Correio Paulinense

Paulínia, 15 de junho de 2024
Cazellato (PSDB) nomeia novos diretores para o Instituto Pauliprev

Última atualização em 24 de novembro de 2018

O prefeito interino de Paulínia, Du Cazellato (PSDB), fez novas alterações no quadro executivo do Instituto Pauliprev. Douglas Henrique Municelli, controlador interno concursado do Instituto, foi nomeado para a diretoria administrativa, antes, ocupada por Adriana Rodrigues, esposa do ex-secretário de Educação, Luciano Bento Ramalho
A nova diretora de Previdência e Atuária é Beatriz de Lourdes Nascimento Borlinia, servidora pública de carreira. Ela substituiu Francinete Oliveira de Souza, nomeada por Cazellato (PSDB) para a chefia de gabinete da Secretaria de Recursos Humanos da prefeitura.  Na semana passada, o prefeito nomeou Nívia Carla da Fonseca, também servidora pública, diretora presidente do Pauliprev, no lugar de Sergio Henrique Balbino
Da antiga gestão, Marina Aparecida de Oliveira Silva, nomeada em junho passado pelo prefeito cassado Dixon Carvalho (Progressistas), permanece na diretoria financeira do Pauliprev. As mudanças na direção executiva do Instituto fazem parte do plano de Cazellato (PSDB) para entregar o controle e a administração do Instituto a servidores públicos de carreira, escolhidos pela própria categoria. 
Nomeações na Prefeitura
Entre terça-feira (20) e quarta-feira (21), Cazellato (PSDB) nomeou cinco assessores especiais. No último dia 13, ele exonerou 19 integrantes da assessoria especial do prefeito cassado Dixon Carvalho (Progressistas), que, por ano, custavam mais de R$ 2 milhões aos cofres públicos municipais. 
Assessor especial não está entre os 21 tipos de cargos comissionados que o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) proibiu a Prefeitura de Paulínia de contratar. Todos os 295 ocupantes dos cargos proibidos pelo TJSP – Ouvidor Geral, Superintendente, Controlador Geral, Assessor Técnico de Gabinete (I e II), Assistente de Gabinete, Diretor de Departamento, Diretor de Departamento Técnico, Diretor de Departamento Clínico, Chefe de Divisão, Chefe de Núcleo, Chefe de Equipamento (I, II, III, IV E V), Chefe de Enfermagem, Coordenador de CREAS, Coordenado de CRAS, Ouvidor do SUS e Auditor do SUS – foram exonerados por Cazellato (PSDB). De acordo com o tribunal, esses cargos só podem ser preenchidos por servidores concursados, ou através de novo concurso público.
Cazellato (PSDB) nomeou, também, a secretária adjunta da pasta municipal de Saúde, Tania Maria Cunha Romano Capelini, como adiantou o Correio, e a chefe de gabinete da secretaria de Assistência Social, Rita Coelho
Já o secretariado municipal segue incompleto, pois, o prefeito ainda não definiu os novos titulares das pastas de Governo, Chefia de Gabinete, Segurança Pública, Administração, Defesa Civil, Negócios da Receita e Desenvolvimento Econômico.  A expectativa era de que Cazellato (PSDB) anunciasse os nomes esta semana, o que não ocorreu.

Foto: Arquivo

<imagem1>pauliprev-Paulínia.JPG</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima