prefeitura de Paulínia está atuando para restabelecer em 100% o transporte coletivo e parte do escolar, e espera que as empresas Passaredo e LLC, e seus colaboradores, atuem no mesmo sentido. Esse é o desejo da população paulinense e que precisa ser atendido neste momento.
 
À empresa Corpus foi pago nesta quarta, dia 7, R$ 2 milhões, dentro do contrato de prestação de serviço. O serviço de coleta de lixo e limpeza urbana foram restabelecidos no meio da tarde.

Assessoria de Imprensa
Prefeitura de Paulínia
Foto: Divulgação

<imagem1>prefeituraaaaaa.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima