Correio Paulinense

Paulínia, 15 de junho de 2024
Danilo Barros reage à “enquete para prefeito” e diz que não conseguiu votar

Última atualização em 13 de janeiro de 2024

Nos bastidores da sucessão, o secretário e ex-vereador é apontado como o “preferido” de Du Cazellato ao posto de candidato governista à prefeitura este ano – Foto: Reprodução/Instagram 

“Eu até cliquei no meu nome, mas eu não consegui votar, não consegui computar o meu voto. Passei  pra minha esposa, que tava do meu lado, ela também não conseguiu, larguei mão disso”, afirmou Danilo Barros, secretário de Governo, em vídeo postado nas redes sociais, sobre a enquete “Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para prefeito de Paulínia?”, que está rodando no site Ferendum.

Criada há três dias, por “Cidadão Paulinense”, a sondagem recebeu pouco mais de 9 mil visitas e 1.449 votos, até a finalização desta matéria. Os nomes pesquisados são (pela ordem do questionário): Nani Moura, Sargento Camargo, Danilo Barros, Fábio Valadão, Tuta Bosco, Dirceu Dalben, Priscilla Bittar, Edilsinho Rodrigues e Robert Paivaveja resultado parcial no final da matéria.

Para Barros, alguns nomes ficaram de fora da lista de sondados. “Tem nomes que estão faltando ali, inclusive pra prefeito.  O nome do prefeito Du Cazellato não está ali”, ressaltou. O atual prefeito de Paulínia foi eleito em 2019 e reeleito em 2020, o que, em tese, impede que ele dispute um terceiro mandato consecutivo, já que a Constituição Federal (CF) prevê apenas uma reeleição para cargos majoritários – presidente, governador e prefeito.

Na sequência, o secretário municipal sugere que os números da enquete não correspondem à realidade. “É uma enquete, assim, aleatória, que não corresponde a pesquisas, a qual eu já tive acesso, não tem nada a ver com o que tá acontecendo aí. É simplesmente uma enquete. Então, só quero deixar isso  claro: não é pesquisa eleitoral, são enquetes. Não se animem ou não se desesperem por causa dessa enquete”.

Enquete x Pesquisa

“Enquete ou sondagem eleitoral não é a mesma coisa que pesquisa eleitoral. Enquanto a pesquisa deve seguir os rigores dos procedimentos científicos, a enquete apenas faz a sondagem da opinião dos eleitores”,
explica o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e alerta: “No período de campanha eleitoral  (a partir de 15 de agosto), é proibida a realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral”.

Já a divulgação de pesquisas eleitorais, previamente registradas na Justiça Eleitoral, está liberada desde o primeiro dia de 2024. O TSE  disponibiliza dados dos levantamentos  na página PesqEle

Resultado parcial da enquete, por ordem de “votação”, até às 16h05 deste sábado, 13 de janeiro de 2024:

Quantidade de participantes: 1.449 pessoas

Nani Moura –  534 (36.9 %)
Dirceu Dalben – 305 (21.0 %)
Priscila Bittar – 216 (14.9 %)
Danilo Barros – 167 (11.5 %)
Edilsinho –  90 (6.2 %)
Sargento Camargo – 58 (4.0 %)
Fabio Valadão – 37 (2.6 %)
Tuta Bosco – 33 (2.3 %)
Robert Paiva – 9 (0.6 %)

Fonte: Ferendum
Enquete: Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para prefeito de Paulínia?

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima