Correio Paulinense

Paulínia, 30 de maio de 2024
Na reta final da CEI da Saúde, Câmara resolve gastar cerca de R$ 70 mil com uma empresa de consultoria, que deve apenas ajudar no relatório final. POR QUE NÃO CONTRATOU ANTES, quando realmente era necessário?

Última atualização em 19 de maio de 2014

[imagem] Boaaaaaaaaaaaaa noooooite meus amores. No próximo dia 23, o Círculo de Letras e Artes de Paulínia (CLAP) homenageará entidades e indivíduos que contribuem com o desenvolvimento das artes e a disseminação da cultura em Paulínia City. A cerimônia do “Prêmio CLAP 2014” será no Auditório Carlos Tontolli do Palácio 28 de Fevereiro (Prefeitura) e o Estúdio Broadway, dirigido pela amadíssima Fernanda Chamma e patrocinado pela Brasil Oil do queridíssimo Tuta Bosco, está entre os premiados.

“Estamos muito felizes com o prêmio e mais ainda por tratar-se de um reconhecimento da própria cidade ao trabalho que desenvolvemos no Estúdio, com as crianças e os adolescentes. Agradecemos e prometemos continuar formando novos talentos e direcionando-os às artes cênicas”, me escreveu Fernanda Chamma, hoje à tarde. Aproveitando a “deixa”, a tarde do próximo dia 31, no Paulinense, será no mais puro estilo Broadway (leia matéria).  Parabéns ao Estúdio Broadway e à todos os demais premiados pela CLAP. Bravooooooo!!!

Finalmente, a Câmara contratou uma empresa de consultoria para auxiliar a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Saúde. A notícia seria excelente se não fosse um detalhe: os trabalhos da CEI da Saúde estão em fase final e a empresa contratada por cerca de R$ 70 mil públicos terá muito pouco à fazer. Conversei hoje (19) com o presidente da Casa, Marquinho Fiorella (PP), sobre isso e ele me disse que, entre outras coisas, a consultoria ajudará na elaboração do Relatório Final da Comissão. Em minha opinião (de leigo, claro), nesta altura do campeonato, a contratação da empresa seria perfeitamente dispensável. Oxente! O relator Custódio Campos (PT) que fizesse o relatório sozinho.  
O vereador Tiguila Paes (PRTB) cometeu alguns erros na presidência da CEI, principalmente quando delegou poderes à quem nunca deveria ter delegado e proibiu a imprensa de acompanhar os trabalhos da Comissão, mas em relação a empresa tenho que “dar à Cezar o que de Cezar é”. Desde a instauração da CEI, no ano passado, ele vinha solicitando a contratação de uma consultoria, para acompanhar cada passo, cada oitiva da Comissão, mas Marcelo Turra, Procurador Jurídico da Câmara, sempre manifestou-se contrário à despesa, mesmo o Regimento Interno da Casa dizendo que a contratação é legal.

Iiiixi Maria! Durante a novela “contrata, não contratar” a dupla “TT” (Tiguila e Turra) andou se estranhando algumas vezes. Segundo o vereador Tiguila (PRTB), um dos motivos para a CEI da Saúde ser prorrogada por mais 120 (cento e vinte dias) foi a resistência de Turra em liberar a contratação da empresa. Agora eu pergunto: se pôde contratar agora, na reta final, por que não deixaram contratar no início da CEI? Esquisito isso neh?

Sem sombras de dúvidas, se o procurador Turra, não tivesse sido “turrão” e dado logo parecer favorável para a contratação, como deu agora no final, certamente os trabalhos da Comissão da Saúde teriam sido, no mínimo, mais aprofundado do ponto de vista técnico. Nenhum dos integrantes da CEI é técnico no assunto investigado e uma consultoria, desde o início, teria ajudado e muito à desenrolar boa parte dos rolos que acontecem na pasta. Já do ponto de vista político, espero que o Relator Custódio Campos (PT) não escreva o que todo mundo está careca de saber: que falta remédios, materiais básicos, médicos e por aí vai. 

O que a população exige é saber os motivos e, sobretudo, os responsáveis diretos e indiretos, deste ou daquele governo, por trás do caos em que se encontra a Saúde Municipal. Não adianta Custódio (PT) aparecer com um relatório chinfrim, sem as informações que o povo espera, principalmente agora, que o documento custará a bagatela de R$ 70 mil aos cofres públicos. 

Não importa se o relator Custódio já foi ou será candidato à Presidência da Câmara com o apoio dos Moura (pai e filho). Não importa se o presidente Tiguila (PRTB) é amigo do Secretário de Saúde Renato Cardoso. Não importa se o mercado do vice-presidente Du Cazellato (PP) fornece ou não para a Prefeitura. Não importa se o sub-relator Edilsinho Rodrigues (PPS) é unha e carne com Moura pai e por fim não importa se o secretário João Mota Pinto é da base mourista, assim como os demais. Nada disso importa. O que importa é eles honrarem, independentemente de qualquer coisa, um dos principais preceitos do cargo que ocupam: DEFENDER, ACIMA DE TUDO, OS INTERESSES DA POPULAÇÃO. Neste caso, uma população que está sofrendo e até morrendo por falta de remédios e atendimento. Capiche?
Esta semana será “preta” ou “branca” para o governo Moura Junior (PMDB)? Qual o seu palpite? Com quem tenho conversado sobre isso, a maioria diz que será “preta esturricada”. Minha Nossa Senhora! De tanto “senta e levanta”, daqui a pouco Fiorella (PP) vira a besta fubana e resolve não levantar mais da “cadeira”, nem que a vaca arrase no “passo do romano”  (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Dá licença! Aliás, nos últimos 20 anos o “peixe” foi o único Presidente do Legislativo Municipal à sentir o gostinho da “cadeira-mor” do Executivo duas vezes. E pelo visto a terceira está na boca da bigorna. Será que dessa vez dará tempo ele mandar me servir um cafezinho bem quentinho…(gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)? Brincadeirinha!
Independente de Prefeito e Vice cassados permanecerem ou não nos cargos, após quinta-feira (22), quando serão julgados triplamente pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a verdade é que a instabilidade político-administrativa da city acabou antecipando os palpites para a Prefeitura em 2016. Fiorella (PP), Angela Duarte (PRTB), Tuta Bosco (PPS), Palito (PC do B), Dixon Carvalho (PR), não necessariamente nesta ordem, estão bombando em muitas bocas por aí. Além desses, os petistas Custódio Campos  e Doutor João Mota também estão sendo cogitados para a corrida, daqui há pouco mais de dois anos. 

Na primeira semana de abril, quando Moura Junior (PMDB) foi cassado pela Justiça Eleitoral e abriu-se a possibilidade de nova eleição na city, o PT se reuniu para tratar do assunto. Custódio e Doutor João Mota se colocaram à disposição do partido.  Pois é, enquanto o país está em clima de Copa do Mundo e pensando em quem escolher para Presidente, entre Dilma, Aécio, Eduardo Campos e Levi Fidelix, Paulínia já está louca para eleger logo um novo prefeito ou a sua primeira prefeita, na esperança das coisas melhorarem, pois do jeito que estão, SÓ JESUS NA CAUSA!
Já eu, particularmente, estou no clima de devorar o jabá frito com cebola, tomate, pimentão e coentro, bem no estilo escondidinho, que está gritando por mim láááááá do meu “quatro bocas”. Então, deixem-me ir encher meu buchinho sarado (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Uma semana abençoada por NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. Muuuuitos beeeeeeeeijos e abraços. Au revoir!

<imagem1>65760a98b8dd3b2ba2431dc6f152949e.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima