Correio Paulinense

Paulínia, 16 de junho de 2024
A “RESSACA” da “PURGAMENTUM” é braba; O CONSTRANGIMENTO é histórico; A DEPRESSÃO tá pegando; SECRETÁRIO DE SAÚDE recua, por enquanto; TATIANA x ROSELY: as “mandonas”

Última atualização em 17 de novembro de 2017

Boaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa noooooooooooooite, meus amoooooooooooooores!!! Doze dias depois, não tem “Engov” que cure a ressaca deixada pela Operação “Purgamentum”. Fontes próximas do prefeito Dixon (PP) afirmam que a ordem no Paço Municipal é para ninguém abrir o bico, principalmente, os que foram levados coercitivamente pelo Gaeco, quinta-feira passada, à sede do Ministério Público (MP) de Campinas.
Todo mundo tem que fazer “cara de paisagem” e fingir que tudo está absolutamente normal#SQNãoestá!!! Ninguém consegue ficar bem, depois de ser surpreendido pela polícia, às seis horas da manhã, com uma ordem judicial (mandado de busca e apreensão) para entrar na sua casa, vasculhar tudo e apreender coisas que possam incriminá-lo. Além disso, o pior vem depois, quando a pessoa fica sabendo que é suspeita de participação em esquemas e negócios escusos, envolvendo contratos e recursos públicos. Sem contar a superexposição na mídia.
Em toda a história, nunca um Prefeito da City passou por um “constrangimento” assim. Uma primeira-dama, então, nem se fala. As esposas dos ex-prefeitos sempre foram noticiadas em causas sociais, solidárias, e nunca em “casos policiais”. Aqui, na Região, Doutor Hélio e Rosely Nassim, ex-prefeito e ex-primeira-dama de Campinas, protagonizaram, em 2011, o maior escândalo de corrupção da prefeitura campineira, que ficou conhecido como “Caso Sanasa”, desbaratado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado).
Embora não fosse réu na ação, ele teve o mandato cassado pela Câmara da cidade e, depois disso, praticamente encerrou a carreira política. Em 2015, ela foi condenada a 20 anos de prisão, mas recorre em liberdade, até hoje. Em outubro agora, o MP de Campinas ofereceu mais uma denúncia contra a ex-primeira-dama de Campinas, dessa vez, por suposta lavagem de dinheiro desviado da Sanasa. Rosely era chefe de gabinete do marido e, segundo informações, mandava em tudo na Prefeitura de Campinas. 
A primeira-dama de Paulínia, Tatiana Castro, também pegou fama de mandona. Fontes que conhecem bem de perto a rotina do gabinete do prefeito Dixon (PP) dizem que nada acontece por lá sem a participação dela. Tanto é que, as ex-primeiras-damas despachavam numa sala antes da do prefeito, enquanto que Tatiana ocupa uma mesa grudada na do marido. As copeiras do gabinete só entram lá com autorização dela. Ela participa de todas as reuniões do Chefe do Executivo, seja com quem for e sobre o que for. Por isso, numa das colunas passadas, a chamei de verdadeira “escuta autorizada”. Nesse caso, até que ponto participar e saber de mais pode ser vantajoso?
Voltando aos “efeitos colaterais” da Operação “Purgamentum”, uma fonte relatou que Elizabeth Juliani, secretária do prefeito Dixon (PP), ficou com o estado emocional muito abalado, após ter sido levada no “bolo”, coercitivamente, para depor no Ministério Público (MP) de Campinas. Elizabeth foi uma das pessoas de confiança de Dixon (PP) que receberam a “visita surpresa” de policiais do Baep (Batalhão Especial da Polícia Militar) e tiveram os telefones celulares grampeados pelo Gaeco, com autorização da Justiça.  Deve ter sido um abalo, mesmo.
Não me referindo ao caso de Paulínia, até porque todas as pessoas da city alvos da “Purgamentum” ainda estão, oficialmente, na condição de investigados e não de réus, mas é impressionante que, nos dias de hoje, muita gente ainda acredita que pode fazer o que quiser no exercício de cargos públicos e sair impune. Personagens das mais altas patentes políticas  sendo presos por corrupção e maracutaias com o dinheiro público, aparentemente, não têm servido de exemplos para quem não quer ter o mesmo destino: o xilindró. Depois, não adianta chorar o leite derramado. 
Uma fonte muito próxima do atual secretário de Saúde da City,  Cláudio Miranda, disse que ele havia decidido deixar o governo Dixon (PP) terça-feira (14), véspera do feriado da Proclamação da República, e não mais no próximo mês, como estaria previsto. Ao ir comunicar sua saída, Miranda teria cedido ao apelo do prefeito Dixon (PP) para permanecer no cargo, neste momento tão difícil do governo.  Segundo o amigo do médico cardiologista, ele estaria preocupado com sua imagem, depois que a Operação “Purgamentum” atingiu a cúpula da administração da qual faz parte. Pois é, não é de hoje que o provável desembarque de Miranda está sendo especulado. 
Fotos em Paris e Roma, postadas pela queridíssima Adriana Rodrigues, diretora administrativa do Pauliprev, com o noivo e secretário de Educação Luciano Ramalho, trouxeram à tona, outra vez, a história da viagem do casal, que não completou um ano trabalhando na administração direta e indireta da city O assunto bombou nas redes sociais em setembro, quando supostamente teria ocorrido viagem.  Uma das imagens do casal, com a Torre Eiffel de fundo, foi publicada anteontem (15), quase dois meses depois. 
À época, Ramalho me disse que estava, sim, fora da city com a noiva, mas cuidando da mãe dele, que estava doente. Segundo ele, Adriana também teria adoecido, naquela ocasião. Reafirmo que não vejo nada de errado em eles terem viajado, desde que os dias fora tenham sido descontados de seus vencimentos. Só não dá pra entender o que fez Adriana publicar uma viagem, até então, negada veementemente por seu noivo.  Será que o tour por Paris e Itália, mostrado por ela no Facebook, foi antes do casal entrar para o serviço público municipal? Bem, até agora, que estou  finalizando a edição de hoje, Ramalho e Adriana não comentaram o assunto nas redes sociais. 
Bem meus amooooooooooooooooores, FIQUEM TODOS NA PAZ E SOB A PROTEÇAO DO DIVINO. Um maravilhooooooooooooso fim de semana. Muuuuuuuuuuuuuuuitos beeeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaaços!!!! Au rovir!!!

Foto: Reprodução/EPTV Campinas

<imagem1>baepeoperaçãopurgamentumpaulínia.png</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima