Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
O nome ganhou ainda mais força com a criação de dois mascotes “muchos lokos” que desfilaram no “Agostinho Fávaro”

Última atualização em 2 de maio de 2014

Por Lucas Rodrigues
 
[imagem] Este ano uma das coisas que mais chamaram a atenção no Municipal de Futsal foram os nomes de times mais doidos da história do torneio. Nomes difíceis de pronunciar, verdadeiros travas-línguas que confundiram a cabeça de muita gente. Na Primeira Divisão, Katalok’s, Pró Evolution, lembrando aquele famoso jogo de Playstation, BDY Júnior e Kai Tampa travaram uma verdadeira disputa entre os nomes mais “esquisitos”. Já na Segundona teve muito mais nomes exóticos, como por exemplo, Os Supers, Suomi Futsal, Único Quarteto, Hannover, Profiles, Monothaco, Os Ordinários, Los Hermanos, Hashtag, Azoxys, Equipior e Kunini Wats a Pepepeo. 
O “troféu” de campeão dos nomes mais “estranhos e loucos” do torneio ficou para o Kunini Wats a Pepepeo. O “negócio” desse nome ficou uma “belezura”, parece uma mistura de um sobrenome japonês, com a rede social WhatsApp e aquele famoso personagem de uma novela global de 2004, representado por Matheus Nachtergaele, o Pai Helinho, conhecido pelo famoso bordão: “Pepeo”. A mistura deu certo e ficou show de bola.
Além do nome “esquisito”, o Kunini criou uma bandeira com um mascote doidão: Um pato, no estilo “Donald bombado”. O pato dividiu a atenção com um tubarão inflável, o segundo mascote do time que desfilou pelas arquibancadas do ginásio “Agostinho Fávaro” com a bandeira do Kunini amarrada nas costas, parecendo um super-herói aposentado. Sem dúvidas, esse foi o time mais “da hora” que já pisou nas quadras do Futsal de Paulínia. 
A coluna Puro Esporte conversou com o elenco do time e perguntou como surgiu o nome. Eles responderam que entre uma cerveja e outra em um churrasco, do nada, começaram a pensar e falar uns “bangue” nada a ver e daí surgiu o belo nome: Kunini Wats a Pepepeo. Desafio a lerem esse nome uma única vez e escrever certo sem olhar –  Missão 99.99% Impossível! Nem o “zíca” da balada, o incrível Chuck Norris, para muitos Tiorqui Nór is, conseguiria. 
Fotos: Lucas Rodrigues/CP Imagem

<imagem1>bd7b111e0341d2df2c839d7d962a7a0a.jpeg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima