Correio Paulinense

Paulínia, 20 de maio de 2024
MOURA “VIRA AÉCIO” e LACERDA ATACA O PT NACIONAL; Fiorella diz que, pela lei, “PPP do Brasil 500” não passa pela Casa; Danilo ignora críticas no “Face”; Caprino x Tartaruga do Cartório?

Última atualização em 21 de outubro de 2014

[imagem] Boooaaaaaaa taaaaaaaaaaarde meus amoooooooores! Ufa! Que frescor abençoado! O calor dos últimos dias estava insuportável. Misericórdia! Apesar de pouca, também caiu uma chuvinha domingo, mas não suficiente para amenizar a seca e seus efeitos colaterais, como, por exemplo, o racionamento de água, que já atinge vários municípios paulistas e está mais próximo dos portais da city do que muita gente imagina. Tomara que chova logo o que precisa chover!

Conversei com o queridíssimo Fábio Cecconelo, do setor de informática da Câmara, sobre a péssima qualidade da transmissão das sessões, pela internet. De acordo com ele, o problema do “cai, cai”, a todo instante, está no provedor da Vivo, a única operadora que cobre a rua onde fica a Câmara. “Já comunicamos o problema e esta semana os técnicos da empresa tentarão resolver”, disse ele. Tomara que consigam, pois ninguém merece! 
Como disse na coluna passada, devido à precária transmissão online da última sessão não consegui captar o motivo que levou o vereador Sandro Caprino (PRB) a pedir vistas do PL 35/14, que, entre outros “pormenores”, cria 63 novos cargos de confiança, para o “chefe” dele, Moura Junior (PMDB), nomear quem bem entender. Só consegui ouvir ontem (20), através do Canal da Câmara no You Tube. “Senhor Presidente, quero analisar melhor”, afirmou o edil. Eita peste!
De 30 de junho, quando o projeto chegou à Casa, até a sessão de terça (14), quando o mérito seria votado, foram 114 dias, ou seja, mais de três meses, e o vereador não conseguiu analisar o projeto? Oxi! Desse jeito, parece que Caprino (PRB) tá querendo competir com a “tartaruga” do Cartório Eleitoral (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Nem adianta, pois “daquela” nem ele ganha (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Iiiiiiiiiiixiii!! Tem caroço nesse angu.
Falando em caroço, Mário Lacerda e Arthur Freire, respectivamente presidente e vice do DEM Paulínia, Presidente do PauliPrevi e Secretário dos Negócios Jurídicos, estão defendendo com unhas e dentes a eleição do tucano Aécio Neves. No primeiro turno presidencial, eles foram bem discretos em relação à candidatura tucana, porém, depois do dia 5, escancararam a preferência. Pelo que Lacerda escreveu em sua página no Facebook, dia 15, a ordem de trabalhar contra a reeleição de Dilma e Michel Temer foi dada por seu chefe Edson Moura, o mesmo que, em 16 de agosto passado, durante reunião com os “cargos de confiança” do filho “prefeito”, no Hotel Vitória de Campinas, pediu que todos trabalhassem pela reeleição da petista. Que “virada de casaca”, hein?  
Oxi! Além de virar tucano, da noite para o dia, Moura ainda mandou Lacerda falar mal do PT?  Lacerda acusa o partido de derrubar a arrecadação da city e de perseguir às empresas e o governo de seu chefe, entre 2004 e 2008. Em relação ao governo mourista 2004/2008, o PT Municipal conseguiu barrar a construção da tão famosa e superfaturada Pirâmide (Manto de Cristal), mas, mesmo assim, o ex-prefeito pagou R$ 114 milhões pela obra fantasma, que até hoje rola na justiça. Já o PT nacional, através do Vice-Presidente Michel Temer (PMDB), teve uma participação importante na batalha judicial em Brasília, que terminou liberando “Juninho” para assumir pelo pai. Então, até Temer, amicíssimo de Moura, rodou nessa?  Bem, só depois do resultado do segundo turno, domingo (26), saberemos quem, VERDADEIRAMENTE, vai rodar nesta história.
Falando em rodar, fui informado que muitos cargos do primeiro escalão municipal estão usando carros oficiais em tarefas particulares. Segundo uma gaivota, Gisela Ruiz, da Saúde, estaria “pra cima e pra baixo” com o veículo da Secretaria, durante a semana e também nos fins, enquanto o motorista do carro fica a semana inteira sem ter o que fazer e, por isso, anda com os nervos à flor da pele. Gisela foi autorizada pelo Chefe de Gabinete, Doutor Queiróz, a dirigir o carro oficial, através da Portaria 65/2014, assim como outras dezenas de cargos comissionados também foram.

Mas, quais os limites dessas autorizações? Os servidores podem usar o carro de domingo a domingo, ou somente durante a semana, no horário de expediente? Os carros ficam no estacionamento da Prefeitura ou nas garagens dos usuários? Se eles realmente usam os veículos nos fins de semana, quem paga a gasolina? Deixei uma mensagem (“inbox”) no Facebook de Gisela, mas até publicar a coluna ela não havia me respondido. 

No final de julho, a Secretaria de Planejamento, cujo titular é Cesar Pietrobom, tio do prefeito Moura Junior (PMDB), instalou  10 (dez) computadores móveis (totens), sendo quatro no Paço e seis no teatro, para a população acessar o site da Prefeitura e nele consultar serviços e tirar dúvidas (leia matéria). Hoje, quase três meses depois, parece que as máquinas não estão conectadas à internet e as informações completamente desatualizadas. Na ocasião da instalação dos primeiros dez totens, a administração prometeu outros 20 (vinte), espalhados em Unidades Básicas de Saúde, Hospital Municipal e locais de grande circulação de pessoas. Além de questionar o funcionamento das máquinas já instaladas, as pessoas querem saber COMO ELAS FORAM COMPRADAS. Bem, pesquisando no site da prefeitura (Editais e Licitação), verifiquei que a última compra de computadores feita pelo município foi em 2012. Quem pode desvendar este mistério? Somente eles, claro.   
Respondendo ao vereador Zé Coco (PTB), na sessão de terça (14), o presidente Marquinho Fiorella (PP) afirmou que pela Lei Municipal 2.829, das Parcerias Público-Privadas (PPP), aprovada pela Câmara e sancionada pelo ex-prefeito Edson Moura, em 16 de outubro de 2006, a “PPP do Parque Brasil 500” não passará pelo crivo dos vereadores. Já o próprio Chefe de Gabinete do governo Moura Junior (PMDB), Dr. Queiróz, disse na Audiência Pública da polêmica “PPP”, dia 8, que muitas questões referente à ela passarão pela Casa de Leis. Agora, deu! Mesmo não sendo advogado, dei uma “olhada” na tal lei e não li nenhum artigo ou parágrafo que confirme a afirmação de Fiorella (PP). Acho melhor os vereadores-advogados Doutor João Mota (PT), Fábio Valadão (PROS) e Angela Duarte (PRTB) se debruçarem sobre esta questão. Afinal, tem que passar ou não? 
Também na sessão, o vereador Danilo Barros (PC do B) ocupou a Tribuna para agradecer, principalmente, os 5.048 votos que recebeu na city, para deputado estadual, dia 5 de outubro. Após ser parabenizado por todos os colegas que usaram a Palavra Livre, o jovem vereador rasgou elogios à sua equipe, amigos e eleitores que confiaram em seu nome. Mesmo derrotado nas urnas, Danilo disse que saiu vitorioso da disputa, por ter sido o candidato da city mais bem votado e usou o resultado local para dizer que não se preocupa com as duras e constantes críticas que vem recebendo nas redes sociais.

Durante a campanha, circulou na rede notícias sobre um tal dossiê, que supostamente mostra uma outra face do “bom moço” Danilo Barros, mas o vereador nunca tocou diretamente neste assunto. Até recebi informações sobre esse quiproquó, mas como ainda não consegui falar com o ex-vereador Rubens França, para saber do que realmente se trata esse tal dossiê, tenho ficado na minha.

Bem meus amores, por hoje, é só. Uma semana iluminada, abençoada e protegida POR DEUS, para todos nós. Muuuuuuuuuuuitos beijos e abraços. Au revoir!

<imagem1>7f67d0cad850000ffef293b864524bd4.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima