Correio Paulinense

Paulínia, 30 de maio de 2024
A CITY NUNCA TEVE UM GOVERNO TÃO PERDIDO E CAPAZ DE TUDO, COMO ESTE! Orcídia e Rita não sabiam? E os últimos salários do ano? Recorrer a quem? O destino do “PL 35”!

Última atualização em 3 de novembro de 2014

[imagem] Boaaaaaaaa nooooooite meus amoooooores! Pela mãeeeeee do guaaaaaaarda! Ninguém aguenta mais os posts repetitivos e chatíssimos sobre a reeleição de Dilma e a derrota de Aécio, há nove dias. Os grupos políticos de Paulínia no Facebook, então, estão insuportáveis. Dá licença! Gente já foi. A campanha presidencial já passou. Agora vamos focar nos problemas municipais, que não param de crescer. Todo dia é uma novidade péssima.  

Quinta (30) e sexta-feira (31) foi o maior reboliço nas creches e EMEIs da City. O “maravilhoooooooooooooooso” prefeito Moura Junior (PMDB) não pagou as horas extras do pessoal da Educação e nem mandou avisar quando pagaria. Professores e outros profissionais do setor fizeram várias ligações para as secretarias de Recursos Humanos e Educação, maaaaaaaaaas, tadinhas, as secretárias Orcídia Gaeta de Mattos e Rita Lanza não sabiam responder sobre o pagamento das extras. Misericórdia! Secretário mourista sofre e não é pouco. 
Aí, os servidores resolveram ligar no gabinete do prefeito e a amada Graça Rocha informou que as horas extras seriam pagas hoje (3). O pessoal que não recebeu ficou indignado (com toda razão) e algumas creches e EMEIS tiveram o atendimento prejudicado. Previsões indicam que pode acontecer coisa bem pior. Entendidos em contas públicas acham que os servidores da city podem ter dificuldades com os últimos salários do ano. Será? Pela mãe do guarda! Lógico que torço para que nada de pior aconteça, pois, além de prejudicar os funcionários, a população não merece um fim de ano com serviços essenciais interrompidos, por falta de pagamento da folha municipal. 
Porém, com o Sindicato (STSPMP) visivelmente sob as ordens dos “dois prefeitos”, a quem recorrer? Ao senhor que “defendia” ferrenhamente os interesses da categoria, mas calou-se em troca da Chefia do Serin? À ex-diretora de Educação Infantil que prometeu deixar o cargo, caso a Educação não melhorasse até o final do ano passado e, hoje, não deu nenhum pio sobre o atraso das extras dos colegas? À Iria Onira, que está sorrindo à toa com um salário de quase 9 mil reais por mês? Difícil. O jeito é a categoria ficar bem atenta, pois a city nunca teve um governo tão perdido e capaz de tudo, como este.
Dia 22 deste, o líder de governo Sandro Caprino (PRB) postou a seguinte mensagem em sua página no Facebook: “Meus amigos estou indo para São Paulo visitar os Deputados Estadual do PRB buscar recurso para nossa cidade”. Será que ele voltou com a “mala cheia”? Tomara que sim, pois se faltar dinheiro para as próximas folhas, quem sabe, ele doa algum para o “chefe” pagar, pelo menos, o salário e décimo de quem toma conta dos contratos da prefeitura (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). 
Semana passada, um mourista à espera de cargo no staff comissionado de Moura Junior (PMDB) me ligou, perguntando se o “PL 35” havia sido aprovado. “Não, querido. O doutor Gustavo pediu vistas e a votação foi adiada, outra vez”, respondi. Não foi e tenho quase certeza que, este ano, não será mais. Se o prefeito está tendo dificuldade para pagar horas extras de servidores de carreira, como vai poder nomear 63 novos cargos de confiança, com salários entre 3 mil e 9 mil reais? Sem chance. 
Não acredito em um novo pedido de vistas, caso o projeto retorne à votação, na próxima sessão. Seria muita cara de pau inventarem mais uma “mentirinha”, para adiar o projeto pela terceira vez consecutiva. O destino mais provável do “PL 35” é a geladeira da Câmara, atéééééééé Moura Junior (PMDB) responder a questão misteriosa, levantada por um funcionário público mais misterioso ainda, segundo Gustavo Yatecola (PT do B). Ixiii!!! Se for isso mesmo, só em fevereiro ou março do próximo ano. Mas, como prefeito e aliados são igualmente doidos, tudo pode acontecer. Só resta esperar! 
Quando li “Operação Pagamento” no site da Prefeitura, na hora, pensei que tratava-se da folha do funcionalismo municipal. Que nada. Na verdade, trata-se de uma operação da Guarda Municipal para coibir a chamada “saidinha de banco”, justamente, em dias de pagamento.  Aproveitando a ocasião, que tal o colega assessor de imprensa, que escreveu a matéria, trocar “sinto” por “cinto” na frase: “Quem estivesse sem sinto de segurança era orientado a colocar o dispositivo e os veículos ou motos que apresentaram irregularidades foram apreendidos”. Vai ficar mais “bunitinho” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).
Acho bom alguns vereadores não exagerarem nas promessas de apoio aos excluídos da nova lista de contemplados do Residencial Vida Nova, pois fizeram a mesma coisa com os moradores do Pazetti e depois viraram as costas para as pessoas. Ficou feio, muito feio.
Além de Fiorella (PP) e Sandro Caprino (PRB), Danilo Barros (PC do B), Edilsinho Rodrigues (PP) e Gustavo Yatecola (PT do B) também estão cobiçando a próxima Presidência da Câmara (2015/2016). Pelo menos é o que assessores comentam nos corredores legislativos. Cinco pré-candidatos ao cargo, todos da base mourista? Me abana Chicaaaaaaaaaaaaa!!! O “pai” já sabe que tem três novos “filhotes” no páreo? Isso é o que menos importa, pois, cinco ou mil, o Presidente será quem ele quiser.
Bem meus amores, por hoje é só. Uma semana repleta de bênçãos e muita proteção de DEUS, NOSSO PAI TODO PODEROSO. Beiiiijos e abraaaaaaaaços. Au revoir! 

<imagem1>9a946373a980c77437cc562815e0ac77.jpg</imagem1>

<imagem2></imagem2>

<imagem3></imagem3>

<imagem4></imagem4>

<imagem5></imagem5>

<video1></video1>

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Rolar para cima