Correio Paulinense

Paulínia, 21 de abril de 2024
Caso KIKO (PRB) e ALIADOS “ABJETOS” DE DIXON; MAURO TORRES no centro da nomeação de Secretários; CADÊ A LISTA DA BOLSA DE ESTUDOS? Nova Diretora do Pauliprev!

Última atualização em 23 de junho de 2018

Booooooooooooooooooa taaaaaaaaaaaaaaaaaaarde, meus amoooooooooooooooooooores.  O queridíssimo Kiko Meschiatti (PRB) e o empresário Mauro Domingos Torres Junior estão no centro das atenções políticas da city, cada um, na proporção da polêmica que os envolve. Kiko (PRB) está sendo bombardeado por aliados “abjetos” do prefeito Dixon (Progressistas), devido à fase judicial que o vereador está passando. Mauro Torres está sendo muito criticado pela nomeação de Leonardo Viu Torres, irmão dele, para a pasta municipal de Habitação (VEJA). 
Vou começar pelo caso Kiko (PRB). Atacar o opositor para tentar não ficar sozinho na vala em que se encontra é o mínimo que se esperava dos cupinchas de um prefeito investigado pela Polícia Federal (PF), Ministério Público (MP), Gaeco (Grupo de Ação Especial contra o Crime Organizado), Procuradoria Geral de Justiça e Câmara de Vereadores, suspeito de crimes como superfaturamento e direcionamento em contratos públicos, enriquecimento ilícito, compra de votos, pedalada fiscal, captação de propina, entre outros. Sem contar a condenação na Justiça Eleitoral, que cassou o mandato e direitos políticos dele, por fraude nas contas da campanha que o elegeu prefeito. Nos próximos dias, esse caso deve ser julgado também pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral).  
Kiko (PRB) vinha denunciando tudo isso e, claro, virou alvo principal do “denunciado-mor” e seus cúmplices. Segundo um passarinho, um secretário de governo anda batendo no peito e dizendo: “Kiko, já era”. Além de vingativa, a afirmação é burra. Aconteça o que acontecer com o vereador, nada vai anular as ações policiais e judiciais em curso contra o prefeito da city, que continuará  sendo investigado e, se for o caso, será julgado por eventuais crimes que tenha cometido, do mesmo jeito. Portanto, explorar e comemorar a situação judicial de Kiko (PRB) não diminui um “metro cúbico” do nível do “reservatório de lama” em que o governo Dixon (Progressistas) está mergulhado, faz tempo.
Se a justiça entendeu que Kiko (PRB) contraiu uma dívida com a sociedade lá em 2004, quando nem pensava em ser vereador, e, que chegou a hora de ele pagar, a decisão judicial deve ser acatada e cumprida. Da mesma forma, as investigações em concurso podem levar muita gente à cadeia, também. Enquanto Kiko (PRB) foi acusado de passar dinheiro falso, as acusações que pesam nos ombros de seus adversários políticos são de caráter hediondo, como, por exemplo, desvio de dinheiro da merenda escolar.  Claro que crime é crime, maaaaaaaaaas, cada um com sua gravidade, pena, regime de cumprimento e dano causado à sociedade.  Vamos aguardar.
Outra polêmica política do momento envolve o novo secretário de Habitação da city, o jovem advogado Leonardo Viu Torres, nomeado esta semana por Dixon Carvalho (Progressistas). Léo, como é chamado pelos mais íntimos, é irmão do empresário Mauro Domingos Torres Junior, do Solidariedade (SD) municipal, partido que integrou a chapa de Tuta Bosco (PPS) contra o atual prefeito, nas eleições 2016. 
Para os críticos de plantão, a ida do irmão Léo para a pasta de Habitação faz de Mauro Torres o mais novo aliado político de Dixon (Progressistas). Em tese, sim.  Mas, particularmente, não vejo absolutamente nada de errado nisso, pois, a máquina política é movida justamente por alianças – e essa é (ou seria) apenas mais uma. Agora, cada aliança tem seu preço, consequências positivas ou negativas.   Se direta e indiretamente, os irmãos Torres podem contribuir com o governo e a cidade a nomeação se mostrará positiva. 

Paulínia tem um déficit habitacional considerável, mas completamente desprezado pelo governo Dixon (Progressistas), que continua usando para outros fins dinheiro que deveria construir moradias populares.  Ou seja: QUEM NÃO TEM CASA, QUE SE LASQUE! Quem sabe, doutor Leonardo consegue mudar essa história, e,  logo daremos  a notícia de um conjunto habitacional 100% construído com recursos municipais.  Quem sabe!!! “Muito boa sorte, doutor, de coração”. 
Comenta-se também que, politicamente, a nomeação do irmão para um governo desastroso e desgastado “queimou o filme” de Mauro Torres, pelo fato de o empresário intencionar, segundo os comentaristas, uma carreira política.  Bem, Mauro e eu conversamos recentemente sobre vários assuntos e, de forma espontânea, ele afirmou categoricamente que não é candidato a nadaNEM A PREFEITO, NEM A VICE, NEM A VEREADOR
Mudando de assunto, no dia 28 junho do ano passado, o governo Dixon (Progressista) anunciou a lista dos contemplados com a bolsa de estudo da Prefeitura. Esse ano, até agora, quase doze meses depois, ainda nada. Cadê a lista? 
A nova diretora financeira do Pauliprev chama-se Marina Aparecida de Oliveira Silva, nomeada pelo prefeito Dixon (Progressistas) dia 19. Segundo apurei, ela foi gerente de banco em Paulínia e parece que mora na city
A diretoria estava sem ninguém desde 12 de abril passado, quando o então diretor Luciano Geraldo Porto foi exonerado do cargo. À época, Porto relatou em carta ao Presidente do Conselho de Administração, Fernando Roveri, que secretários municipais e até a irmã do prefeito teriam indicado fundos para o Pauliprev investir  dinheiro da aposentadoria dos servidores municipais. Será que a nova diretora está preparada para eventuais pressões, nesse sentido? Tomar que sim, pelo bem do servidor. 
Vou ficando por aqui, meus amooooooooores. Peço desculpas pelo grande intervalo, entre uma coluna e outra, mas muito em breve minha agenda jornalística voltará ao normal. Prometo. Muuuuuuuuuuuuuuitas BENÇÃOS E PROTEÇÃO DE DEUS. Muuuuuuuuuuuuuitos beeeeeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaços!!!  Au revoir!!!

Foto: CMP

<imagem1>Deixem-23-06-KIKOMESCHIATI.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima