Correio Paulinense

Paulínia, 20 de julho de 2024
Defesa entra com recurso especial eleitoral para manter Dixon no cargo

Última atualização em 25 de outubro de 2018

Já está na mesa do desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), o recurso especial eleitoral (RESpe) contra a cassação do mandato do prefeito e vice de Paulínia, Dixon Carvalho (Progressistas) e Sandro Caprino (PRB), como o Correio havia adiantado.
O RESpe foi distribuído na tarde desta quinta-feira (25) e será admitido ou não por decisão monocrática do presidente Padin. O Correio apurou que o recurso deve ser rejeitado. Na sequência, por força de agravo regimental, o Respe será encaminhado ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em Brasília. Dixon (Progressista) tentará uma liminar (decisão provisória) no TSE para permanecer no cargo, até o julgamento final do caso.
Cautelar negada
A própria Justiça Eleitoral reconhece que o vice-prefeito Sandro Caprino (PRB) não teve nenhuma participação nas ilegalidades (abuso de poder econômico e captação ilícita de dinheiro) praticadas, segundo o Ministério Público Eleitoral (MPE), pelo prefeito Dixon (Progressistas) na campanha política de 2016. 
Entretanto, Caprino (PRB) também teve o mandato cassado porque foi beneficiado pelo ato de abuso de poder econômico atribuído ao companheiro de chapa, que, por lei, é indivisível. Terça-feira (23), o vice-prefeito tentou diretamente no TSE suspender a cassação dele, até o julgamento do recurso especial eleitoral, mas o pedido foi negado pelo ministro Edson Fachin, em decisão divulgada hoje (25).

Foto: Reprodução/Internet  

<imagem1>presidentedoTRE-SP.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima