VICE DO MDB PODE NÃO SER REVELADO dia 11; AVANTE terá novo Presidente; Convenções indicam TRÊS COLIGAÇÕES: PL soma 7 partidos aliados e MDB 4,...

Da Redação
04/09/2020 22:09:36
VICE DO MDB PODE NÃO SER REVELADO dia 11; AVANTE terá novo Presidente; Convenções indicam TRÊS COLIGAÇÕES: PL soma 7 partidos aliados e MDB 4, até agora

A partir deste, legendas só podem coligar para prefeito

Boooooooooooooooa, noooooooooooooooooooooite, meus amooooooooooooooooooores. As convenções partidárias MONTAM o MENU OFICIAL DE CANDIDATOS para o eleitor analisar e escolher suas opções. Além disso, ADIANTAM O CENÁRIO DA DISPUTA PELO CARGO MAIS IMPORTANTE no pleito municipal: o de PREFEITO. Até o momento, 20 dos 27 partidos políticos ativos em Paulínia City já marcaram convenções para escolherem seus candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições de novembro, bem como decidirem sobre coligações com outras legendas, exclusivamente, para o cargo de Chefe do Poder Executivo Municipal.

Se nada mudar até 16 de setembro, quando termina o prazo para convenções, teremos SEIS CANDIDATOS À PREFEITURA DA CITY este ano: DU CAZELLATO (PL), NANI MOURA (MDB), ROBERT PAIVA (REDE), RENATO CARDOSO (PDT), GUSTAVO YATECOLA (PATRIOTA) e EDSON THOMAZ (PT). Em 2016, foram sete na disputa vencida pelo ex-prefeito DIXON CARVALHO, que vai concorrer para vereador este ano pelo PDT, segundo informações do presidente do partido. Fernando Guimarães Reis. 

Dos SEIS futuros candidatos a prefeito, CINCO já definiram seus futuros candidatos a vice-prefeito. Du Cazellato, SARGENTO CAMARGO (PSL), Robert Paiva, LUCIANA CARNEIRO (REDE), Renato Cardoso, JOSÉ ALMEIDA (PDT), Gustavo Yatecola, ROSE WATANABE (PATRIOTA) e Edson Thomaz, JOEL LOPES (PCdoB). Já o MDB, há muitos anos, só anuncia seu VICE na convenção, depois que todos os candidatos à vaga passam pelo RIDÍCULO e VEXATÓRIO processo de anúncio do escolhido. Até hoje, não consigo entender como alguém se submete aquilo. E o “espetáculo” este ano promete (retomo esse assunto mais adiante).

As convenções já marcadas indicam a formação de TRÊS COLIGAÇÕES para prefeito da city. CIDADANIA (antigo PPS), PODEMOS, PROGRESSISTAS, PSB, PSL, SOLIDARIEDADE e PROS fecharam apoio à reeleição de Du Cazellato (PL). Extraoficialmente, o PTC, presidido por Mário Lacerda, informou que também vai apoiar Cazellato, mas o partido ainda não marcou convenção. 

PTB, DEM, REPUBLICANOS e PSD declararam apoio a Nani Moura (MDB). Também extraoficialmente, o PSC, presidido pelo ex-vereador Jaiminho Pereira, e o PMB, comandado pelo amado Daniel Galucci, também informaram que vão coligar com o MDB, mas ainda não marcaram suas convenções. O AVANTE, que havia anunciado ontem (3) convenção para coligar com o MDB, teve o seu atual diretório municipal destituído hoje (4). Ainda não há informações sobre o rumo que o partido vai tomar. O PCdoB fechou apoio a Edson Thomaz (PT) e indicou o candidato a vice-prefeito do petista.  Os outros partidos que vão lançar candidaturas próprias, por enquanto, disputarão sozinhos.  

Voltando ao Vice do MDB, fontes ligadas à cúpula do partido me disseram que o ESCOLHIDO, muito provavelmente, NÃO SERÁ ANUNCIADO na próxima sexta-feira, dia 11, na Câmara Municipal. SE ACONTECER ISSO MESMO, pelo menos os NÃO ESCOLHIDOS estarão livres de ouvir o sonoro “NÃO É VOCÊ” e virar motivo de chacotas da plateia aliada, como sempre acontece. Já O ESCOLHIDO, dependendo de quem for, não correrá o risco de ser vaiado em público, como foi a amada Simone Moura em 2008, quando todo mundo apostava que o indicado seria o amado Jurandir Matos

Os discursos para a campanha oficial, a partir de 27 de setembro, também já estão na ponta da língua dos futuros candidatos à Prefeitura da City. E, mais uma vez, a SAÚDE será "O TEMA DOS TEMAS”, especialmente no que diz respeito à pandemia da Covid-19. Mesmo com a curva de contágio e o número de óbitos em queda nas últimas semanas, a oposição acha que o atual governo municipal não enfrentou o novo coronavírus como deveria. A CORRUPÇÃO tem tudo pra ser o segundo assunto mais discutido na campanha. Nesse quesito, a administração Du Cazellato (PL) afirma que em onze meses de mandato, completados hoje (4), não foi alvo de nenhuma denúncia envolvendo acusações de dano ao erário, desvio de dinheiro público ou improbidade administrativa.

Já os discursos dos futuros candidatos a vereador precisam melhorar muito. Muitos deles estão passando a velha e falsa impressão de que vereador pode executar alguma coisa – NÃO PODE. Pode SUGERIR, COBRAR, DENUNCIAR que não está sendo feito, mas EXECUTAR, nenhum vereador pode – SOMENTE O PREFEITO. Por outro lado, poucos se comprometem ABERTAMENTE com o que verdadeiramente um parlamentar pode e tem a obrigação de fazer: FISCALIZAR OS ATOS DO PODER EXECUTIVO. O eleitorado já está ligado nisso, e comentando. 

No cardápio de pré-candidatos ao Legislativo tem muita gente nova e de excelente qualidade. Entretanto, a maioria parece não ter o mínimo conhecimento sobre o Regimento Interno da Câmara e a Lei Orgânica do Município, que, na minha opinião, é um requisito básico para qualquer corrente à Casa de Leis. As duas normas estão disponíveis na internet – é só baixar e estudar, de preferência sem os mesmos óculos de sol que alguns andam usando para falar com o eleitorado nas redes sociais.

Por hoje, é isso. Um fim de semana ABENÇOADO E PROTEGIDO POR DEUS, meus amoooooooooooooooooooooores. Muuuuuuuuuuuitos beeeeeeeeeeeeeeeeijos e abraaaaaaaaaaaaços. Au revoir!

Foto/Arte: Correio 

Comentar