Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
DO PRÓPRIO BOLSO: Pavan (1º), Tuta (2º) e Dixon (3º) gastaram quase R$ 2,5 milhões na disputa pela Prefeitura de Paulínia City

Última atualização em 22 de novembro de 2016

Booooooooa taaaaaaaarde, meus amooooooooores!!! O processo de análise das contas eleitorais continua rendendo muitos “debates” nas redes sociais – cada despacho do meritíssimo Carlos Eduardo Mendes, publicado pelo Correio, é um “evento”. Como sempre, muitos comentam sem fundamento algum, outros apenas aproveitam e defendem seus empregos na máquina pública municipal. Faz parte. Continua sendo importante frisar que, até o presente momento, nenhum candidato a Prefeito da City teve suas contas eleitorais julgadas APROVADAS ou DESAPROVADAS pela Justiça Eleitoral. Todas ainda estão sendo analisadas pelo corpo técnico à disposição do juiz e do Ministério Público Eleitoral (MPE).
Pelas regras, a prioridade é julgar as contas dos candidatos eleitos a Prefeito, Vereadores e Suplentes de Vereador, pois estamos a menos de um mês da diplomação, dia 19 de dezembro, na Câmara Municipal. Até o presente momento, a Justiça Eleitoral julgou APROVADAS as contas de sete vereadores – Xandynho Ferrari (PSD), Fábia Ramalho (PMN), Loira (PSDC), Zé Coco (PV), João Pinto Mota (PSDC), Edilsinho Rodrigues (PSDB) e Marquinho Fiorella (PSB). 
E falando em contas, os três principais candidatos a Prefeito de Paulínia, juntos, gastaram R$ 3.439.329,43 (três milhões, quatrocentos e trinta e nove mil, trezentos e vinte e nove reais, e quarenta e três centavos) na campanha eleitoral deste ano. – o teto individual estipulado pela Justiça Eleitoral foi R$ 2.954.619,98.

Segundo dados do TRE-SP, o espirituoso Pavan (PSDB) perdeu nas urnas, mas ganhou nos gastos: quase R$ 1,5 milhão. Em segundo, o terceiro colocado na disputa Tuta Bosco (PPS), com R$ 1,2 milhão de despesas. E, em terceiro, o primeiro colocado nas urnas, Dixon Carvalho (PP), com uma campanha de quase R$ 760 mil gastos.

No ranking de gastos com dinheiro do próprio bolso a classificação é a mesma: Pavan (PSDB) R$ 948 mil, Tuta (PPS) R$ 836 mil, e Dixon (PP) R$ 681 mil.  Por enquanto, apenas a origem do dinheiro gasto por Dixon está dando bafafá. O juiz eleitoral da city mandou notificar bancos para apresentarem extratos do prefeito eleito, a fim de esclarecer supostas “inconsistências” financeiras encontradas na prestação de contas do pepista.

A principal dúvida da Justiça Eleitoral, ao meu ver, é como o candidato declarou um patrimônio pessoal de “X” e aplicou “Y” na campanha, do próprio bolso (leia). Mas, sempre é bom lembrar que, Dixon (PP) está respondendo tudo, assim como estão fazendo outros eleitos (vereadores), cujas contas tiveram pontos questionados pela Justiça Eleitoral.

Os outros quatro ex-prefeitáveis – Adriano Moura (PMDB), Kielson Prado (PMB), Daniel Messias (PCO) e Roberto Yamada (PSOL) – gastaram “quase nada”. Aliás, segundo o TRE-SP, Yamada gastou R$ 9.746,50 e Adriano R$ 5.197,20, totalizando R$ 14.943,70. Para Daniel Messias o sistema eleitoral não mostra nenhum valor arrecadado ou gasto, porque, segundo o próprio ex-candidato, ele não gastou um centavo. “Só fiz campanha nas redes socais”, afirmou ele, que, mesmo assim, informou ter prestado contas, como determina a legislação. Por fim, Kielson declarou R$ 2.250,00 arrecadados, R$ 872,00 em despesas contratadas, mas o campo “despesas pagas” aparece zerado.
Mudando de assunto, hoje (22)  tem sessão, a partir das 18h30m. Na “Segunda Parte, Ordem do Dia” apenas a votação final do projeto de lei que cria o Fundo Municipal dos Direitos dos Idosos, de autoria do espirituoso Pavan (PSDB), e outro, em primeira discussão, do vereador Gustavo Yatecola (PTdoB) declarando de utilidade pública o Grupo Escoteiro Neemeias. A expectativa é de uma sessão tranquila, sem debates acalorados e plateia cheia, como ocorreu na última, dia 8. Aquela, foi bafo. Aliás, andaram dizendo que a Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Cláudia Pompeu usaria a Tribuna Livre hoje, mas a suposta “apresentação dela” não consta na pauta, como acontece toda vez que alguém se inscreve para o usar o espaço legislativo. 
Em tempo, ao contrário do que afirmei em uma das colunas passadas, a Câmara já realizou “workshop” para vereadores eleitos em disputas anteriores a deste ano. Foi durante as gestões na Diretoria Geral da Casa da minha amaaaaaaaaaaaada Mônica Moura e do queridíssimo Doutor Lysias. Mas a sugestão para atual direção da Casa fazer o mesmo continua de pé.
Nono colocado na disputa pela Câmara deste ano, com 1.009 votos, o amaaaaaado Loira (PSDC), nascido Antônio Miguel Ferrari, anda muito comentado nas redes sociais, por conta de um caso ocorrido em 2012. Naquele ano, suspeito de usar uma funcionária de seu gabinete como empregada doméstica, em sua casa, ele foi afastado do cargo e teve os bens bloqueados pela então juíza da 2ª Vara de Paulínia, Marcia Yoshie Ishikawa
Ontem (21), o respeitado advogado Dauro Machado me atualizou sobre o processo, que ainda tramita na instância local. Segundo ele, a ação está em fase de instrução e ainda não foi realizada audiência. “E a instrução será de grande importância, pois, ao final, restará demonstrado a ausência de qualquer irregularidade praticada (por Loira), e que a citada ação deverá ser julgada totalmente improcedente”, afirmou, por e-mail. Nos autos consta um pedido para produção de prova pericial, no entanto, segundo a defesa de Loira, “o mesmo somente será analisado posteriormente” – à uma eventual audiência. Prontos, meus amores, vocês também estão atualizados sobre o assunto.
Para finalizar, uma fonte me contou há pouco que, hoje (22), um carro roubado na vizinha Sumaré foi localizado na city, porém a guarda municipal não tinha viatura disponível para ir atender a ocorrência. Eita peste!!!
Por hoje, é só. Uma semana recheada de glórias e muito PROTEGIDA POR NOSSO PAI, TODO PODEROSO. Muuuuuuitos beeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaaços. Au revoir!!!
Foto: Internet/Ilustração

<imagem1>gastodecampanha.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima