Correio Paulinense

Paulínia, 13 de julho de 2024
Lara Pértile reage à criação do departamento da diversidade de Paulínia

Última atualização em 31 de março de 2023

De autoria do prefeito de Paulínia, Du Cazellato (PL), o projeto de lei complementar (PLC) que cria o  Departamento  Municipal de Inclusão Social e Diversidade foi muito bem avaliado por Lara Pértile, do “Boca de Sissi” – Coletivo de Diversidade Sexual, Gênero e Direitos Humanos, grupo pioneiro na defesa dos direitos da população LGBTQIA+ da cidade, presidido por ela.

 


Procurada pelo Correio para comentar o PLC, a ativista e jornalista trans começou citando algumas conquistas importantes da comunidade LGBTQIA+ de Paulínia, nos últimos dois anos. “Em 2021, nós, do Coletivo Boca de Sissi, nos reunimos com a Secretaria de Saúde, até então administrada pelo ex-secretário Dr. Fabio Alves, e fundamos o primeiro Núcleo de Orientação à Saúde Sexual (NOSS), colocando a cidade como uma referência em tratamento hormonais para pessoas trans da RMC (Região Metropolitana de Campinas), relatou. 

Ainda segundo ela, tempos depois, a doutora Fabricia Campos, médica da rede pública municipal e responsável pelo NOSS, ajudou a redigir o Decreto 8.354/2023“DISPÕE SOBRE O USO DO NOME SOCIAL E O RECONHECIMENTO DA IDENTIDADE DE GÊNERO DE TRAVESTIS, MULHERES TRANSEXUAIS E HOMENS TRANS NO ÂMBITO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIRETA E INDIRETA -, baixado por Cazellato dia 18 de janeiro deste ano.

“Agora, com a criação desse novo Departamento, Paulínia não só dá um salto na luta pelos direitos humanos, como também se mostra disposta a trabalhar contra o preconceito social”, destacou ela, e completou: “Mas vale ressaltar que para o sucesso desse novo departamento precisamos não só de pessoas dispostas, mas pessoas que vivenciem e tenham bagagem para transformar essa luta individual em uma luta coletiva, envolvendo toda sociedade contra quaisquer tipos de preconceito.”

De acordo com Lara, o município não só tem potencial para se tornar referência no resguardo dos direitos humanos, como tem histórico de vitórias sociais, entre elas, as conquistadas pelo próprio Coletivo Boca de Sissi. “E a história nos mostra que não basta não ter preconceito, precisamos lutar contra ele diariamente, afinal, só assim vamos construir uma sociedade menos desigual e equânime”, concluiu.

Lembrando que, além do Departamento de Inclusão Social e Diversidade, o PLC que já tramita na Câmara Municipal de Paulínia (CMP) cria ainda o Departamento de Direitos Humanos e Igualdade Social, ambos vinculados à Secretaria Municipal de Cidadania e Justiça (SMCJ). 

CLIQUI AQUI e leia mais sobre o projeto inédito na história da administração pública municipal.

Mizael Marcelly
Fotos: Reprodução/Facebook

<imagem1>larapértile.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima