Correio Paulinense

Paulínia, 22 de maio de 2024
Audiência da “compra de votos” foi adiada para sexta (26), mas Paulo do Trem “causou” no Fórum da City; As emoções do “Cidadão Paulinense”; FORÇA, MATEUS KAVABATA BARROS!

Última atualização em 23 de setembro de 2014

[imagem] Boaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaaarde meus amores. Ontem tirei o dia para descansar, pois a semana passada foi do babado. Nossa Senhora! Em 48 anos de vida, nunca vivi tantas e inesquecíveis emoções. Começou na quarta (17) e só terminou no final da tarde de sábado, quando embarquei a minha queridaaaaaaaaa amiga Rogéria, de volta à Cidade Maravilhosa. Convidada surpresa da noite em que me tornei Cidadão Paulinense,

Rogéria foi recebida pelos meus amigos e familiares com o carinho e reconhecimento que merece uma artista completa como ela. “Obrigado meu amor, por ter cancelado a sua agenda em Macapá e vir nos presentear com o seu carisma e talento”. Agradeço também aos meus amados Geraldo e Kika Valadão Nasário, por terem recebido a estrela para um jantar, na noite de quinta-feira (16), cujo cardápio (peixe ao molho, com arroz, salada e pirão) fez a diva se fartar.

Edna Muller, Maria Dian Ballone, Eunice Trevenzolli  e Sonia Prado de Oliveira me levaram de volta à 1993, quando comecei e elas passaram a fazer parte da minha vida. Quatro mulheres que reverencio seeeeeeempre. Meu abraço e sinceros agradecimentos aos vereadores Marquinho Fiorella, que abriu a sessão, Du Cazellato e Custódio Campos, pelo respeito ao meu trabalho e carinho à minha pessoa, ao meu amigo/irmão Fábio Valadão, que dispensa comentários, e à minha amada Angela Duarte, por assinar a página mais importante da minha vida pessoal e profissional. Obrigado também aos vereadores Danilo Barros e Zé Coco, que me ligaram desejando felicidades, e ao amigo Jorge Tuta Israel, que me honrou com a sua presença, do início ao fim da cerimônia.  À Patrícia Gonçalves, Celi Fachini e Zé Carlos, meus queridíssimos amigos, assessores da vereadora Angela, o amado Reginaldo Naves, do Cerimonial, e todos os funcionários da Casa,  que contribuíram para o brilho da minha noite, todo o meu carinho e reconhecimento. 

Por fim, não poderia deixar de registrar a ausência indelicada (para não dizer outra coisa) do vereador Tiguila Paes, com quem caminhei ombro a ombro nos últimos 6 anos, da campanha à sua posse na Câmara. Mas não podemos exigir gratidão, respeito e consideração das pessoas, quando elas não têm para oferecer. Faz parte da vida!

Hoje, começo um novo ciclo profissional, mais consciente ainda da responsabilidade que tenho perante a minha família (Lila, Nuna, Lene e Marcos, o “oio” de bomba…gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas), os meus amigos e, sobretudo, com os milhares de pessoas que acompanham o meu trabalho. Cada opinião minha provoca as mais variadas reações e interpretações nas pessoas e, por isso, tenho que estar cada vez mais vigilante e certo do que estou escrevendo, antes de apertar a tecla “enter” do meu notebook ou mandar o jornal para a gráfica. Não é fácil, mas graças a Deus, nestes 21 anos de opiniões, vocês, meus amores, me coroaram com a credibilidade que todo jornalista persegue. “OBRIGADO DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO E QUE DEUS NOS GUIE, GUARDE E PROTEJA SEMPRE”.  Agora vamos aos bafos e babados da city!

“Cadê a verba federal da APAE e Casa do Menor, Secretário Barraca?” Prometido para a semana passada, o repasse às entidades ainda não foi feito. Enviei um e-mail ao Secretário de Finanças, perguntando sobre isso, mas até a publicação desta coluna, ele não me respondeu. No dia 11, Barraca afirmou que os cheques já estavam sendo feitos, portanto, hoje, devemos concluir que já foram preenchidos faz tempo, mas sem a assinatura de Moura Junior (PMDB) não valem nada. “Owwwwwwww Prefeito assine logo esse babado, pois as entidades, que o senhor tanto prejudicou, estão precisando e muito dessa verba”. Pela mãe do guarda viu!
Uma audiência de um dos processos contra Moura pai, Moura Filho e Bonvaita, por compra de votos nas eleições de 2012, deveria ter acontecido ontem (22), mas foi remarcada para a próxima sexta (26). A ação corre em segredo de justiça, mas uma “gaivota forense” me contou que a chegada de Paulo Gomes, ex-assessor especial do prefeito Moura Junior (PMDB), no Fórum da City, deixou a defesa dos réus de cabelos em pé. Segundo informações, Paulo do Trem, como é conhecido o ex-mourista, sabe tudo e mais um pouco sobre o escândalo do vídeo, gravado na residência lá do Bom Retiro e, inclusive, já teria relatado os fatos ao Promotor Eleitoral da City. Eita peste!!!!
Na última sessão da Câmara, o líder de governo Sandro Caprino (PRB) disse que a Prefeitura está arrecadando cerca de R$ 63 milhões por mês e que somente a folha de pagamento consome 50% deste valor. Além disso, pelo que entendi, Caprino disse que todo mês ficam R$ 10 milhões de contas para trás. Ou seja, dívidas com fornecedores.  Se a atual situação financeira da city é tão crítica assim, por que o líder mourista não orientou o prefeito à não gastar milhões com o festival de cinema 2013 e 2014? Por que votou a favor, em fevereiro deste ano, ao pagamento de R$ 900 mil para escolas de samba? Por que não convenceu Moura Junior não gastar R$ 270 mil públicos com a Vai-Vai? Se a folha do funcionalismo público municipal está quase batendo no teto (54% da arrecadação) permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), por que Caprino (PRB) não faz o chefe desistir de criar mais de uma centena de novos cargos comissionados, que consumirão outros milhões públicos? 
Líder de governo também é para orientar o prefeito, ajudando-o enxergar as cacas que está fazendo ou querendo fazer. Na hora de justificar a falta de pagamento do aluguel das empilhadeiras do Centro de Distribuição de Medicamentos diz que a Prefeitura não tem dinheiro, pois a arrecadação está ladeira a baixo. Agora, na hora de assinar embaixo da gastança milionária com coisas supérfluas não se pensa nisso. É muita incoerência e demagogia. Aff!!!
O assunto é muito delicado, mas não posso deixar de comentar. A prisão de um suspeito de tráfico no Monte Alegre, na semana passada, trouxe à tona a dependência química do queridíssimo Mateus Kavabata Barros, filho do vice-prefeito Bonavita. O tema foi abordado pelo próprio Bona em seu Facebook e comoveu centenas de pessoas. Na minha opinião, as pessoas devem saber separar muito bem a política de um problema como este, que, infelizmente, não é privilégio da família Kavabata Barros. Conheço Mateus desde criança e sei que ele é um menino maravilhoso, carinhoso e que infelizmente, como milhares de jovens no mundo, tornou-se vítima de um vício maldito, como é o do cigarro e do álcool também. 

Quantas famílias não passam pelo mesmo problema que Bona e Lucia estão passando? Quantas? Na minha mesmo tem um dependente de crack, pelo qual já fizemos de tudo para recuperá-lo, mas, infelizmente, ainda não conseguimos. Então, repudio o uso político do problema de saúde do lindo Mateus, só porque ele é filho do Vice-Prefeito da City. É nojento, desumano e jamais compactuaria com isso. “Mateus querido, que este susto sirva para você renascer das cinzas. Tenho certeza que Nosso Deus, Todo Poderoso, está contigo e vai dar um novo sentido à sua vida, daqui por diante. Um beijo em seu coração e saiba que estou aqui, torcendo e orando por sua recuperação”.
Chegou ontem na Câmara um projeto de lei do prefeito Moura Junior (PMDB), criando uma taxa de contribuição para custeio da iluminação pública da city. O site da Câmara, por enquanto, disponibilizou apenas a “Ementa” do PL, mas quando o teor da proposta estiver liberado saberemos do que se trata, exatamente. 
Por hoje é só. Uma semana abençoada para todos nós. Nosso MISERICORDIOSO E SALVADOR DEUS está sempre conosco, nos iluminando e protegendo. Beijos e abraços. Au revoir! 
Foto: Reprodução/Internet

<imagem1>e9296bffab6dc69bc6419b5f3aac7ff1.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima