Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
Mandaram o cabooooo; Simeia critica “Sindicato de Cabral”; Em vez de cesta, MIL REAIS?; Será que Moura conseguirá o PT? O “jegue” da informática; CREDIBILIDADE ZERO x CREDIBILIDADE MIL (em 4X…gargalhadas)

Última atualização em 22 de novembro de 2013

[imagem] Boa taaaaaaaaaarde meus amores! Boa tarde Doutor Queiroz! Boa tarde Jaiminho! Já estou sabendo que um dos senhores intercedeu junto ao prefeito Moura Junior (PMDB) em relação ao cabo da impressora do INSS, pois o problema já foi resolvido, segundo informou Tatiana, que trabalha no posto. Desculpem-me, mas tive que apelar aos senhores, pois quem chefia o setor de informática da prefeitura só pode ser mesmo imprestável, profissionalmente falando, para deixar um posto de atendimento tão importante para a população sem um simples cabo de impressora.

É por isso que no ato da nomeação é preciso saber se o nomeado sabe fazer algo mais, além de instalar “programas espiões” nos computadores dos outros para roubar dados sigilosos de cidadãos. Mas, isso é assunto pra daqui um “tiquim” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Eu quero mesmo é agradecer em nome de todos os idosos que foram prejudicados por quase três meses, pela falta deste bendito cabo. Pela mãe do cabo (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)!
 
A vereadora Siméia Zanon (PROS) criticou o “Sindicato de Cabral” por não lutar pelo abono integral para todos os funcionários públicos da city. “O prefeito prometeu abono igual para todos e não cumpriu e notei a ausência do Sindicato nesta luta dos servidores”, disse a vereadora, durante a votação do abono, segunda-feira (18). Ixiiiii. Quem estava lá do Sindicato não se manifestou. Também vai falar o quê? O “Sindicato de Cabral” não está queimado, mas sim torrado com o servidor. “Credibilidade Zero”, como diz o atual  “eficiente” chefe de informática da PMP, que ganha quase R$ 6 mil por mês, independentemente do grau de escolaridade, mas não conseguiu providenciar sequer um simples cabo para a impressora do Posto do INSS da city (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Mas, como disse acima, isso é assunto pra daqui um “tiquim”.
Em 2011 afirmei no Editorial do jornal impresso o seguinte: “Muito mais que um movimento sindical, manchado por interesses de grupos políticos adversários, a greve dos servidores públicos municipais é a maior manifestação de desrespeito à População de Paulínia”. Hoje, quase dois anos e sete meses depois, apenas troco o “é” pelo “foi”. E não foi?

Aí o “jegue” do atual “chefe de informática” da PMP, que na época disputava para vereador, achou que o Editorial do jornal “CREDIBILIDADE ZERO” o transformaria no candidato-ídolo da massa servidora e ele entraria na Câmara Municipal como o funcionário público mais bem votado de toda a história. Para o grande dia da posse, ele deve ter ensaiado exaustivamente o balé dramático “O Lago dos Cisnes”, de Tchaikovsky, mas acabou dançando foi “Na Boquinha da Garrafa”, pois “faiô” (61 votos). Isso é o que podemos chamar de CREDIBILIDADE MIL (R$ 1.000,00 em 4 parcelas anuais de R$ 250,00, sem desconto de contribuição previdenciária (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). 
Se antes dos “dois prefeitos” assumirem o comando da city muitos dos grevistas já haviam enxergado quem, no final das contas, “lucrou” com o desastroso movimento de 2011, hoje, então, nem se fala. Em exatos quatro meses, completados hoje, o governo que seria a “salvação” também do funcionalismo público, cortou as horas extras; demorou 64 dias para protocolar o abono na Câmara e mais 18 para liberar o projeto; demitiu mais de 80 Chefes de Serviços; prometeu abono integral também para os professores, depois disse que a categoria só merece a metade do benefício; não reajustou o vale-transporte e nem os auxílios saúde e alimentação; não pagou os 64 dias da greve; e não melhorou em nada as condições de trabalho dos funcionários. E o “Sindicato de Cabral” não abre a boca pra dizer um “a”. Já o “jegue” do “chefe de informática” tem a cara de pau de dizer que com os dois prefeitos os servidores voltaram a ser valorizados. Misericóóóóóóóóódia
Corre à boca miúda que para amenizar o desgaste entre os servidores, em vez da cesta de Natal, Moura pai mandou Moura filho dá MIL REAIS para cada funcionário público, no final de ano. Seria esta a surpresa anunciada pela diretora Aristéia Evaldo, que resolveu seguir direitinho a minha sugestão de falar menos e trabalhaaaaaaaaar mais (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)? MIL DE ABONO e agora provavelmente MIL DE PRESENTE DE NATAL, isso tá parecendo tabelamento de preço. Será que vai funcionar? Sei não, hein. O funcionalismo público em geral está feito gato escaldado: COM MEDO DE ÁGUA FRIA. Muito medo. Vamos aguardar.
Domingo, conheceremos o novo presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) da Cidade. O segundo turno entre o jornalista Miguel Samuel e Cícero José Januário promete ser acirrado, pois a diferença de um para o outro, no primeiro turno, dia 10 passado, foi apenas 9 votos. Caso Miguel vença o duelo, o PT tem tudo e mais um pouco para cair literalmente no colo do ex-prefeito Edson Moura (PMDB) e o partido pode despedir-se definitivamente do sonho de um dia governar a cidade.

Qualquer partido político aliado ao faraônico só faz o que ele mandar e com o PT não seria diferente. Agora, para isso acontecer não depende apenas do provável presidente Miguel. Moura precisará da maioria do diretório para transformar o PT no que ele sempre disse que o partido era: um “partidinho de merda” (palavras de Moura). Agora, o destino do PT está nas mãos de seus filiados. Que venha domingo (24).

O depoimento do secretário Renato Cardoso na “CPI da Saúde”, marcado para hoje, foi adiado pelo presidente da Comissão, vereador Tiguila Paes (PRTB).O vereador informou que o estudo encomendado sobre as questões que serão tratadas com o secretário não foi concluído a tempo. “Assim que marcarmos a nova data para ouvir o Secretário informaremos à imprensa”, afirmou o presidente. Por outro lado, a partir da próxima semana, a “CPI da Saúde” iniciará uma série de diligências em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e Hospital Municipal da city. “Os trabalhos estão apenas começando”, disse Tiguila.
Por hoje é só. Um fim de semana abençoado para todos nós, sempre sob a PROTEÇÃO DO NOSSO DEUS TODO-PODEROSO. Beijos e abraços apertados. Au revoir!

<imagem1>260268cc144fcf37fbc8251c6973e1a6.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima