Correio Paulinense

Paulínia, 15 de junho de 2024
Braskem é a nova patrocinadora do Bicicross de Paulínia: Pavan (PSB) participou do lançamento da parceria, na manhã desta quarta (24)

Última atualização em 24 de fevereiro de 2016

[imagem] Este ano, a modalidade receberá também subvenção de R$ 180 mil da Prefeitura

Desde que a Operação Lava Jato revelou ao país o esquema de corrupção que funcionava dentro da Petrobras, a mais importante empresa brasileira vem cortando gastos, e um deles quase paralisou o mais importante e sólido projeto esportivo de Paulínia: o Paulínia Racing Bicicross.

A verba que o bicicross paulinense recebeu da empresa, durante anos, era utilizada para arcar com os custos das competições, como equipamentos e alimentação, e também para o suporte psicológico e social às crianças carentes, atendidas pelo projeto. Com o fim do patrocínio, a continuidade do projeto foi seriamente ameaçada. 

Em dezembro passado, o prefeito José Pavan Junior (PSB) autorizou R$ 180 mil, em subvenção social, para ajudar o projeto este ano. Já na manhã de hoje (24), ele participou do lançamento da Braskem, como a nova patrocinadora do Paulínia Racing Bicicross. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa no Poliesportivo do Monte Alegre, onde fica a pista da modalidade, considerada uma das melhores e mais competitivas do país.  
Representando a Braskem no encontro com os jornalistas, Thaís Minelli Rodrigues destacou que, além de acreditar no projeto “Pedalando para a Cidadania”, a empresa viabilizou a parceria com o bicicross paulinense por meio da Lei de Incentivo Estadual (PIE-ICMS). Para ela, o apoio da Braskem ao Bicicross de Paulínia “é apenas uma das maneiras encontradas pela empresa para estimular a prática esportiva no Brasil e o bom desenvolvimento dos jovens brasileiros”.
De acordo com a assessoria de imprensa municipal, o projeto do Paulínia Racing Bicicross  é voltado para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, junto com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e o Centro Especializado de Assistência Social (CREAS). 

Pavan (PSB) comentou a parceria com entusiasmo e prometeu reforçar o apoio público à modalidade. “A prefeitura, por meio das Secretarias de Esportes e Recreação (SER), Promoção e Desenvolvimento Social (Seprodes), fará o possível para apoiar a continuidade deste projeto, que vem angariando tantos talentos, representando a nossa cidade pelo mundo. Por exemplo, os campeões mundiais, Maitê Neves Barreto, Renato Resende e o técnico Daniel Jorge, que faz parte da comissão técnica da Seleção Brasileira da modalidade. Além do trabalho social que desenvolve com nossas crianças e os adolescentes e jovens”, frisou ele.
História
São 16 anos de uma vida recheada de vitórias, comprovadas por 397 títulos, sendo 172 regionais, 90 estaduais, 98 nacionais, 28 internacionais e nove mundiais. Por isso, o bicicross de Paulínia virou referência mundial, tendo revelado grandes nomes da categoria.

Foto: PMP/Divulgação

<imagem1>f1c67cd29124cd734c0a82c36bfcacb8.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima