Correio Paulinense

Paulínia, 20 de maio de 2024
A empresa locadora dos equipamentos afirma que o aluguel de R$ 4.658,33 está atrasado há sete meses

Última atualização em 10 de setembro de 2014

[imagem] O Correio Paulinense Online apurou que as empilhadeiras do Centro de Distribuição de Medicamentos da Rede de Saúde de Paulínia estão paradas, prejudicando a distribuição de remédios para o Hospital Municipal e Unidades Básicas de Saúde UBS’s) do município.

Nossa reportagem conversou com a Logix Empilhadeiras sobre os motivos dos equipamentos estarem parados, afetando o abastecimento da rede. “Estamos sem receber o aluguel dos equipamentos há sete meses, o que é um absurdo”, afirmou a representante da empresa. Ainda segundo ela, a Prefeitura pediu um recibo do valor total devido, mas até agora nenhum pagamento foi efetuado.

De acordo com a homologação da licitação, assinada pelo prefeito Moura Junior (PMDB) dia 10 de fevereiro deste ano, o aluguel mensal das empilhadeiras é de R$ 4.658,33. 

A Secretaria de Saúde de Paulínia está sem titular desde o último dia 18, quando o então secretário Renato Cardoso foi exonerado do cargo. Tentamos falar no Centro de Distribuição de Medicamentos, mas ninguém quis comentar o assunto.

Foto: Ilustração

<imagem1>2956766b2769b6e04a182cbec48e07d7.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima