Servidores de Paulínia vão decidir sobre fim do abono e data-base 2019/2020

Da Redação
19/03/2020 13:03:47
Servidores de Paulínia vão decidir sobre fim do abono e data-base 2019/2020

Cazellato aguarda decisão sobre proposta apresentada na manhã de ontem (18)

Por conta da pandemia do coronavírus, o sindicato da categoria pública municipal realiza a primeira assembleia virtual de sua história

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Paulínia (STSPMP) colocou para votação da categoria a proposta apresentada pela Prefeitura da cidade sobre o reajuste geral anual (data-base) de 2019 e 2020. De acordo com o STSPMP, o governo Du Cazellato (PSDB) ofereceu reajuste de R$ 1 mil, a partir do salário de abril - sendo R$ 500,00 referentes à data-base do ano passado, e a outra metade referente à data-base de maio deste ano. Os servidores aposentados também serão beneficiados.

Entretanto, a administração tucana condicionou o pagamento do reajuste à revogação imediata do abono provisório, também no valor de R$ 1 mil, que os funcionários da Prefeitura e da Câmara de Vereadores recebem desde 2013, por força das Leis Municipais 3345 e 3346.

Para evitar aglomeração de pessoas, uma das principais regras contra a propagação do novo coronavírus, o STSPMP convocou a primeira assembleia virtual de sua história. A entidade criou uma página no “docs.google.com” para receber os votos dos servidores públicos municipais (ativos e aposentas) até às 24h00 desta quinta-feira (19).

Caso a maioria da categoria decida favorável à proposta da Prefeitura, o prefeito Du Cazellato (PSDB) deverá enviar à Câmara Municipal projeto de lei concedendo o reajuste de R$ 1 mil (em duas vezes), e revogando as leis do abono provisório. 

Foto: Reprodução/Rede Social

Comentar