Correio Paulinense

Paulínia, 20 de maio de 2024
Na Elite, os juízes mostraram 5,5 cartões por partida, enquanto, na Prata foram apontados 5 e no Veterano o índice por confronto é de 3,2

Última atualização em 6 de outubro de 2014

[imagem] Por Lucas Rodrigues
Parar o lance, geralmente, cometendo uma falta. Esta é a melhor jogada usada pelos boleiros em diversos campeonatos, para evitar que o time sofra gols ou até mesmo, segurar o tempo quando se está ganhando. Nesta situação, o “juizão” entra em cena com o cartão na mão, para resolver a “parada” e colocar “ordem na casa”, mesmo sabendo que de qualquer forma, não agradará nenhuma das torcidas e a sua querida mamãe receberá inúmeros “elogios”, dos revoltados com a marcação da possível irregularidade.
O “Fair Play” (jogo limpo) é uma das grandes questões do futebol mundial. Pensando nisso, a coluna Puro Esporte fez um levantamento dos times que, até agora, levaram mais cartões amarelos e vermelhos nas três categorias do Campeonato Amador deste ano. Confira abaixo: 
Série Ouro
A Série Ouro integrada por 15 times, divididos em 3 grupos está na segunda rodada com uma média de 5,5 cartões tomados em 12 jogos. Nesta categoria foram distribuídos 63 amarelos e 3 vermelhos.
 
A equipe que mais contribuiu para a média negativa foi o Liberdade BDY, que tomou 8 amarelos e 2 vermelhos, entretanto, ocupa o segundo lugar do Grupo 2.  Morro Alto, Planalto e Liberdade João Aranha foram os times que menos tomaram cartões: apenas 1 amarelo cada, até agora.
Série Prata
Das 38 equipes da Série Prata, 35 tomaram 121 cartões amarelos e 10 vermelhos. A Segundona ainda está na 2ª rodada, entretanto, já aconteceram 26 confrontos e a média de cartões por partida é de 5,03 e demonstra que a arbitragem está tendo trabalho para controlar os ânimos dos duelos, que valem vaga para a Série Ouro do ano que vem.
 As equipes que mais levaram cartões foram Real Pinheiros e Caçulinha com 9 amarelos, cada uma. O Real passa na frente, pois levou 2 vermelhos enquanto o time caçulense não teve nenhum jogador expulso. Além de sofrerem com esses números complicados, os times vivem situações opostas no mesmo grupo, o 3. O Caçulinha é o primeiro colocado com 4 pontos, enquanto, o Real Pinheiros ocupa a lanterna, sem nenhum ponto ganho.
Segundo o quadro de avermelhados e amarelados da Braed, Jean Lucas Soares (Real Pinheiros), Arthur Silva (Valência), Thiago Ferreira (Bom Retiro) foram os jogadores que mais cometeram faltas desleais, dentro de campo, pois cada um foi punido com 2 amarelos e 1 vermelho. Outro nome que se encaixou no ranking negativo foi o Renan Feliciano (Vila Nunes) que levou para casa um vermelho direto.  
Por outro lado temos o Kai Tampa e Juventude F.C que ainda não tomaram nenhum cartão. O Kai, por enquanto, é o 3ª colocado do Grupo 2, com 3 pontos ganhos, e o Juventude lidera o Grupo 1, após conquistar 4 pontos. O Falcão Negro ainda não estreou no torneio, por isso, não entrou no ranking dos cartões. 
Os jogadores que forem punidos com o segundo cartão amarelo ou levarem um vermelho direto prejudicarão suas equipes no decorrer do campeonato, principalmente em uma divisão tão disputada como a Série Prata. Ao todo são 38 times brigando por apenas 3 vagas na Elite de 2015, portanto, uma peça do elenco suspensa pode comprometer o trabalho de todo o conjunto. 
Veterano 
Até agora na categoria Veterano foram 10 jogos, em 3 rodadas, e uma chuva de 32 cartões:  29 amarelos e 3 vermelhos, o que dá uma média de 3,2 por partida. 
Liberdade XV de Novembro que levou 7 cartões (6 amarelos e 1 vermelho) e o Rhodia com 6 (5 amarelos e 1 vermelho), lideram o ranking da categoria.  O Cruzeirinho é a equipe menos “amarelada” do Amador: apenas 2, até agora. 
Fotos: Lucas Rodrigues/CP Imagem 

<imagem1>429393028e08a076d8375a1295620831.JPG</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima