Correio Paulinense

Paulínia, 25 de maio de 2024
Os croatas serão os primeiros a sentir a força de uma nação e ninguém vai parar, pois os corações baterão mais fortes e as gargantas cansarão de gritar gol

Última atualização em 12 de junho de 2014

[imagem] Por Lucas Rodrigues

Verde e amarelo: verde de esperança e o amarelo reluzente, representando o brilho das cinco taças mundiais conquistadas em 58, 62, 70, 94 e 2002. Ser brasileiro é ser guerreiro, não abaixar a cabeça diante de qualquer dificuldade. Ser brasileiro é ter o sorriso no rosto e o samba no pé, alegria e acima de tudo coragem e fé. 
O amarelo, tarde ensolarada e pés descalços, verde quase nada porque grama não tem. Eis que surge o marrom da terra seca, quente, marcada pelos rastros dos chutes que já foram dados e as “tampas” dos dedões que se perderam. A poeira sobe e o suor desce, vivendo no anonimato e encorajados pelo sonho do estrelato, balançam as redes do tijolinho, da madeira ou do portão, para um futuro craque tanto faz, o que vale é o grito de gol. Pois bem, é assim que surgem os grandes talentos. Sim, aqueles que expressam sua brasilidade pelos campos do mundo a fora, fazendo coisas brilhantes representando o verde e amarelo que correm nas suas veias.
Moleque, mulato, malandro, malabarista. É com esses requisitos que nos tornamos penta, é tanto futebol da raça que adversário nenhum aguenta e diante de um brasileiro qualquer gigante senta. Existe aquela frase que diz assim: “Os ingleses inventaram o futebol, mas os brasileiros o aperfeiçoaram”, digo que é errado. Os gringos apenas chutaram uma bola e o futebol arte já estava dentro de nós, não aperfeiçoamos, simplesmente somos a única perfeição. 
Brasil terra do canarinho. Canarinho que voa alto, sempre buscando o topo. Maradona, Messi ou Zidane? Que se dane, temos Pelé, Zico e Neymar, ou seja, guerreiros do manto mais valioso do mundo: a camisa de tantas glórias, que enxugou as lágrimas do choro da derrota e do choro da vitória, rasgou naquele carrinho e tempos depois se tornou o presente mais valioso aos admiradores do país tropical e abençoado por Deus. Nobre camisa, sonho maior dos garotos que um dia pensam em vesti-la e honrá-la com sua última gota de suor ou de sangue.         
Faltam poucas horas para o Brasil estrear no maior evento esportivo do futebol mundial, nunca o verde e o amarelo estiveram tão fortes perante a nação. A perfeição vai entrar no tapete verde hoje perante os croatas que vão sentir o peso do país penta campeão e de um povo apaixonado. Dizem por ai que os brasileiros param para assistir a Seleção Brasileira jogar. Pelo contrário, a agitação é maior, principalmente de todos os corações que baterão mais fortes e gargantas que cansarão de gritar gol.
Foto: Ivan Pacheco/Veja

<imagem1>e8d05d2ceca5e3edec856e011a77ee03.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima