Correio Paulinense

Paulínia, 18 de maio de 2024
JUÍZA ELEITORAL ABRE PRAZO PARA ALEGAÇÕES FINAIS. Depois vem a sentença; Se perderem as liminares, perdem as “cadeiras”?; Cadê o respeito aos mais de 5 mil votos, Danilo? Exonerados!

Última atualização em 7 de novembro de 2014

[imagem] Boaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaarde meus amooooooooooores! Cadê o Semanário Oficial da City hein? Aqui em casa, não entregam o danado há pelo menos três meses. Por onde andam distribuindo os 30 mil exemplares do jornal oficial? Entre impressão (Jornal Cidade do Rio Claro) e distribuição (RCN de Campinas), o Semanário custa aos cofres públicos pouco mais de 1 milhão e 300 mil reais. Apesar dos 30 mil exemplares, garantidos no “expediente”, a tiragem real do tabloide que divulga os atos dos Poderes Executivo e Legislativo é uma incógnita, pois essa quantidade de jornal daria para forrar os quatros cantos paulinenses, tranquilo. 

No contrato entre a Prefeitura e a empresa que imprime não consta nada sobre tiragem semanal, mensal ou anual. No Portal Transparência da Prefeitura não aparece o Edital da contratação, feita por Moura Junior (PMDB), em dezembro do ano passado. Aí fica difícil de saber mais sobre esse bafo. Dá licença! Aliás, até a versão eletrônica apresenta problemas. Edição 1096, de 29 de outubro, não está disponível à população no site da Prefeitura. Ao clicar no link, dá “página não localizada”. Eita nós hein!
Falando no Semanário, a próxima edição deve vir recheada de exonerações. Segundo me contou um mourista antenado, Henrique Padovani e Pato Roco, diretores de Meio Ambiente, Flávio Rodrigo, diretor de Esporte, e a ex do secretário Wilson Machado (Indústria e Comércio) estão fora da administração Moura Junior (PMDB). Fala-se que o corte atingiu mais de dez “CC’s”, porém as demissões ainda não foram confirmadas, oficialmente.  Nenhuma notícia também sobre os substitutos dos supostos exonerados. 
Segundo meu “lindindinho” (uiiiiii!!!!..gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas) um dos motivos das exonerações teria sido o apoio dos exonerados ao tucano Aécio Neves. Oxi! Então, o secretário Arthur Freire e o presidente do PauliPrev Mário Lacerda, tucanos roxos nos dois turnos das eleições, estão lascados (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). E vem mais cortes por aí. Será que o prefeito Moura Junior também será substituído (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)?
A juíza eleitora de Paulínia, Marta Brandão Pistelli, abriu 5 (cinco) dias de prazo sucessivos, para as alegações finais do Ministério Público Eleitoral (MPE) e dos réus E.M.J, F.A.B.B, E.M. e S. Z. nas ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), que apuraram supostos crimes eleitorais praticados pelos acusados nas eleições de 2012. O despacho foi dado no último dia 30 e publicado ontem, dia 6, no Diário Eletrônico da Justiça Estadual Eleitoral. Hoje, dia 7, o MPE já pediu vistas dos processos, para fazer as suas alegações. Após as manifestações de todos, a meritíssima sentenciará “culpados ou inocentes”. Abreviei os nomes, em obediência à lei que rege a divulgação, pela imprensa, de processos que tramitam em segredo de justiça.
Já no próximo dia 12, com grandes chances de ser adiado para o dia 17 em diante, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral-SP) deve julgar dois processos contra o prefeito Moura Junior (PMDB) e o Vice Bonavita (PTB). Nesses, que não correm em segredo de justiça, eles são acusados de fraude, abuso de poder econômico e uso indevido do jornal Tribuna (Wilson Machado) e do site Alerta Paulínia (Arthur Freire), nas mesmas eleições 2012. Se perderem, as liminares que prefeito e vice conseguiram para continuarem nos cargos, são, automaticamente, derrubadas e eles devem deixar as cadeiras, enquanto recorrem ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Vamos aguardar!
Falando em cadeira, dizem que o queridíssimo Marquinho Fiorella (PP) já teria perdido a de Presidente da Câmara, a partir de janeiro que vem (claro), para o novato Edilsinho Rodrigues (PP). Edilsinho teria conseguido o apoio de pelo menos cinco colegas (Danilo Barros, Tiguila Paes, Gustavo Yatecola, Du Cazellato e Marquinho da Bola) para disputar o próximo comando legislativo. Além disso, o vereador conta com um apoio “familiar” muito forte, que pode provocar boas “gargalhadas” à quem apoiá-lo contra Fiorella (PP) e os demais apontados pré-candidatos ao cargo, como, por exemplo, o líder governista Sandro Caprino (PRB). Os vereadores que teriam bandeado para o lado de Edilsinho não andam nada contentes com o “peixe” presidente. Mas será que a base mourista enfrentará mesmo o todo poderoso e segundo prefeito, Edson Moura? Essa, eu pago pra ver. 
A Caixa Econômica Federal até disse (leia matéria) que vai reavaliar os cadastros das pessoas excluídas do Residencial Vida Nova, mas deixou bem claro que DIFICILMENTE A LISTA DE CONTEMPLADOS,  JÁ DIVULGADA PELA PREFEITURA, SERÁ ALTERADA. Ou seja, as chances de quem ficou de fora voltar são mínimas, segundo a declaração do banco. Vamos aguardar! 

Mais de 85 milhões de reais já estão devidamente reservados para a construção de um megacentro de convenções, através da PPP do Brasil 500. É mole? Enquanto isso, a dotação orçamentária da Habitação em 2015 será de MENOS 59 MILHÕES DE REAIS, em relação a este ano. Ou seja, mais da metade do que será gasto com uma obra infinitamente menos importante do que casas para quem precisa. Mais de 3 mil pessoas estão na fila de espera, mas o governo Moura Junior (PMDB) não está nem aí com elas. E pelo visto os vereadores mouristas devem aprovar mais esse descaso com a população pagadora de aluguel. 
O Orçamento 2015, onde consta a fortuna pública para mais uma obra faraônica, já está tramitando na Câmara e será votado pelos vereadores, até dezembro. Não é possível que somente a oposição questionará o governo Moura Junior (PMDB) sobre isso? Será que os vereadores mouristas vão fazer vistas grossas e aprovarem tamanha falta de compromisso do governo com setores essenciais à população? Por acaso, quem ainda não tem casa própria vai morar nessa peste de centro de convenções? “Acordem, Senhores vereadores aliados. As pessoas não os elegeram para isso, nobres colegas. Os senhores foram eleitos, justamente, para lutarem por casa, saúde, segurança, transporte e tudo o que povo precisa. Com que caras os senhores vão encarar os eleitores em 2016?”. 
O que chama a atenção é a autoconfiança dos “dois Prefeitos”. A PPP do Brasil 500sequer foi aprovada ainda, mas o “dinheirinho” público já está reservado no Orçamento. Isso significa que eles têm certeza que a despesa será aprovada, sem problemas, graças à maioria aliada na Câmara. Concordam? Enquanto isso, continua faltando remédios na rede, materiais básicos no hospital, a educação está como a saúde, ou seja, em frangalhos, funcionalismo público passando perrengue para receber salários e horas extras, e por aí vai. O caos é tão grande que até a campanha “Novembro Azul”, de combate ao câncer de próstata, foi cancelada na city, por falta de materiais para exames em pacientes masculinos, acima dos 40 anos (leiam a denúncia que fizemos ontem).  Até quando tudo vai continuar assim, hein? 
O ex-prefeito José Pavan Junior (PSB) foi massacrado pelos defensores da volta dos Moura ao poder, e agora, todos eles se calam diante da tragédia político-administrativa vivida pela city. O espirituoso pode não ter feito um governo 100%, porém, ninguém nunca viu as atrocidades que estamos vendo hoje e pior: praticadas por um governo idolatrado  e dito como o “salvador da pátria Paulínia”. Se não fosse o espirituoso ter criado o PAS (Programa de Ação Social), nem cesta básica as pessoas necessitadas estariam recebendo, pois eles acabaram com Caco, com AIJ, com tudo que favorecia os mais carentes. 
Até hoje, este governo caloteiro não repassou a verba enviada pelo governo federal para a APAE e Casa do Menor. Em setembro passado, mais precisamente no dia 11, tanto o secretário de Finanças, Marcelo Barraca, como a secretária de Promoção Social, Clélia Moraes, prometeram (por escrito) resolverem o problema em uma semana. Semana passada, outra vez, questionei Barraca sobre o assunto, mas ele não respondeu nadica de nada.

Já esta semana, a secretária Clélia respondeu, na maior cara de pau, que o CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social), presidido por ela, discutirá o problema na reunião ordinária do próximo dia 12. É um absurdo. Esse povo não está nem com a palavra empenhada à população. Uma hora dizem uma coisa, depois outra e não estão nem aí. O que importa é compactuar com as safadezas dos “prefeitos” contra o povo e receber os excelentes salários, pagos pelo povo, todos os meses.  Falta de vergonha, sem precedentes.

E a Câmara Municipal, que aprovou a abertura do crédito adicional para as entidades receberem o dinheiro vindo de Brasília não faz ABSOLUTAMENTE NADA. Cadê a luta do líder de governo Sandro Caprino (PRB) pela população? Cadê o respeito do vereador Danilo Barros aos mais de 5 mil votos paulinenses que ele recebeu para deputado estadual? Enfim, será que não sobrou nada do compromisso que os vereadores aliados assumiram com a população, antes de se jogarem, vergonhosamente, no colo deste governo extremamente maldoso com as pessoas? Pelo visto, não sobrou quase nada. 
Bem, agora, está sobrando espaço na minha barriga faminta, para o frango que a minha amada irmã Marli Marcelly acabou de fazer. Um fim de semana fenomenal, com muita saúde, paz, amor e chuva para amenizar a seca. NOSSO SENHOR JESUS CRISTO NOS PROTEJA DE TODO MAL, AMÉM! Beijos e abraços. Au revoir!
Foto: Ilustração

<imagem1>7c1e1baf48b8d94c81e438bfbca7e953.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima