Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
FIORELLA ou CAPRINO? Na corrida pela próxima Presidência da Câmara os “queridinhos” dos Moura encontram resistências entre a maioria dos colegas. Eleição acontece até 15 de dezembro!

Última atualização em 28 de agosto de 2014

[imagem] Boaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaarde meus amooooooores! Uma “gaivota” na prefeitura da city me escreveu que os peixes do aquário do Velório Municipal estão sem ração há duas semanas. Aí, foram cobrar providências do secretário de Obras e Serviços Públicos, Eduardo Ferreira, responsável pelo setor, e ele teria argumentado: “não está tendo dinheiro nem para comprar a merenda escolar”. Eitaaaaaaaaa!!! Já a assessora especial Simone Moura teria designado três contratadas da Corpus, para o Centro de Distribuição de Medicamentos. Função das meninas: REBATER AS CRÍTICAS FEITAS AO GOVERNO DO PRIMO DA ASSESSORA NO FACEBOOK. Será que isso é verdade mesmo? A “arara azul” disse que uma das moças estava no PAS, mas como uma funcionária de lá ameaçou denunciar, Simone devolveu a colaboradora para o recinto dos remédios. É cada coisa!

Fiquei sabendo que um vereador fotografou as telhas da Câmara que Fiorella (PP) mandou trocar, para constatar se a troca realmente é necessária. Eitaaaaaaaaaaa!!! Falando no “peixe”, enquanto temas como fechamento de escolas, “PL do Menezes”, exonerações de secretários municipais, entre outros, dominam os debates por aí, a temperatura da corrida pela próxima Presidência da Câmara da City continua subindo, nos gabinetes legislativos.

Tudo sempre apontou para uma disputa polarizada entre Fiorella (PP) e Sandro Caprino (PRB), entretanto, a última novidade é que os dois são reprovados pela maioria dos vereadores. O nome do vereador Edilsinho Rodrigues (PPS) seria a terceira opção “presidenciável”, mas o 1º Secretário da Mesa também enfrenta resistência, entre os colegas, para o cargo principal. 

Segundo apurei, os Moura (pai e filho) tendem (e muito) apoiar a reeleição de Fiorella (PP), mas, por outro lado, esbarram na “obrigação” de reconhecerem o autossacrifício do líder Sandro Caprino em defesa do governo. Pessoas próximas ao vereador relatam que ele deseja sim entrar para a galeria dos Presidentes do Legislativo Municipal e, por isso, “defende o indefensável”, custe o que custar, politicamente falando. Já Fiorella (PP), pela segunda vez no cargo, é raposa velha, conhece o riscado e sabe como articular, para alcançar mais um biênio à frente da Câmara.

A única coisa que, talvez, pese contra o “peixe” é a vontade de disputar a Prefeitura, em 2016. Um terceiro mandato à frente da do Legislativo, ainda mais em ano eleitoral (2016), só fortaleceria Fiorella (PP), em todos os aspectos, coisa que não agrada nada Moura pai, cuja característica maior é manter todo mundo sempre abaixo dele.  
Agora, independente da experiência de um e inexperiência do outro, ambos precisam colocar as barbas de molho, pois nesse tipo de coisa Moura pai tem mostrado, ao longo dos anos, que não merece nem o “c” de confiança, quanto mais a palavra inteira. Ele faz o caboclo acreditar que “será o próximo”, o besta saí da sala já se sentindo “presidente”, defende tudo de errado, se lasca politicamente, e depois “entra com a bunda” e o faraônico “com os pés”. Em 2013, ele prometeu apoiar Simeia Zanon, na época do PSDC, à Presidência da Câmara e depois lançou Custódio Campos (PT), em cima da hora. Lembram disso? A eleição da nova Mesa Diretora da Câmara acontece até o dia 15 de dezembro.
Simeia, com total razão, votou em Fiorella (PP), ajudando derrotar o “queridinho” de Moura, e ouviu cobras e jacarés dos mouristas presentes na sessão da eleição, que entrou para a história, em termos de baixaria e tentativas de agressões. Lembram da atual secretária de Turismo, Glaucieli Mortari surtada, distribuindo palavrões e querendo partir para cima de Simeia e Valadão?  Na época, informações apontavam que o cargo havia sido prometido também para o iniciante Caprino (PRB). Pois é!
Enquanto a APAE da City continua com apenas uma parcela de R$ 24 mil recebida da Prefeitura, até agora, a capoeira da Rainha do Engenho já recebeu R$ 118 mil, dos R$ 197 mil empenhados para a entidade este ano. O presidente da Rainha é o renomado Mestre Domingos, amicíssimo do vereador Sandro Caprino (PRB), que batalhou para a subvenção da entidade passar de R$ 80 mil em 2013 para quase R$ 200 mil este ano. Outro dia, Caprino (PRB) esteve na “Rainha” distribuindo o leite especial doado pelo governo estadual e, segundo as informações que recebi, teria caído na besteira de dizer à uma munícipe que o projeto era dele, mas a mulher disse saber que era do Estado. Será que ele ficou vermelho? 

Enquanto Moura Junior (PMDB) cruzou os braços e quer mais que a APAE da City se lasque, a entidade intensifica ações de arrecadação de fundos, para manter os alunos excepcionais nas salas de aulas. Neste domingo, dia 31, no salão da APAE (Vila Bressani) acontece uma megafeijoada beneficente. O convite individual custa R$ 25,00, com show da queridíssima dupla Lucas e João Ítallo, além de um show de prêmios. Mais informações, liguem para 3844.7221.
Um fim de semana resplandecente, cheio de coisas e atitudes boas, pois NOSSO PAI CELESTIAL CONTINUARÁ NOS ABENÇOANDO E PROTEGENDO. Beijos, beijos, abraços, abraços. Au revoir!

<imagem1>d68029f8a52194568e7de0fcbb877f1d.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima