Correio Paulinense

Paulínia, 21 de abril de 2024
Levantamento inédito vai quantificar negros e adeptos de religiões africanas em Paulínia

Última atualização em 14 de fevereiro de 2024

Luciana Marinho, diretora do Departamento de Direitos Humanos e Igualdade Racial da Prefeitura de Paulínia (PMP) – Foto: Rede Social

Vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania de Paulínia, o Departamento de Direitos Humanos e Igualdade Racial iniciou na última sexta-feira (9) o primeiro levantamento da população negra e dos adeptos de religiões de matrizes africanas da cidade. Dirigido por Luciana Marinho, o departamento explica que a iniciativa é imprescindível para  “o desenvolvimento de adequadas políticas públicas” voltadas a esses segmentos da sociedade paulinense.

A coleta de dados está sendo feita pela internet, através de dois formulários específicos, um com 35 perguntas e outro com 36 –  CLIQUE AQUI para se declarar negro, pardo ou indígena, ou AQUI se você é seguidor de alguma religião originária do continente africano. Qual o tipo de serviço de saúde que você utiliza?” e “Quais medidas você entende importantes para combater a discriminação religiosa?” são algumas perguntas feitas pelo departamento.

Em maio do ano passado, além do Departamento de Direitos Humanos e Igualdade Racial, Paulínia criou  (Lei Complementar nº 95/23) o Departamento de Inclusão Social e Diversidade, cuja diretora é a ex-vereadora Fábia Ramalho.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima