Correio Paulinense

Paulínia, 22 de abril de 2024
“BBB Paulínia”: cerca de 200 câmeras vigiam 90% da cidade

Última atualização em 14 de março de 2023

Mesmo com queda no último quadrimestre (setembro a dezembro), os índices de furtos e roubos em Paulínia fecharam 2022 em alta de 27%, na comparação com 2021. Os dados são do Setor de Estatísticas da Guarda Civil Municipal (GCM), subordinada à Secretaria de Segurança Pública (SSP) da cidade.

Para combater esses e outros tipos de crimes, a Prefeitura de Paulínia (PMP) colocou cerca de 200 câmeras vigiando, 24 horas, vários pontos estratégicos da cidade, e inaugurou, no último dia 28, o Centro de Operações Integradas (COI), que monitora as imagens captadas pelos equipamentos. De acordo com a PMP, por cinco anos de monitoramento eletrônico, o município pagará R$ 20 milhões.


Ponto monitorado, nas proximidades do Portal Futurista, região central da cidade – Foto: PMP


Ponto monitorado, nas proximidades do Portal Colonial, na região Noroeste –  Foto: Correio Imagem


Primeiros resultados

No fim de semana passado, por exemplo, foram realizadas três prisões em flagrante e uma apreensão de menor, graças ao monitoramento. Na sexta-feira (10), as câmeras mostraram um Chevrolet Corsa, preto, produto de furto, entrando na cidade. Imediatamente, o COI acionou a GCM, que localizou o veiculo no Bom Retiro, e prendeu o motorista.  


Já no sábado (11), os equipamentos flagraram um Fiat Mobi que, segundo a polícia, havia sido usado para roubar uma residência em Cosmópolis, três dias antes. De acordo com a GCM, dentro do veiculo foram encontrados colares, pulseiras, relógios, roupas, tênis, eletrônicos, entre outros objetos da vítima. Dois adultos acabaram presos, e um adolescente de 14 anos, filho de um dos acusados, apreendido e depois liberado.  

Procurado pelo Correio, o Comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Rodrigo Vieira, afirmou que “90% do perímetro do município” está sendo monitorado. Ainda segundo ele, cerca de oito guardas civis trabalham no COI (Centro de Operações Integradas), em conjunto com a Polícia Militar (PM) e outros agentes operadores. 

Prédios públicos

A Prefeitura de Paulínia (PMP) já havia instalado, em 2022, mais de 1.200 câmeras em todos os prédios públicos da cidade, incluindo as unidades de ensino e de saúde. O Centro de Monitoramento Integrado (CMI), que recebe as imagens registradas pelos equipamentos, começou a funcionar em setembro do ano passado, dentro do Paço Municipal.


Prefeito Du Cazellato (PL) na inauguração do CMI, cinco meses atrás  – Foto: PMP 


Desde então, segundo a PMP, furtos e roubos em escolas municipais caíram 90%. Nesta segunda-feira (13), o Correio esteve na EMEI Alcides Barbutti, no João Aranha, onde constatamos 13 câmeras instaladas.


Uma das câmeras da EMEI visitada pela reportagem – Foto: Correio Imagem

Porém, mesmo com os equipamentos, a unidade foi invadida na madrugada do último dia 28, aniversário da cidade. As imagens que mostram os bandidos em ação já estão com a polícia, e logo eles devem ser identificados e presos.


Mizael Marcelly
Fotos: PMP/Assessoria de Imprensa e Correio Imagem

<imagem1>matéria_Câmeras_José_Paulino.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima