Correio Paulinense

Paulínia, 28 de fevereiro de 2024
Parecer técnico recomenda que contas de Pavan (PSDB) sejam “aprovadas com ressalva”

Última atualização em 21 de março de 2017

A Justiça Eleitoral de Paulínia concluiu mais um exame de prestação de contas de campanha política, dessa vez, a do ex-candidato José Pavan Junior (PSDB), que disputou e perdeu a reeleição. “Do exame realizado, restaram irregularidades, à luz da supra Resolução (23.463/2015), que não comprometeram a análise”, destacou o analista das contas pavanistas e chefe do Cartório Eleitoral da cidade, Ademir Ferreira Lima. “Considerando o resultado da análise técnica empreendida na prestação de contas, manifesta-se este analista pela aprovação com ressalva”, concluiu. 
A prestação de contas de Pavan (PSDB) apresentou algumas inconsistências, como doações em dinheiro feitas por pessoas desempregadas (sem capacidade financeira para doar), com capacidade financeira inferior aos valores doados, e por ex-cargos de confiança do governo passado. Juntas, as doações suspeitas somaram R$ 242.500,00 (duzentos e quarenta e dois mi e quinhentos reais).
Assim como os demais candidatos ao mesmo cargo e que tiveram suas prestações questionadas pela Justiça Eleitoral, Pavan (PSDB) foi intimado à prestar informações e documentos que resolvessem os pontos suspeitos levantados.
O parecer técnico conclusivo seguiu hoje (21) para a apreciação do MPE (Ministério Público Eleitoral), que aceitará ou não a recomendação do analista. Depois, o processo vai para a decisão final do juiz eleitoral Carlos Eduardo Mendes. Lembrando que apenas dois dos sete candidatos à Prefeitura de Paulínia, em outubro passado, tiveram as contas julgadas até agora: Dixon Carvalho (PP), reprovadas, e Daniel Messias (PCO), aprovadas. 

<imagem1>josépavanCONTAS.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima