Pela primeira vez, Paulínia terá um delegado na disputa pela Câmara

Da Redação
17/08/2020 19:08:51
Pela primeira vez, Paulínia terá um delegado na disputa pela Câmara

Delegado foi licenciado do cargo para disputar como vereador

Há mais de 30 anos na Polícia Civil paulista, Roberto Daher é titular da 1ª Seccional de Campinas, professor e coordenador do curso de Direito da UNIFACP

Em tempos de quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus, as redes sociais têm sido a ferramenta estratégica de comunicação mais utilizada por pré-candidatos a prefeito e vereador para chamar a atenção do eleitorado. Veteranos ou novatos, eles se autodescrevem e adiantam o que pretendem, caso cheguem lá.

Aos 59 anos de idade, mais de trinta deles vividos na Polícia Civil do Estado de São Paulo, o delegado Roberto José Daher, titular da 1ª Delegacia Seccional de Campinas, postou sábado (15), no Facebook, que vai disputar uma das cadeiras da Câmara Municipal de Paulínia (CMP) nas eleições municipais deste ano. Filiado ao Democratas (antigo PFL), o delegado  foi licenciado da Seccional para poder concorrer pela primeira vez a um cargo eletivo.  

Daher já atuou na Capital, Cosmópolis, Paulínia, Sumaré, American e Rio Claro, mas foi como titular da Delegacia Seccional de Piracicaba que conquistou a mais alta promoção da carreira: a de Delegado de Classe Especial. Antes de assumir a 1ª Seccional de Campinas, foi titular da 2ª Seccional e delegado divisionário do Deinter (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior 2) da cidade. Além de delegado, o pré-candidato é professor e coordenador do curso de Direito da UNIFACP - Centro Universitário de Paulínia, colunista do Jornal de Paulínia e ativista da causa animal.

No texto em que anuncia a pré-candidatura, Daher ressaltou: “Possuo condições de exercer bem o papel de membro do Poder Legislativo Municipal, principalmente o de elaborar leis que venham ao encontro dos anseios populares e o de fiscalizar o Poder Executivo – seja quem for o Prefeito eleito, já adianto, posto que minhas convicções pessoais, sobretudo o combate à corrupção e a obediências aos princípios estampados na Constituição Federal, que devem reger a atuação do agente público, não estão e nunca serão colocados em segundo plano”.

É a primeira vez que um delegado de polícia resolve disputar uma vaga no Legislativo paulinense. As convenções partidárias para definir candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador acontecem entre 31 de agosto e 16 de setembro. Nas eleições de 2016, Paulínia registrou sete candidatos a prefeito e 320 a vereador.

Errata: O Democratas (DEM) é o antigo PFL e não  "antigo DEM" como estava escrito antes. 

Foto: Reprodução/Internet

Comentar