Correio Paulinense

Paulínia, 20 de maio de 2024
Mizael Marcelly exige e Moura Junior (PMDB) divulga Nota “desmentindo” e “desautorizando” Capivara

Última atualização em 7 de dezembro de 2013

[imagem] Na segunda-feira (02), o jornalista Mizael Marcelly denunciou o suposto envolvimento do prefeito Edson Moura Junior (PMDB) com a FDDIP (Frente de Defesa de Direitos de Interesse Público), associação que tem à frente Paula Fernanda Ferreira, presidente, e Marco Antonio de Paula, o Capivara. A suspeita foi levantada pela própria assessoria de imprensa de Moura Junior (PMDB), através da matéria “Paulínia se prepara para instalação de casas sustentáveis” publicada no site da Prefeitura e retirada do ar logo após Marcelly denunciar que a associação e seus responsáveis estão na mira da justiça de Americana (leia as denúncias). A matéria também foi publicado no Tribuna Paulínia, de propriedade do atual Secretário de Indústria e Comércio, Wilson Machado.  
De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, Moura Junior (PMDB) achou “inovador” o projeto da FDDIP para construção de casas ecologicamente corretas e prometeu estudar como poderia implantá-lo em Paulínia. Na sexta-feira (29), o governo Moura Junior (PMDB) cedeu o Ginásio de Esportes “Agostinho Fávaro”, no João Aranha, para a FDDIP angariar pessoas dispostas a pagarem R$ 200,00 (duzentos reais) de adesão ao projeto e depois, a partir de janeiro, uma taxa mensal de R$ 100,00 para a tal associação.
Anteontem (05), em sua coluna Deixem-me Falar…, Marcelly transcreveu trechos importantes de uma conversa que Marco Antonio de Paula, o Capivara, teve com moradores de Paulínia interessados em conseguir uma casa ecológica. Além de comentar as declarações de Capivara envolvendo diretamente o prefeito de Paulínia no “golpe da casa ecológica” (leia a coluna), o jornalista exigiu que Moura Junior (PMDB) se manifesta-se, através de nota, sobre a polêmica. “Prefeito, quem cala consente”, lembrou Marcelly.
Ontem (06), através da assessoria de imprensa, o prefeito Edson Moura Junior (PMDB) desmentiu que teria autorizado a FDDIP a iniciar procedimentos para construção de casas ecológicas e desautorizou “qualquer manifestação dos responsáveis pela associação, de que teria se comprometido com qualquer empreendimento habitacional da entidade”. Entretanto, Moura Junior (PMDB) não explicou porque a matéria da visita dele à FDDIP, dia 24 de outubro, foi retirada do Site da Prefeitura, logo após as denúncias de Marcelly e nem por que cedeu um equipamento público (o ginásio do João Aranha) para a Associação “vender” a casa ecológica. Leia a NOTA DE ESCLARECIMENTO:
 
Nota de Esclarecimento
ESCLARECIMENTO PÚBLICO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA 
 
A PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA, tendo em vista a divulgação da Associação Frente de Defesa dos Direitos de Interesse Popular Regional – FDDIP, em reunião intitulada “1ª. Audiência Pública sobre Moradia Ecologicamente Correta”, de que o Prefeito Municipal EDSON MOURA JUNIOR, teria autorizado o início de procedimentos para a construção de casa própria, através da referida Associação, e mesmo prometera doação de áreas para essas construções, vem a público para desmentir essas declarações.

O Prefeito, sempre preocupado com o déficit habitacional dos munícipes de Paulínia, apenas foi conhecer o Sistema Construtivo das Casas Ecológicas da Associação e disse que iria avaliar o sistema, bem como, a própria Associação, a qual não conhecia.

Assim, fica desautorizada qualquer manifestação dos responsáveis por aquela associação, de que o Prefeito Municipal de Paulínia teria se comprometido com qualquer empreendimento habitacional daquela entidade, que, soube-se depois, responde a Ação Civil Pública perante a 1ª. Vara Civil do Foro de Americana (Processo 4006794-58.2013.8.26.0019), bem como, a Inquérito Civil da 3ª. Promotoria de Paulínia, sob n.º 43.0368.0000976/13-4, onde a referida entidade figura como parte.

Alerta também a toda população que não deve fazer nenhum pagamento por conta de promessas de casa própria, que não tenha respaldo oficial da Prefeitura Municipal de Paulínia, através de seus órgãos competentes.
Foto: Reprodução/Tribuna Paulínia 

<imagem1>5c4698e1d64ff02cf85c9d933f8fa918.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima