Correio Paulinense

Paulínia, 13 de julho de 2024
Cassação de Dixon no TSE ficará com relator da Lava Jato no STF

Última atualização em 25 de outubro de 2018

Quando chegar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o recurso especial eleitoral (Respe) do prefeito de Paulínia, Dixon Carvalho (Progressistas), contra a cassação do mandato dele e de seu vice, Sandro Caprino (PRB), ficará sob a relatoria do ministro Luiz Edson Fachin, que também faz parte do Supremo Tribunal Federal (STF), onde é o relator da Lava Jato.
Na manhã desta quinta-feira (25), o TSE publicou a primeira decisão de Fachin relacionada ao caso do prefeito e vice de Paulínia.  Ele negou o seguimento da ação cautelar ajuizada pela defesa de Sandro Caprino (PRB), que visava a suspensão dos efeitos da sentença que cassou o mandato do vice-prefeito. 
De acordo com a Justiça Eleitoral, Caprino (PRB) não teve nenhuma participação nas ilegalidades (abuso de poder econômico e captação ilícita de dinheiro) praticadas, segundo o Ministério Público Eleitoral (MPE) de Paulínia, pelo prefeito Dixon (Progressistas) na campanha política de 2016, mas como, por lei, a chapa (prefeito e vice) é indivisível ele também perde o mandato.

Foto: Reprodução/Andressa Anholete/AFP

<imagem1>ministroFachin_relatorprocessosTSEPaulínia.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima