Pavan e Lucila são alvos de Rubens Ewald Filho no G1/Santos

Da Redação
07/07/2014 23:57:00
Pavan e Lucila são alvos de Rubens Ewald Filho no G1/Santos

[imagem] Boa noite meus amores. Graças ao prefeito Moura Junior (PMDB) e a Secretária de Cultura Mônica Trigo, Rubens Ewald Filho voltou à folha de pagamento de Paulínia, com um salário mensal de R$ 15 mil. Até 2016, o crítico de cinema custará R$ 360 mil aos cofres públicos do município e o que é pior: SEM FAZER BOSTA NENHUMA PELO POVO PAULINENSE. Só aparece na city quando tem festival, ou seja, uma vez por ano, trabalha (sendo bonzinho, bem bonzinho) 30 dias no máximo e depois vaza. Vaza, mas o salário pago pelo povo cai todo mês em sua conta bancária.  Para fazer o povo de otário, bancando esse tipo de safadeza, Prefeito e Secretaria de Cultura devem odiar muito Paulínia, só pode. 


Aí, não  satisfeito com o dinheiro fácil que ganha em Paulínia, Ewald Filho teve a pachorra de detonar o ex-prefeito José Pavan Junior e sua esposa Lucila, numa entrevista ao portal G1 de Santos. Aíiiiiiiiiiiiiiiii já é de ++++++++++++++++++. Ultrapassou todas as contas. Vejam o que esse crítico oportunista teve a audácia de dizer sobre Pavan e Lucila, segundo o portal: “Eles são o retrato de um tipo de brasileiro que não poderia existir, muito menos em cargos públicos”. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!

Quem esse crítico oportunista pensa que é para falar assim de membros de uma família tradicional e respeitada da cidade? Aliás, ele não tem o direito de referir-se com tamanha empáfia nem aos Pavan e nem a qualquer outro cidadão paulinense. É muita pretensão viu!  Ele que é o tipo de brasileiro que não poderia existir, por se beneficiar do dinheiro público de uma cidade, na moleza, e ainda sair falando mal de quem nela nasceu e cresceu.

Ainda segundo o G1/Santos, este idiota ainda disse o seguinte: “O ex-prefeito e sua senhora, fico sabendo há pouco, fizeram tudo para destruir o que havia sido construído antes, inclusive a escola, o estúdio, o próprio teatro”. Quem dissemina uma mentira, mentiroso é. E essa mentira só passaria batida se eu não existisse. Ewald Filho, lave a boca para falar do casal Pavan e Lucila ou de qualquer outro paulinense, pois quem deve curvar-se (se é que ainda tem quem se curve) ao Senhor sãos os profissionais que ainda dependem de suas críticas, para alguma coisa e, não os paulinense. Pelo contrário, o Senhor é que deve curvar-se à Paulínia, que adiciona mensalmente em sua receita pessoal, “míseros” R$ 15 mil. Capiche? 

E para finalizar, quem está destruindo a city é o prefeito que recontratou este Senhor por uma fortuna pública. Destruiu todas as entidades sociais da city, deixou milhares de crianças e adolescentes desassistidos, centenas de pais de famílias desempregados, tirou verbas de crianças especiais e abandonadas, pacientes de câncer, entre outras atrocidades. Enquanto este crítico ganha R$ 15 mil por mês e ainda se acha no direito de “levantar as sobrancelhas”, as tantas “Marias e Joãos” de Paulínia não tem sequer dinheiro para comprar o remédio que o município é obrigado fornecer, mas não fornece. 

A city inteira está penando nas mãos de um governo irresponsável, que deixa faltar de tudo à população, para investir milhões em um festival que só traz prejuízos ao erário, como o contrato de R$ 360 mil com o “curador” arrogante. Porém, prejuízo somente para o povo, pois para meia dúzia os lucros são alucinadores. Aguardem o que vem por aí, neste sentido. Vou rasgar até sobre quanto custa um motel, com o dinheiro público. Ah, se vou!

Beijos meus amores. Amanhã volto, em edição normal. Fiquem com Deus!

Foto: Arquivo/CP Imagem

Comentar