Correio Paulinense

Paulínia, 19 de maio de 2024
Dixon (PP) oferece reajuste parcelado do vale-alimentação, segundo sindicato

Última atualização em 26 de abril de 2017

A presidente do STSPMP (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Paulínia), Cláudia Pompeu, divulgou um resumo da reunião da entidade com o prefeito Dixon Carvalho (PP), nesta terça-feira (25), no gabinete do Paço Municipal. Na página da entidade no Facebook, a sindicalista disse que tratou da Campanha Salarial 2017, cuja data-base é dia 1º de maio, e de reivindicações já conhecidas dos servidores associados. 
Segundo Pompeu, após frisar as dificuldades financeiras pelas quais, segundo ele, o município vem passando, Dixon (PP) ofereceu um reajuste salarial abaixo do IPCA (Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo), dos últimos 12 (doze) meses, conforme determina a Lei da Data-Base da categoria pública municipal. “Diante do exposto (pelo prefeito), a diretoria do nosso Sindicato sustentou a necessidade do reajuste total com base no IPCA –, diante das perdas salariais que já estão sendo suportadas pela categoria”, informa a sindicalista.
O STSPMP também reivindicou a necessidade de reajustar os valores dos auxílios alimentação, saúde e transporte da categoria. De acordo com Pompeu, Dixon (PP) ofereceu um reajuste R$ de 300,00 no vale-alimentação, em parcelas de R$ 50,00 (cinquenta reais) até novembro.  Já os valores dos demais auxílios permanecem como estão. “De acordo com o prefeito, a Administração vive um momento de fortes limitações no Orçamento. Mas ele se comprometeu a realizar estudos mais aprofundados para avaliar a possibilidade dos reajustes nos adicionais de saúde e transporte”, afirma Pompeu.

Greve 2011
Sobre o pagamento dos dias parados em 2011, tema de carta-compromisso entregue à categoria, pelo então candidato a prefeito Dixon Carvalho (PP), durante a corrida eleitoral do ano passado, a presidente do STSPMP informou o seguinte: “Foi colocada também em pauta, pela direção do Sindicato, a questão do pagamento dos dias parados da greve. Sobre isso, o prefeito informou que a Administração está realizando um estudo jurídico sobre o processo e a viabilidade do pagamento, para poder propor uma conciliação, sendo constada a legalidade”. 

Foto: Ilustração

<imagem1>STSPMP_paulínia.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima