Correio Paulinense

Paulínia, 29 de maio de 2024
Entrevista sobre “Febre Amarela”: SECRETÁRIO JÁ FOI ACUSADO DE DESVIAR VACINA CONTRA A DOENÇA PARA SUA CLÍNICA PARTICULAR, em Hortolândia!!!

Última atualização em 27 de janeiro de 2017

Boaaaaaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaarde, meus amoooooooooores!!! “Ele foi sarcástico e insensível”. Assim, uma internauta definiu a atuação do secretário de Saúde de Paulínia George Burlandy, na entrevista à EPTV/Campinas, terça-feira (24), sobre dois casos suspeitos de febre amarela registrados na city. Uma das vítimas, a professora da EMEF Caputti (Jardim Planalto) Jo Guardia, de 47 anos, teria contraído a doença durante uma viagem a Minas Gerais. Ela acabou falecendo no Hospital das Clínicas da Unicamp, em Campinas. Uma sobrinha de Jo, que estava com ela na viagem, foi atendida no Centro Médico, de Barão Geraldo, mas já recebeu alta.  A morte repentina da professora comoveu a rede de educação da city   alunos, professores e diretores lamentaram nas redes sociais. 
Particularmente, achei Burlandy despreparado para encarar um “link ao vivo”. Meeeesmo o secretário não sendo da city, como não é a maioria do secretariado atual, a professora e a sobrinha dela são. Já que ele aproveitou para fazer um “merchan” básico do prefeito, logo no início da entrevista, que fizesse, então, transmitindo as condolências de Dixon (PP) às famílias das moças e dissesse que a administração estaria à disposição para auxiliar no que fosse preciso – teria sido mais “politicamente correto”. 
Embora dentro do contexto da frase “só nos preocupa as pessoas que vão viajar para Minas Gerais”, ter se referido à Jo e sobrinha como “essas duas” não pegou bem, meeeeeesmo. Uma falha que poderia perfeitamente ter sido evitada, se Burlandy, antes de entrar ao vivo na EPTV/Campinas, tivesse levantado, ao menos, o nome da conhecida professora municipal. Era o mínimo que ele poderia ter feito, concordam? Outro comentário totalmente “sem noção” feito pelo secretário: “Foram (Jo e sobrinha) andar pelas matas lá de Minas Gerais e nas matas fizeram lá suas caminhadas, cachoeira, trilha, e se contaminaram de alguma coisa que a gente nem sabe se é febre amarela”. Sem contar que ele ainda soltou um “seje” durante a entrevista. Misericórdia!!!.
Mas esta não é a primeira vez que o Doutor Burlandy se envolve numa polêmica sobre a febre amarela.  Em 2000, quando era Secretário de Saúde de Hortolândia, de onde foi “importado” por Dixon (PP) para Paulínia City, o médico foi acusado de desviar para a sua clínica particular, a Sued, 1,3 mil doses de vacina contra a doença, enviadas pelo Ministério da Saúde para a campanha municipal de imunização.  A denúncia foi feita pelo jornal TodoDia, de Americana. O caso aconteceu no mês de fevereiro e, ao jornal, Burlandy negou que a vacinação em sua clínica fosse uma “promoção pessoal” dele, já que era pré-candidato a vereador de Hortolândia, naquele ano, pelo PSDB.
Segundo a reportagem, em apenas um dia, 700 hortolandenses foram vacinados contra a febre amarela, na clínica de Burlandy, inclusive, com ajuda de dois servidores públicos de Hortolândia. “Estou como diretor da clínica, mas não atuo lá. A clínica é dirigida por outros médicos e foram eles quem pediram para a vacina ocorrer lá. E eu não vejo nenhum problema nisso. Isso não tem nenhuma intenção política”, afirmou ele, à época. O caso foi informado à Direção Regional de Saúde (DIR), que reprovou a vacinação fora dos postos de saúde de Hortolândia, além de negar ter autorizado tal procedimento pela clínica Sued, como, segundo o TodoDia, teria afirmado Ana Paulino Lyra Cavalcante, médica da rede saúde de Hortolândia, e sócia (na clínica) de Burlandy. 
Após a denúncia exclusiva do TodoDia, a DIR determinou que a Secretaria Municipal de Saúde de Hortolândia suspendesse a vacinação na clínica de Burlandy, com as doses que deveriam ser aplicadas, exclusivamente, pela rede pública municipal. À época, na segunda reportagem sobre a polêmica, o TodoDia afirmou que o caso poderia ser investigado pela Secretaria Estadual de Saúde, a pedido do Ministério da Saúde. E, Burlandy foi eleito vereador, em 2000? Foi, com 1.811 votos, e reeleito nas duas eleições seguintes – 2004 e 2008. Em 2012 e 2016 ele disputou a Prefeitura de Hortolândia, mas, nas duas vezes, foi reprovado nas urnas pela população. Pois é, cada secretário de Dixon com suas “curiosidades”. 
Após mais de 20 dias sem receber nada de dados sobre “receitas e despesas” públicas, o Portal da Transparência de Paulínia City, finalmente, voltou a ser alimentado, ontem (26), pela Secretaria Municipal de Finanças do governo Dixon (PP). Sobre o período de “transparência zero”, até hoje, o secretário da pasta Valmir Ferreira não deu nenhuma satisfação pública.  Prometeu, mas não cumpriu. Será que os Secretários de Dixon (PP) sabem que suas atitudes refletem, positiva ou negativamente, na imagem do Governo? Acho que até devem saber, mas se o próprio Dixon (PP) não se preocupou com esse “detalhe” (imagem), ao nomear “certos” nomes para Secretários, os próprios secretários é que não vão se preocupar com isso, meeeeesmo.
Falando em Dixon (PP), se cada visitante ilustre que já visitou o Gabinete do Paço Municipal, desde o dia 1º do mês, ajudar, efetivamente, a atual administração, todos os problemas da city serão resolvidos em pouquíssimo tempo – sonha Alice!!!  Sexta-feira (20), esteve por aqui o Secretário Nacional de Esportes, Educação, Lazer e Inclusão Social Leandro Cruz Fróes da Silva. Acompanhado pelo secretário local, Caio Carneiro, Leandro visitou, entre outros locais, os ginásios do Monte Alegre, Centro e João Aranha. Segundo a assessoria de Dixon (PP), o secretário nacional assumiu o compromisso de “ajudar” a city a “recuperar os equipamentos esportivos” que estão detonados, há vários anos. Tomara!!!
Já na segunda-feira (25), foi a vez de Arlon Viana, Chefe do Gabinete Regional da Presidência da República, em São Paulo, ser recebido pelo prefeito. “Durante o encontro, discutimos importantes projetos para a cidade. Apesar de todas as dificuldades enfrentadas neste primeiro momento, temos certeza de que estamos caminhando na direção certa. Contar com o apoio do Governo Federal é para nós condição de fundamental importância para, juntos, fazermos Paulínia voltar a crescer”, escreveu Dixon (PP), em sua página no Facebook. Depois dessa, não duvido nada, o próprio Michel Temer também pintar no pedaço, qualquer dia desses.
O mais curioso é que estão discutindo projetos para a city só com os visitantes ilustres, e ainda por cima, não divulgam nada para ninguém. Com a população meeeeeeeeeeeesmo, até agora, nada. Na posse, onde alguma coisa poderia ter sido dita, fizeram um culto – “toca o louvo número 3” – totalmente fora de propósito. Enquanto isso, os dias vão passando, e nenhuma medida efetiva, em alguma área da city foi, no mínimo, anunciada. Se alguém souber de alguma me avise, por favor. 
Bem, por hoje, é isso. Um fim de semana deslumbrante para todos nós, sobretudo, com muita saúde, paz e proteção de NOSSO SALVADOR. Muuuuuuuuuuitos beijos e abraços. Au revoir!!!
Foto: Reprodução/EPTV Campinas

<imagem1>georgeburlandy_secretáriodesaúdedepaulínia.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima